Avalie este item
(0 votos)

Acompanhado pela gestora Dorly Guerra e pela diretora do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais), da Seed (Secretaria de Educação e Desportos), Maria Aparecida Oliveira, o deputado federal Haroldo Campos visitou, na manhã deste sábado, 25, a Emur (Escola de Música de Roraima).

Conforme o parlamentar, o objetivo da visita foi conhecer as necessidades da estrutura física da escola e trabalhar um novo projeto. “Vamos trabalhar para resgatar este que eu acho que é um dos espaços mais importantes que temos em Roraima. Vamos propor um projeto novo para a Escola de Música e ocupar parte deste espaço com uma nova estrutura, muito mais moderna do que esta.”, disse

Ainda segundo o deputado, o pedido foi feito pela secretária de Educação, Leila Perussolo. “Vamos fazer o possível para conseguir recursos para a escola que só não tem mais estudantes porque o espaço, hoje, não conseguiria comportar”, explicou.

Ele ressaltou que de, agora em diante, pretende discutir o tema com a bancada de Roraima em Brasília. “Se possível, trabalhar com a nossa bancada de Roraima que, hoje, é uma bancada muito unida, para transformarmos esse espaço”.

A diretora do Depe, Maria Aparecida Oliveira, destacou a importância da visita. “Ninguém melhor do que ele para verificar as condições físicas estruturais da escola. A secretária Leila o convidou, para que possa avaliar a situação e fazer uma emenda para reformar o prédio. A estrutura da instituição está precisando, com urgência, de um novo modelo. Ele é arquiteto e vai verificar quais são as necessidades”, afirmou e lembrou que a Emur é uma riqueza que o Estado tem e precisa ser preservada.

Para a gestora da Escola de Música, Dorly Guerra, a visita do parlamentar para conhecer as necessidades da estrutura é relevante pela importância que a Escola tem na formação musical de pessoas de todas as faixas etárias.

A gestora destacou o papel importante da instituição que, no dia 12 de abril passado, celebrou 36 anos de criação e atende 1.100 alunos, nos turnos matutino, vespertino e noturno. “Nosso prédio já tem 36 anos. Ele precisa de uma reforma, porque já não comporta mais a quantidade de alunos que temos. A procura por vaga é grande. Oferecemos curso de musicalização para crianças a partir de sete anos. Atendemos também os adolescentes, os jovens, e a comunidade adulta, de 40, 50, 60 anos. Todos em busca da música; seja para terapia ou para formação. Cada um procurando o seu grau de ensino na parte musical. Estamos felizes. Parece que temos uma luz no fim do túnel”, ressaltou.

Ela afirmou que há alunos formados na Escola de Música que já criaram seus conjuntos, suas bandas. “Temos muitos frutos aí. Hoje, às 19 horas, teremos um recital de piano. No dia 30, vamos ter outro recital de alunos em comemoração ao Dia das Mães. Estão todos convidados. Quem não conhece a Emur, estamos aqui de portas abertas para vocês se deliciarem com música”, finalizou.

HISTÓRICO - A Escola de Música foi fundada em 12 de abril de 1983. Oferece ao público musicalização, flauta doce, saxofone, clarinete, trombone, pianos, violão, teclado, sanfona, bateria e percussão. Além da parte prática e teórica, tem coral adulto e coral infantil.

Avalie este item
(0 votos)

 

Cerca de dois mil moradores da Zona Oeste de Boa Vista, área mais populosa da cidade, foram beneficiados neste sábado, 25, com serviços ofertados pela ação Defensoria Solidária, parte das atividades comemorativas dos 19 anos da Defensoria Pública do Estado, e realizada em parceria por vários órgãos, dentre os quais, as Secretarias estaduais de Educação, de Segurança Pública, de Saúde, Liga Roraimense de Combate ao Câncer, Superintendência Regional do Trabalho, Tribunal de Justiça, Sesi (Serviço Social da Indústria), Polícia Militar e Prefeitura de Boa Vista.

As atividades ocorreram na Escola Estadual América Sarmento, no bairro Sílvio Botelho, com oferecimento de serviços da Defensoria Itinerante; Câmara de Conciliação, com projeto Descomplica; Central de Agendamento, em que o cidadão já sai com ação protocolizada na Justiça. Além dos serviços ofertados pelos demais parceiros, entre eles, emissão de Carteira de Identidade e de Trabalho; atendimento de saúde e de estética.

De acordo com o defensor-geral, Stélio Dener, diversas ações estão em desenvolvimento neste mês, em razão da comemoração do Dia do Defensor e da Defensoria, 19 de maio. “Além da data comemorativa, estamos também numa campanha nacional pela Anadep [Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos] e Condege [Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais] em defesa das mulheres. Hoje, estamos oferecendo diversos serviços, com a ajuda de parceiros, para que possamos dar vazão a esse grande fluxo de pessoas que necessitam dos serviços oferecidos pelo nosso Estado. É uma satisfação muito grande implementar isso na Defensoria Pública, aproximando mais ainda a Defensoria da população. Estamos próximos na questão jurídica, mas queremos levar algo mais para a sociedade”, enfatizou.

O subdefensor-geral, Oleno Matos, também destacou o caráter aproximativo da ação em relação à população. “Estamos comemorando os 19 anos de criação da Defensoria e este ano resolvemos fazer um mês de atividades. Criamos a Defensoria Solidária e estamos num momento de solidariedade para ajudar o cidadão e comemorar fazendo isso. Além de ser um grande escritório de advocacia, para atender à população carente, por assim dizer, a Defensoria é responsável pela educação em direitos. Estamos fazendo isso aqui e, mais, trazendo parceiros para somar forças e servir ao cidadão, à população da Zona Oeste, que tem maior dificuldade de acessar alguns serviços”, afirmou.

Conforme o diretor da Escola América Sarmento, Edney Lima, a unidade sempre foi referência em sediar esse tipo de ação. Ele ressaltou a relevância do oferecimento de cerca de 20 serviços para a população do bairro Sílvio Botelho e da circunvizinhança neste sábado. “A Secretaria de Educação dá apoio, por meio da escola, e é muito importante para a comunidade ter acesso, num único ponto, a essa gama de serviços sem custo nenhum. Os moradores da periferia encontram dificuldades pra se deslocar para o Centro e conseguir senhas para acessar serviços e estamos proporcionando esse atendimento”, afirmou.

A facilidade de acesso aos atendimentos foi destaque também entre os beneficiados pela ação. Enquanto aguardava para obter a segunda via da Carteira de Identidade, o servidor público Fabrício dos Santos frisou a importância da ação. “Vi o anúncio no jornal e aproveitei para solicitar a segunda via de meu documento de Identidade, porque não tenho muito tempo pra fazer isso nos horários da semana. É uma ação realmente muito boa trazer esses serviços para os bairros”, disse.

Vivendo no Brasil há um ano e quatro meses, a venezuelana Crisálida Del Carmen Ortega, que, em seu país, era proprietária de uma sorveteria e, no Brasil, trabalha como empregada doméstica ou diarista utilizou a oportunidade para obter a Carteira de Trabalho. “Agora estou com minha Carteira de Trabalho na mão e quero conseguir um emprego formal aqui. Sinto-me muito bem em Boa Vista”, afirmou.

PARCEIROS - Defensoria Itinerante; Justiça Itinerante (TJRR); Instituto de Identificação (emissão de RG); Polícia Militar; Caer (renegociação de dívidas); Corpo de Bombeiros; Escolinha do Detran (Departamento Estadual de Trânsito); Femarh (entrega de plantas); Centro de Referência da Mulher; Centro de Atendimento Multidisciplinar; Superintendência Regional do Trabalho: Emissão de CTPS; Liga Roraimense de Combate ao Câncer; Liga Roraimense de Karatê; Prefeitura Municipal de Boa Vista (Vacinação); Secretaria Municipal de Saúde (testes rápidos); Polícia Rodoviária Federal; Procon da Assembleia Legislativa de Roraima.

Avalie este item
(0 votos)

Pela primeira vez, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) participa da ação solidária da Defensoria Pública que será neste sábado, dia 25.

Os atendimentos serão realizados das 8h às 16h, na Escola Estadual América Sarmento Ribeiro, no cruzamento da avenida Raimundo Rodrigues Coelho com a rua S4, bairro Silvio Botelho.

“Vamos levar nossos serviços aos usuários do evento e estaremos a disposição para tirar dúvidas também”, reforçou o gerente Comercial, Oriedson Medeiros.

Na ação serão ofertados os serviços de renegociação de débitos, consultas gerais, transferência de nomes, emissão de segunda via, declaração anual de quitação de débitos e solicitação de conta em braille.

Segundo Medeiros, a equipe da Caer será composta por dois colaboradores, além da Ouvidoria. Todos os  atendimento da ação solidária serão gratuitos.

Avalie este item
(0 votos)

O processo seletivo simplificado para contratação de professores para atuação no Centro Estadual de Educação Profissional Professor Antônio de Pinho Lima e para cinco escolas de Ensino Médio Integral registrou 372 inscritos. A listagem foi publicada no DOERR (Diário Oficial do Estado) desta quinta-feira, 23.

Estão sendo ofertadas 31 vagas e os cargos são para Nível Médio com Habilitação Técnica Profissional (08 vagas para Boa Vista) e para Nível Superior, sendo 16 vagas para Boa Vista e 07 vagas para atuação em escolas do interior do Estado.

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) publicará no DOERR desta sexta-feira, dia 24, novo cronograma de atividades do certame. De acordo com o documento, dia 29 de maio será divulgado o resultado preliminar da avaliação de títulos. O dia 30 de maio está reservado para a interposição de recursos contra o resultado preliminar.

“Lembramos que os recursos devem ser apresentados na sala da comissão do processo seletivo, que fica na sede da Seed, na Rua Barão do Rio Branco, n° 1495, Boa Vista, no horário das 8h às 17h”, destacou Adejalmo Moreira, coordenador do processo seletivo da Seed.

Já no dia 04 de junho, será publicado o resultado do julgamento dos recursos e no dia 05 de junho, a listagem do resultado final e convocação dos classificados. A apresentação dos convocados para assinatura do contrato e lotação será no dia 10 de junho.

ATUAÇÃO E REMUNERAÇÃO - Em Boa Vista, os aprovados no processo seletivo irão atuar no Centro Estadual de Educação Profissional Professor Antônio de Pinho Lima e também nas escolas Major Alcides e Colégio Estadual Militarizado Jaceguai Reis Cunha.

Para o interior, as vagas são para os municípios de Caracaraí (Escola José Vieira Sales Guerra, 02 vagas), Mucajaí (Escola Padre José Monticone, 03 vagas) e Rorainópolis (Escola José de Alencar, 02 vagas).

Os salários variam de acordo com a formação e a jornada de trabalho. Para os cargos de Nível Médio com jornada de trabalho de 16 horas, o salário é no valor de R$ 1.068,22; para 25 horas, o valor vai para R$ 1.669,09 e para 30 horas, R$ 3.004,80.

Já para os cargos de Nível Superior, para jornada de 16 horas, o salário é de R$ 1.483,45; para 25 horas, o valor é de R$ 2.317,90 e para a jornada de 30 horas, o salário é de R$ 3.78294.

A vigência do processo seletivo será de 6 meses para o Centro Estadual de Educação Profissional Professor Antônio de Pinho Lima, sendo prorrogável por igual período e de um ano para as escolas de Ensino Médio Integral, também sendo prorrogável por igual período.

Os docentes atuarão nos cursos técnicos de Agente Comunitário de Saúde, Agroindústria, Cuidados de Idosos, Informática, Manutenção Automotiva, Manutenção e Suporte de Informática, Móveis, Recursos Humanos, Refrigeração e Climatização, Segurança do Trabalho e Serviços Jurídicos.

As vagas para os cargos de Nível Superior são para profissionais das áreas de Administração, Direito, Enfermagem, Engenharia de Alimentos, Agronomia, Tecnólogo em Agronomia, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica Automotiva, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Engenharia da Computação, Tecnologia da Informação.

Para os cargos de Nível Médio, as oportunidades são para técnicos em Eletrônica, Móveis, Refrigeração/Climatização, Mecânica ou manutenção Automotiva e Segurança no Trabalho.

Avalie este item
(0 votos)

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito) realizou nesta terça-feira (23) uma palestra educativa em alusão à campanha ‘Maio Amarelo’ no Nerf (Núcleo Estadual de Reabilitação Física).

O Nerf recebe cerca de 200 pessoas por dia para a reabilitação física, sendo que mais de 70% são vítimas de acidentes de trânsito.

Na palestra, agente de trânsito do Detran-RR Vilmar Florêncio repassa as regras básicas de trânsito, como respeitar a sinalização, usar capacete, cinto de segurança e não dirigir após ingerir bebida alcóolica. Durante a explicação foram exibidos vídeos de acidentes ocasionados pela imprudência no trânsito.

“Nós estamos visitando várias instituições públicas e privadas para tentar orientar a população sobre a obediência às regras de trânsito. E hoje viemos conversar com os pacientes do Nerf que estão sentindo na prática os malefícios que os acidentes causam. Nossa ideia é contribuir para que essas pessoas mudem o comportamento, a postura no trânsito”, disse.

Perguntado sobre a fiscalização na cidade, Florêncio destacou que elas são feitas 24 horas por dia, 365 dias por ano, mas precisa da colaboração de todos.

“Hoje o nosso Estado está com uma frota de 230 mil veículos e nós precisamos que cada motorista faça a sua parte, dessa forma vamos tornar o trânsito em um local seguro”, enfatizou.

Para o diretor do Núcleo de Núcleo de Reabilitação Ronaldo Silva, a educação é importante para evitar que o número de pacientes atendidos em consequência de acidentes de trânsito continue alto.

“A equipe do Detran trouxe para os usuários e servidores a prevenção e a educação para o trânsito. Os nossos pacientes, em sua grande maioria, são vítimas de acidentes e isso atrapalha os atendimentos de outras pessoas que precisam de fisioterapia, como os idosos, por exemplo. Foi importante passar essa mensagem que no trânsitos temos que cuidar uns dos outros”, enfatizou.

BLITZ EDUCATIVA- Após a palestra, os agentes de trânsito fizeram uma blitz          educativa em uma faixa de pedestre na Avenida Ataíde Teive no bairro Canaã.

Alunos de Fisioterapia auxiliaram na blitz segurando cartazes, entregando panfletos e simulando um acidente de trânsito.

“Na nossa ação de educação a gente gera um impacto para a população, para que a sociedade veja que o acidente está perto dela e é uma coisa que traz um prejuízo muito grande desde o socorro das vítimas até o operatório e a reabilitação”, enfatizou Florêncio.

Em cinco anos, mais de 760 pessoas morrem vítimas do trânsito

Nos últimos cinco anos mais de 760 pessoas morreram em acidentes de trânsito. Só no ano passado, 136 mortes foram confirmadas nas ruas e estradas de Roraima.

Vilmar Florêncio apontou uma diminuição durante esse período, mas disse que o ideal é zerar esse número.

“A gente sempre costuma perguntar nas nossas palestras qual seria o número ideal? Elas sempre reduzem pela metade, mas na verdade esse número tem que ser zero. Porque ninguém quer perder alguém que ama para o acidente de trânsito, por isso, temos que lutar para que esse número seja zero”, afirmou.

 

Página 1 de 31