Quinta, 06 Junho 2019 23:30

Professores e orientadores passam por treinamento para fortalecer prática de orientação educacional Destaque

Escrito por MARÍLIA MESQUITA
A meta é atender 140 profissionais das escolas públicas da capital e interior A meta é atender 140 profissionais das escolas públicas da capital e interior Ascom/Seed

A fim de fortalecer a prática de orientação educacional nas escolas estaduais, professores orientadores e orientadores educacionais passaram pelo treinamento "Práticas de orientação educacional e  cotidiano escolar". A ação teve inicío na última terça-feira, 04, como parte do Projeto de Formação Continuada. As atividades ocorrem no auditório da DPE-RR (Defensoria Pública do Estado) e continuam nesta sexta-feira, 07.

O objetivo do treinamento é dar subsidio teórico e prático à atividade de orientação educacional em escolas públicas estaduais, orientando dos processos de gestão educacional nos desafios do ensino-aprendizagem presentes no cotidiano escolar.

“Essa é uma forma de fortalecer a prática de orientação educacional nas escolas estaduais da capital e interior, orientando e instruindo os profissionais acerca das novas realidades que se apresentam no cenário da escola pública”, explicou a chefe da Dipse (Divisão de Desenvolvimento Psicossocial Escolar), Maria de Nazaré Sicsu.

Um dos focos da formação reside no campo da competência técnica dos profissionais da educação, especificamente com as melhorias da prática do professor orientador e do orientador educacional.

“É fundamental a observação, o estudo e o direcionamento de estratégias para o acompanhamento de como o processo de desenvolvimento da atividade de orientação educacional, praticado pelos profissionais, vem incidindo sobre os resultados do processo de ensino-aprendizagem desenvolvido na escola”, ressaltou Nazaré.

Os temas abordados no treinamento são: motivação profissional, relações interpessoais e condições de aprendizagem, atendimento à família, mediação de conflitos na escola, indisciplina escolar, atendimento e acompanhamento aos alunos envolvidos com drogas e facções criminosas, como trabalhar com adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social e atendimento aos alunos com dificuldades de aprendizagem.

O curso é desenvolvido pelo Ceforr (Centro de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima), em parceria com a Dipse, e terá a carga horária de 100 horas, distribuídos em sete módulos que terá a duração até novembro e atenderá 140 profissionais do SOE (Serviço de Orientação Educacional), ou seja, que atuam como professores orientadores e orientadores educacionais nas escolas estaduais.