Sexta, 26 Abril 2019 13:59

PMRR e Corpo de Bombeiros realizam mais de 7 mil ações em 24 horas

Escrito por NEUZELIR MOREIRA e MACKSUEL LOPES

Durante a Operação Tiradentes 2019, foram realizadas 7.550 ações pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Roraima. Todas as ações ocorreram no período de 24 horas e encerrou na quinta-feira, dia 25.
A operação integrada ocorreu simultaneamente em todos os Estados da Federação, e teve por objetivo de intensificar as ações de prevenção, manutenção da ordem pública e segurança, além de fortalecer a capacidade operacional e a articulação integrada das Corporações.
A execução da Operação foi definida pelos comandantes na reunião do CNCG-PM/CBM (Conselho Nacional dos comandantes Gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil). A iniciativa buscou homenagear também o patrono das polícias militares, o alferes Joaquim José da Silva Xavier.
Em Roraima, a atuação da PMRR resultou em 7.352 ações. No período de execução da Operação, foram abordadas 4.580 pessoas, 2.598 veículos e 22 embarcações em todo Estado. Na Capital, 50 cidadãos estrangeiros também foram abordados.
As guarnições conseguiram recuperar dois veículos, e uma arma com munição foi apreendida. Além disso, 35 ocorrências foram registradas, 17 pessoas foram conduzidas ao Distrito Policial e oito flagrantes foram realizados, entre tráfico de pássaros (crime contra a fauna), Maria da Penha, descaminho de combustível, roubo com emprego de arma de fogo, e apreensão de madeira ilegal. Teve ainda, a aplicação 12 autuações e/ou multas.
O comandante Geral da PMRR, coronel Elias Santana, avaliou a Operação de forma positiva, já que o levantamento das últimas 24 horas, com o reforço do policiamento em todas as regiões do Estado, o número de apreensões foi mínimo no período que durou a Operação.
“Nossos objetivos foram alcançados. Ações de prevenção com abordagem a veículos e pessoas coíbem o aumento de delitos. Como resultado final transmitimos um pouco de tranquilidade às pessoas no que se refere à segurança pública. Mantivemos uma fiscalização contínua no posto de fiscalização de Jundiá, e no município de Pacaraima, além da fiscalização na BR-432, que são consideradas rotas de fuga e contrabando de produtos oriundos da Guiana”, complementou o coronel Elias Santana.
NA PRÁTICA – A Operação contou com ações de policiamento geral, a pé, motorizado, montado, rodoviário, de pronta resposta a emergências, assim como de atendimento pré-hospitalar, socorros de urgência, busca e salvamento aquático e terrestre, combate a incêndios, ações preventivas realizadas pelo CBMRR.
Durante a operação Tiradentes, o CBMRR empregou 120 militares, 23 viaturas e uma embarcação. Ao todo, foram atendidas 24 ocorrências, 153 vistorias e 21 ações sociais realizadas, sendo atendidas 14.975 pessoas pelas ações do CBMRR e pela CEPDC (Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil).
O coronel Gewrly Batista, coordenador Estadual do CBMRR na Operação Tiradentes 2019, destacou que todas as diretorias e setores do CBMRR participaram, direta ou indiretamente das ações desenvolvidas, e que os números expressam o real serviço prestado pelo CBMRR para a sociedade roraimense nas ações de resposta e prevenção.
“Um dos principais objetivos da Operação Tiradentes é mostrar, através de números, o alcance das ações das corporações militares estaduais. Concluímos a operação deste ano com bons números e vamos buscar aperfeiçoar ainda mais nossas ações no atendimento dos roraimenses”, disse o coronel.