Terça, 28 Abril 2020 16:44

DIA DA EDUCAÇÃO | Desafios e transformações frente à pandemia do Coronavírus marcam a data em Roraima Destaque

Escrito por MÁGIDA AZULAY KHATAB
A pandemia mudou e transformou hábitos ao redor do mundo. A Educação também precisou se reinventar. A pandemia mudou e transformou hábitos ao redor do mundo. A Educação também precisou se reinventar. Ascom/Seed

As mudanças no processo de ensino aprendizagem e os desafios que surgiram devido à pandemia do Coronavírus marcam em 2020, o Dia da Educação, celebrado nesta terça-feira, 28 de abril.

A pandemia mudou e transformou hábitos ao redor do mundo e a Educação também precisou se reinventar. Gestores públicos de todo o Brasil iniciaram discussões a respeito de como enfrentar o novo e como garantir a continuidade do processo educacional.

Muitas estratégias surgiram para atender os estudantes da Educação Básica, que no Brasil hoje chegam a 47,9 milhões matriculados em 180 mil escolas. Em Roraima, de acordo com o Censo Escolar 2019, são 75.386 estudantes matriculados em 374 escolas, tanto na Capital, Interior e Área Indígena.

Nesse sentido, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) elaborou um ‘Plano de Implementação de atividades não presenciais’ e está atuando com duas frentes de trabalho.

Após um recesso escolar antecipado de 15 dias, as aulas na rede estadual de ensino iniciaram na forma não presencial no dia 06 de abril, conforme Decreto Governamental Nº 28.663-E, de 31 de março de 2020.  Para estudantes com acesso à internet, os conteúdos são ministrados por meio das redes sociais, (whatsapp, facebook), vídeo aulas por meio de canais YouTube e plataformas educacionais, como Google Classroom, por exemplo.

Para atender alunos que não dispõem do recurso de internet, os professores elaboraram cartilhas, apostilas e exercícios que foram impressos para serem entregues aos pais ou responsáveis.  As escolas estão funcionando em regime de plantão, na Capital e Interior, com escalas e rodízio de servidores para atender a comunidade, obedecendo protocolos de segurança em saúde. 

No Interior e Comunidades Indígenas, os materiais elaborados pelos professores também estão chegando aos alunos que moram em regiões distantes e de difícil acesso, por meio do transporte escolar e do esforço e compromisso de professores, gestores e profissionais da Educação. 

Os professores das salas de recursos multifuncionais, também estão produzindo material e atendendo estudantes público alvo da educação especial. Todas as ações adotadas pela Seed seguem normativas federais e as orientações emanadas pelos Conselhos de Educação, Nacional e Estadual. 

A secretária de Educação e Desporto Leila Perussolo destacou que a Educação é uma mola propulsora que transforma vidas, que faz com que sejamos pessoas melhores, capazes de aprender algo novo  e de se reinventar, mesmo em condições adversas, como essa situação frente à pandemia.

“Os educadores de Roraima têm dedicado esforços e atenção a todos os nossos alunos, para que eles possam ficar em casa, seguros no seio de sua família, mas seguindo com o processo de aprendizagem que é inerente a nossa capacidade humana de aprender um pouco mais, de saber que todos os dias, momentos e lugares, é possível aprender algo de forma positiva”, ressaltou.

AVANÇOS E INVESTIMENTOS – Além dos esforços e planejamentos estratégicos para o enfrentamento do Coronavírus e as aulas não presenciais, o Governo do Estado por meio da Seed dá continuidade às ações para a melhoria da qualidade da Educação do Estado.

No início deste ano, foram adquiridos mobiliários novos para as escolas da rede, sendo 15 mil carteiras escolares, 580 mesas para atendimento a alunos cadeirantes, 1.500 mesas para refeitório 2.500 cadeiras para professores e para as dependências administrativas das escolas. O valor investido com recursos próprios foi na ordem de R$ 6.399.812,20.

As escolas estaduais indígenas Tuxaua Evaristo e Índio Marajó no município de Normandia, além da Escola Mariano Vieira, na sede do município, foram completamente revitalizadas e receberam mobiliários novos. Em Boa Vista, a Escola Estadual Fernando Granjeiro também foi revitalizada.

Por meio de recursos de parlamentares federais, o Governo do Estado terá condições de realizar obras em 60 escolas, sendo 33 obras de reforma, 11 construções de quadras e 16 construções de novas escolas atendendo a Capital, interior e comunidades indígenas.

O Governo do Estado vai construir quatro escolas novas na Capital, nos bairros em que ainda não existem escolas da rede: Pérola, Cruviana, São Bento e Cidade Satélite, duas dessas escolas, serão construídas com recursos próprios. Além disso, recursos na ordem de R$ 12 milhões também já estão garantidos via bancada federal para construção do novo prédio administrativo da Seed.

O Governo do Estado também vem priorizando o Programa de Ensino Médio em Tempo Integral, mobiliando e equipando as cinco escolas que fazem parte desse programa em Roraima. Além disso, todas elas também vão passar por reformas. O recurso é específico do Governo Federal e a atual gestão vem aplicando de forma correta e austera.

Para informatizar a Educação de Roraima, o sistema Educarr foi implementado na rede inicialmente em sete escolas piloto e agora está sendo expandido para outras 11. A plataforma de gestão educacional já é uma realidade de sucesso.

Além de ser um ambiente acadêmico onde o estudante acessa notas e trabalhos, professores planejam aulas e lançam boletins e pais acompanham o rendimento do aluno, em um futuro próximo, a plataforma permitirá matrículas on-line, eliminando filas na frente das escolas.

A regularização do transporte e merenda escolar em todas as escolas também foi uma ação importante para garantir o pleno funcionamento do processo de ensino. Os salários dos servidores em dias ou até mesmo a sua antecipação, refletem o compromisso e o respeito da gestão pela classe. 

Com o fim da pandemia será iniciado ainda um novo processo para o retorno das atividades em sua normalidade. Será um novo tempo que de certo, trará ainda mais transformações e aprendizagens para a Educação do Estado.