Segunda, 27 Mai 2019 19:13

Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil define atuação no Inverno 2019 Destaque

Escrito por MACKSUEL LOPES
Com o início do período chuvoso, o objetivo é tentar evitar que comunidades fiquem isoladas Com o início do período chuvoso, o objetivo é tentar evitar que comunidades fiquem isoladas ACI/CBMRR

Com o início do inverno, as atenções da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDC) voltam-se para a realização de vistorias e levantamento dos danos causados pela estiagem e pelas queimadas. Inicialmente, o foco da Defesa Civil Estadual é o levantamento das pontes danificadas para evitar que comunidades do Interior do Estado fiquem isoladas.

Já foram concluídas as vistorias nos municípios de Caracaraí, Amajari, Bonfim e Uiramutã. Os municípios de Caracaraí e Amajari já decretaram Situação de Emergência, solicitando recursos emergenciais DE QUEM? para a reconstrução de pontes destruídas por incêndios.

As equipes de CEPDC constataram um grande número de pontes em situação precária por falta de manutenção em todos os municípios visitados, e que, mesmo que não tenham sido destruídas por essas queimadas, precisam de ação emergencial de reconstrução, porque podem não resistir à intensificação do inverno. No Bonfim, por exemplo, há pontes destruídas por incêndios e pontes danificadas ao longo do tempo. O município ainda não decretou situação de emergência.

No Uiramutã não houve pontes destruídas por incêndios, mas é o município com a pior situação por conta do relevo acidentado e com ocorrências de fortes enxurradas.

Em Normandia não houve vistorias e a Prefeitura informou que vai solicitar esse atendimento. O rompimento da BR-433 ocorreu em um local onde havia uma ponte que foi queimada durante incêndio florestal. Foi feito um desvio, que foi rompido pela enxurrada. A CEPDC avalia, em conjunto com o município a melhor forma de atuar naquela região.

O diretor Executivo Estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Cleudiomar Ferreira, os trabalhos da CEPDC podem servir de base para declarações de Situação de Emergência e Estado de Calamidade Pública. “Os relatórios produzidos pelas equipes da CEPDC serão encaminhados à Secretaria de Infraestrutura [Seinf] e, além de pareceres técnicos, servirão para sustentar qualquer eventual declaração de situação especial pelas Prefeituras municipais ou Governo do Estado.