Terça, 16 Julho 2019 19:50

PRIMEIRO SEMESTRE | Governo de Roraima encaminha 100 pessoas para vagas de trabalho em hospital Destaque

Escrito por SIDDHARTHA BRASIL
A coordenadora de RH do hospital, Thais Oliveira, explica os critérios para preenchimento das vagas A coordenadora de RH do hospital, Thais Oliveira, explica os critérios para preenchimento das vagas Charles Bruno

Como parte da política de geração de emprego e renda, o Governo de Roraima encaminhou, no primeiro semestre de 2019, aproximadamente 100 pessoas para preencher 30 vagas nas mais diversas áreas de atuação no Hospital Lotty Iris, incluindo PCD (pessoas com deficiência). O hospital mantém convênio institucional para o atendimento à população.

A ação foi executada pelo Sine-RR (Sistema Nacional de Emprego), que funciona na sede da Setrabes (Secretaria Estadual do Trabalho e Bem-Estar Social), e vem desenvolvendo um trabalho de estreitamento com a instituição de saúde para colocar profissionais qualificados no mercado e, assim, contribuir para a melhoria do atendimento, democratização do acesso às vagas, diminuição dos níveis de desemprego e melhoria da economia do Estado.

A chefe de Intermediação de Mão de Obra do Sine-RR, Angélica Duarte, destacou que a entidade tem buscado fazer um trabalho diferenciado e que, como parte dessa transformação, houve um aumento do quantitativo de vagas disponíveis, assim como a mudança de perfil das vagas disponibilizadas, como foi no caso do Hospital Lotty Iris.

A coordenadora de Recursos Humanos da rede Lotty Iris, Thais Oliveira, avaliou de forma positiva o trabalho com o Sine-RR, que a partir da formalização da parceria passou a contar com a apresentação de candidatos mais qualificados e de forma isenta para o preenchimento das vagas.

“Antes de fecharmos a parceria com o Sine-RR, nós tínhamos mais limitações e falta de opções profissionais para o preenchimento das vagas que iam surgindo em todos os âmbitos do hospital. Agora, além de termos isenção e impessoalidade para escolher o candidato que melhor se encaixe, o que muito facilitou a dinâmica, nós ampliamos as possibilidades para contratação, uma vez que a rotatividade e abertura de vagas têm sido duas constantes, já que o hospital tem crescido e esse crescimento carece de acompanhamento de excelência para o atendimento à população”, explicou.

A coordenadora chamou a atenção ainda para vagas que estão em aberto no Lotty Iris, mas que o preenchimento se dará através do Sine-RR. “Agora mesmo estamos com dificuldades para fechar algumas vagas que estão em aberto há mais de uma semana. Precisamos de pessoas qualificadas e que estejam inscritas no Sine-RR”, destacou.

Thais Oliveira explicou ainda que, a partir do surgimento de vagas, o primeiro passo é comunicar ao Sine-RR para elencar todo o perfil para a vaga. Depois dessa etapa, de três a cinco candidatos são encaminhados para entrevista pessoal.

Corroborando com as palavras da coordenadora do RH do hospital, Angélica Duarte frisou que desde o início do ano têm aparecido vagas na rede hospitalar e que o órgão poderia ter encaminhado mais candidatos para entrevista, fato que não se concretizou pela falta de atualização cadastral, pois boa parte dos inscritos no Sine-RR, não atendeu ao chamamento para recadastrar as informações pessoais.

"Poderíamos ter enviado mais pessoas para entrevistas, mas temos encontrado algumas dificuldades para contatar os candidatos que preenchem os requisitos elencados pela empresa, uma vez que a atualização cadastral não foi totalmente concluída em nossa campanha", explicou.

Duarte aproveitou para reiterar o convite para que os candidatos que tenham ficha no Sine-RR compareçam ao órgão para atualizar as informações pessoais.

“Precisamos que aquelas pessoas que ainda buscam vagas e que têm cadastro no Sine-RR nos procurem e atualizem suas informações pessoais, como endereço, telefone, e-mail, se já estão ou não colocados no mercado de trabalho, dentre outras informações primordiais para facilitarmos o acesso ao mercado de trabalho”, solicitou.