Sábado, 02 Mai 2020 16:02

COMUNICADO Destaque

Escrito por Ascom Sesau
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS Ascom Sesau

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 1.307 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 79 são considerados suspeitos, 668 foram confirmados, 560 foram descartados e nove óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 03 em Alto Alegre, 577 casos foram notificados em Boa Vista, 04 em Bonfim, 05 no Cantá, 08 em Caroebe, 03 em Mucajaí, 37 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza e 02 em São Luiz.

Em relação aos casos suspeitos, foram notificados 01 em Alto Alegre, 62 casos em Boa Vista, 12 em Mucajaí, 01 em Rorainópolis, 01 em São João da Baliza e 02 em São Luiz.

Já sobre os casos descartados, 04 em Alto Alegre, 470 notificações ocorreram em Boa Vista, 08 em Bonfim, 06 no Cantá, 06 em Caroebe, 12 em Mucajaí, 33 em Pacaraima, 12 em Rorainópolis, 01 em São João da Baliza e 08 em São Luiz.

O Estado também contabiliza nove óbitos por Coronavírus (COVID-19), 08 no município de Boa Vista e 01 em Alto Alegre.

Além disso, 111 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 101 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 03 do Cantá, 03 de Pacaraima e 01 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.