Terça, 14 Mai 2019 17:47

EDUCAÇÃO - Escolas do Interior iniciam ano letivo dia 15 de maio e unidades indígenas, dia 20 Destaque

Escrito por MÁGIDA AZULAY KHATAB
Novo calendário será elaborado para garantir os 200 dias letivos para as escolas do Interior do Estado Novo calendário será elaborado para garantir os 200 dias letivos para as escolas do Interior do Estado Ascom/Seed

No próximo dia 15 de maio terá início o ano letivo para 8.894 estudantes de 41 escolas dos municípios do Interior do Estado. A Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desportos) está finalizando o Calendário Escolar e o documento será publicado nos próximos dias.

As unidades escolares serão devidamente abastecidas com os gêneros alimentícios para o preparo da alimentação escolar e também contam com o quadro de professores completo, o qual foi preenchido com a contratação de 352 docentes mediante processo seletivo. Casos pontuais serão solucionados pelo DRH (Departamento de Recursos Humanos) da Seed.

Os estudantes que necessitam do transporte escolar para chegar às unidades de ensino também já vão contar com o serviço, que está sendo restabelecido pela Seed. De acordo com o Censo Escolar, pouco mais de nove mil alunos necessitam do transporte escolar e 306 rotas atendem a demanda.

A Seed por meio do DATE (Divisão de Apoio ao Transporte Escolar) realizou um trabalho minucioso de aferição em todas as rotas dos municípios do Estado, utilizando a metodologia de georreferenciamento, a fim de garantir a real oferta do serviço ao estudante.

O trabalho foi necessário em função da Seed ter passado, no final do ano de 2018, por operações da Polícia Federal, que apontaram diversas irregularidades na aplicação de recursos públicos pela gestão passada, em contratos de transporte e também de merenda escolar, fato que comprometeu sobremaneira o andamento das ações em 2019.

A Seed também providenciou a contratação de profissionais de copa e cozinha (merendeiras), por meio de processo seletivo. Foram disponibilizadas 131 vagas para o Interior, distribuídas em 14 municípios do Estado.

Confira as escolas que iniciarão as aulas neste dia 15 de maio:

 

ESCOLA

MUNICÍPIO

Delcy Barreto

 

Alto Alegre

Maria Francisca da Costa Moraes

Rui Barbosa

Francisco Pereira da Silva

Amajarí

Albino Tavares

Boa Vista Rural

Nilo José de Melo

João Vilena

Bonfim

São Francisco

Alcides Miguel de Souza

 

 

 

Cantá

Antônio Augusto Martins

Barbosa de Alencar

Mário Homem de Melo

Otília de Souza Pinto

Genira Brito Rodrigues

Raimundo Carlos Mesquita

Santa Catarina

Maria de Lima Uchoa

 

 

Caracaraí

Padre Calleri

Roraima

Sebastião Benício da Silva

Sebastião Vieira de Araújo

Clóvis Nova da Costa

 

Caroebe

Dom Pedro I

Vidal da Penha

Tereza Teodoro

João Pereira de Araújo

Iracema

Manoel Agostinho de Almeida

Francisco Julião

 

Mucajaí

Nossa Senhora da Penha

Nova Esperança

Venceslau Catossi

Sebastião Felix Correa

Mariano Vieira

Normandia

1° de Maio

 

 

 

Rorainópolis

Boa Esperança

CEM Professora Antônia Tavares

CEM Tenente João de Azevedo Cruz

Fagundes Varela

José Bonifácio

José de Alencar

Professor Leopoldo Campelo

 

EDUCAÇÃO INDÍGENA - Já para as escolas estaduais indígenas, o ano letivo terá início no dia 20 de maio em função da alteração do cronograma das atividades do processo seletivo para contratação de professores, publicado no DOE (Diário Oficial do Estado) no dia 07 de maio.

De acordo com o novo cronograma, no dia 13 de maio será publicado o resultado final e a apresentação dos classificados para assinatura do contrato e a lotação será no período de 14 a 17 de maio e nos dias 20 e 21 de maio, na Univirr (Universidade Virtual de Roraima) localizada na Avenida Princesa Isabel, n° 3524, bairro Tancredo Neves.

Foram ofertadas 1.463 vagas, sendo 1.123 para professor da Educação Básica, com atuação nas disciplinas específicas das áreas de conhecimento regulares e 340 vagas para professores de Língua Indígena. Os salários variam de R$ 1.068,22 a R$ 3.782,94, dependendo da jornada de trabalho e escolaridade.

As escolas indígenas também serão abastecidas com os produtos para a merenda escolar e os alunos que necessitam de transporte escolar também serão atendidos com o serviço. Quanto ao Calendário Escolar também será reelaborado.

“Iremos trabalhar um calendário escolar diferenciado para que possamos cumprir integralmente os 200 dias letivos e a carga horária dos componente curriculares que é de 800 horas de aula obrigatória, para que nossos alunos não tenham prejuízo em suas aprendizagens”, destacou Leila Perussolo, secretária de Educação e Desporto.

Segundo dados do Censo Escolar 2018, em Roraima existem 260 escolas indígenas e 16.076 alunos matriculados. Já o quadro de professores efetivos conta com 411 professores.