Sábado, 21 Março 2020 13:59

ATENÇÃO HUMANIZADA | Mutirão de Saúde para reeducandos da Pamc segue até o dia 26 Destaque

Escrito por MINERVALDO LOPES
Realizada em parceria com a Sejuc e Ministério Público, a ação já realizou mais de 1.400 atendimentos até a quinta-feira, 19 Realizada em parceria com a Sejuc e Ministério Público, a ação já realizou mais de 1.400 atendimentos até a quinta-feira, 19 Ascom/Sesau

O Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), vai prorrogar até a próxima quinta-feira, dia 26, o Mutirão de Saúde para detentos da Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo). A expectativa é atender cerca de 2.100 reeducando daquela unidade.

Conforme o coordenador geral de Assistência Básica da Sesau, Erivan França, a ação ocorre de forma organizada, garantindo assim segurança e maior atenção às demandas dos apenados da Pamc.

“A intenção da Secretaria com essa ação é prestar um atendimento mais humanizado, com mais cautela, identificando as necessidades e possibilitando uma avaliação mais detalhada do estado de saúde desses pacientes”, destacou.

Na ocasião, eles estão tendo acesso a vários tipos de serviços, como consultas médicas, fornecimento de medicação e vacinação. A ação conta ainda com o apoio da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania) e do MPRR (Ministério Público de Roraima).

“A presença do Ministério Público é para que eles possam ver que as ações estão ocorrendo, visto também que houve uma pactuação com as Secretarias envolvidas. É válido destacar também que a intenção é tornar esse mutirão uma atividade mais presente, tanto que a nossa pretensão e realizá-lo a cada três meses”, ressaltou.

Até quinta-feira, 20, mais de 1.400 atendimentos foram realizados; sendo 883 na área clínica geral, 318 para a infectologia e 251 na especialidade de dermatologia. Apenas seis detentos precisaram de encaminhamento para o HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) para atendimento especializado

A presença desses profissionais só foi possível graças à participação do Departamento de Políticas de Saúde Itinerante, que prontamente atendeu ao chamado da Secretaria.

“A importância dessa ação é justamente dar um tratamento decente e humanizado, pois sabemos que as carências dessas pessoas são bastante grandes”, salientou o coordenador da Saúde Itinerante, Tony Pinheiro.