Imprimir esta página
Segunda, 13 Mai 2019 19:35

Academia de Polícia inicia o 1º curso para Proteção de Dignitários de Roraima Destaque

Escrito por EDUMAR JUNIOR
Trinta agentes da segurança pública estão matriculados; esse é o quinto curso de formação em 2019 na APCIS Trinta agentes da segurança pública estão matriculados; esse é o quinto curso de formação em 2019 na APCIS Neto Figueredo

A APCIS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago) iniciou o primeiro curso de formação para a Proteção de Dignitários para 30 agentes da segurança pública. O curso terá a duração de duas semanas e será ministrado por um militar da Casa Militar do Mato Grosso.

O governador Antonio Denarium destacou a integração de todas as polícias na gestão de governo e disse que cursos de formação melhoram a qualidade na segurança.

“Estamos iniciando o curso com policiais militares, bombeiros, policiais rodoviários federais e policiais federais melhorando a qualidade na segurança de todos os poderes, Ministério Publico, Assembleia Legislativa e Casa Civil. Dessa forma estaremos prezando por uma segurança melhor”, enfatizou.

O curso para Proteção de Dignitários em Roraima foi idealizado pela Secretaria de Segurança Pública e Casa Militar do Governo do Estado e visa treinar os agentes de segurança que atuam na proteção de autoridades, como o governador e a primeira-dama.

O secretário de Segurança Pública, Marcio Amorim, afirmou que esse curso foi idealizado para dar mais qualidade nas ações da Casa Militar e demais poderes.

“Esse curso de aprimoramento demonstra a intenção do governo de investir na segurança pública tratando daquilo que é principal, a vida do ser humano”, afirmou.

Para a diretora da APICS, Giuliana Castro esses cursos de formação qualificam ainda mais os policiais que atuam no Estado, que segundo ela diretora "são os melhores do País". A diretora lembrou que esse é o quinto curso da APICS em 2019.

“Em dez anos a Academia de Polícia não realizou nenhum curso e em 2019 já estamos no quarto. Estamos fazendo projeto para capacitação de abordagem de pessoas com deficiência que é uma coisa inédita no País, com cursos de abordagem em Libras [Língua Brasileira de Sinais] para pessoas surdas. É um projeto de inclusão junto com o Governo de Roraima”, complementou Castro.