Mostrando itens por marcador: governotrabalhando

O abastecimento de água na Capital continua recebendo reforço com a substituição de equipamentos e manutenção para melhorias no sistema. Nesta segunda-feira (9), técnicos da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) substituíram o conjunto motobomba do Centro de Captação do bairro São Pedro, que vai aumentar a produção de água tratada em Boa Vista, beneficiando todos os bairros.

A troca dos equipamentos ocorreu nas primeiras horas do dia, e foi encerrada por volta das 10 horas.  Desde a sexta-feira (6), a Caer está instalando bombas de alta potência no sistema de abastecimento da Capital.

A ação faz parte do cronograma de melhorias que o Governo do Estado está implantando no saneamento básico. As bombas instaladas são de 10 e 15 CV's de tensão e 440 Volts de potência e serão instaladas nos 11 CRD's (Centros de Reservação e Distribuição) da Capital, conforme as necessidades e cronograma da Caer. Todo serviço será executado pela GME (Gerência de Manutenção Eletromecânica) da Companhia.

"Estes equipamentos com maior capacidade de vazão aumentam o bombeamento e levam mais água aos bairros da Capital, melhorando a distribuição em Boa Vista", destacou James Serrador, presidente da Caer.

 

Publicado em DESTAQUES
Segunda, 09 Novembro 2020 01:15

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 121.104 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 59.195 foram confirmados, sendo 11.042 por RT-PCR e 48.153 por teste rápido, 61.909 foram descartados, sendo 10.174 por RT-PCR e 51.735 por teste rápido e 695 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 711 em Alto Alegre, 497  no Amajari, 44.061 casos foram notificados em Boa Vista, 1.186 em Bonfim, 1.273 no Cantá, 1.290 em Caracaraí, 1.007 em Caroebe, 444 em Iracema, 1.216 em Mucajaí, 378 em Normandia, 1.651 em Pacaraima, 1.874 em Rorainópolis, 861 em São João da Baliza, 261 em São Luiz e 958  em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 883  em Alto Alegre, 615 em Amajari, 46.729 notificações ocorreram em Boa Vista, 1.627 em Bonfim, 660 no Cantá, 1.656 em Caracaraí, 1.302 em Caroebe, 612  em Iracema, 1.452 em Mucajaí, 298 em Normandia, 590 em Pacaraima, 2.693 em Rorainópolis, 723  em São João da Baliza, 338 em São Luís e 404 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 695 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 17 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 502 no município de Boa Vista, 13 no Bonfim, 14 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 06 em Iracema, 14 em Mucajaí, 16 em Normandia, 28 em Pacaraima, 27 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 04 São Luiz e 05 em Uiramutã.

Além disso, 54.936 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 666 em Alto Alegre, 438  em Amajari, 40.594 são de Boa Vista, 1.056 de Bonfim, 1.171 no Cantá, 1.275 em Caracaraí, 996  em Caroebe, 440 em Iracema, 1.205 em Mucajaí, 366 em Normandia, 1.610 em Pacaraima, 1.797 em Rorainópolis, 834 em São João da Baliza, 160 de São Luiz e 921 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Segunda, 09 Novembro 2020 01:09

NOTA OFICIAL _ GOVERNO DE RORAIMA

Publicado em DESTAQUES
Domingo, 08 Novembro 2020 07:56

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 121.061 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 59.189 foram confirmados, sendo 11.042 por RT-PCR e 48.147por teste rápido, 61.872 foram descartados, sendo 10.174 por RT-PCR e 51.698 por teste rápido e 695 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 711 em Alto Alegre, 497  no Amajari, 44.056 casos foram notificados em Boa Vista, 1.186 em Bonfim, 1.273 no Cantá, 1.290 em Caracaraí, 1.007 em Caroebe, 444 em Iracema, 1.216 em Mucajaí, 378 em Normandia, 1.650 em Pacaraima, 1.874 em Rorainópolis, 861 em São João da Baliza, 261 em São Luiz e 958  em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 882  em Alto Alegre, 615 em Amajari, 46.707 notificações ocorreram em Boa Vista, 1.627 em Bonfim, 660 no Cantá, 1.656 em Caracaraí, 1.302 em Caroebe, 612  em Iracema, 1.452 em Mucajaí, 298 em Normandia, 589 em Pacaraima, 2.693 em Rorainópolis, 723  em São João da Baliza, 338 em São Luís e 404 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 695 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 17 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 502 no município de Boa Vista, 13 no Bonfim, 14 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 06 em Iracema, 14 em Mucajaí, 16 em Normandia, 28 em Pacaraima, 27 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 04 São Luiz e 05 em Uiramutã.

Além disso, 54.936 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 666 em Alto Alegre, 438  em Amajari, 40.594 são de Boa Vista, 1.056 de Bonfim, 1.171 no Cantá, 1.275 em Caracaraí, 996  em Caroebe, 440 em Iracema, 1.205 em Mucajaí, 366 em Normandia, 1.610 em Pacaraima, 1.797 em Rorainópolis, 834 em São João da Baliza, 160 de São Luiz e 921 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) iniciou na sexta-feira, 6, a instalação de bombas submersas de alta potência para captação de águas profundas em poços artesianos no sistema de abastecimento da capital.

A ação faz parte do cronograma de melhorias que o Governo do Estado, por meio da Empresa, está realizando em Boa Vista e no interior.

Bombas de 10 e 15 CV's de tensão e 440 Volts de potência serão instaladas nos 11 CRD's (Centros de Reservação e Distribuição) da capital, conforme as necessidades e o cronograma da Empresa, executado pela GME (Gerência de Manutenção Eletromecânica).

"A Caer está fazendo manutenção de melhorias nos Centros de Reservação e Distribuição que existem na capital. Estamos substituindo as bombas de 20 CVs ou até de 10 CVs por bombas com capacidade de vazão maior, que vão aumentar o bombeamento e, consequentemente, levar mais água aos bairros. Essa melhoria vai revitalizar o sistema e melhorar a distribuição de água em Boa Vista", destacou presidente da Caer, James Serrador.

As instalações das novas bombas começaram pelos CRD's do Raiar do Sol e Pintolândia com equipes técnicas trabalhando, inclusive, neste sábado, 7.

Essas melhorias vão garantir o abastecimento das residências dos bairros Aracelis, Raiar do Sol, Nova Cidade, Pérola, Operário, São Bento, Bela Vista, Pintolândia, Santa Luzia, Conjunto Cidadão, Manaíra, parte do bairro Cambará, Nova Canaã, Senador Hélio Campo, Jardim Olímpico e Doutor Sílvio Leite.

 

Publicado em DESTAQUES

As cirurgias eletivas de bucomaxilofacial, que estavam paralisadas em razão da pandemia da Covid-19, voltam a ser realizadas pela Sesau (Secretaria da Saúde) a partir da próxima segunda-feira, dia 9.

Os pacientes que aguardavam na lista de espera para realização do procedimento foram reavaliados por cirurgiões neste sábado, 7, durante mutirão, na CMECM (Clínica Médica Especializada Coronel Mota) e serão encaminhados para fazer a cirurgia.

De acordo com a coordenadora da equipe de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do HGR, a cirurgiã Juliene Monauer, os pacientes foram chamados via contato telefônico e divulgação pela imprensa. Eles foram reavaliados e será feito o agendamento para efetivação da intervenção cirúrgica.

“Os pacientes estavam ansiosos por este momento de reavaliação, para saber se terão necessidade ou não de fazer a cirurgia. Alguns têm fratura há meses e precisam reavaliar para saber como está a consolidação dessas fraturas, se está causando algum prejuízo funcional, se está sentido dor. Enfim, o que está incomodando, para que possamos realizar a cirurgia e dar a eles melhor qualidade de vida”, explicou a cirurgiã.

Ela acrescentou que, mesmo durante a pandemia, a equipe da CMECM não interrompeu os atendimentos de acompanhamento dos pacientes. “A equipe foi atuante. Atendeu durante todo o período da pandemia, para que ninguém ficasse desassistido. Todo paciente que necessitar da cirurgia será operado no HGR e continuará tendo acompanhamento ambulatorial aqui no Coronel Mota até a alta da especialidade”, disse. 

“Estamos iniciando a retomada das cirurgias de bucomaxilo. Há uma fila de cerca de 90 pacientes necessitando desse procedimento. Hoje, alguns deles farão reavaliação. Na próxima semana, já realizaremos as primeiras intervenções”, informou o secretário da Saúde Marcelo Lopes.

Ele ressaltou que o objetivo da ação é zerar a fila de espera. “Temos um novo cenário na saúde e mais um problema está sendo resolvido. Nossa meta é, no prazo de 40 dias, zerar a fila de cirurgia dessa especialidade e recuperar a normalidade, com o HGR (Hospital Geral de Roraima) realizando, além das cirurgias de urgência e emergência, as complementares, com o paciente ainda internado, logo após o acidente, ou conforme a verificação da necessidade desse tratamento”.

O piloto de aeronave Gilson Sardinha da Costa, de 65 anos, foi atendido neste sábado e destacou a relevância da ação.

“Este mutirão é importante para mim e para muitos pacientes que estão esperando para fazer procedimentos cirúrgicos. Agora já posso agendar para a próxima semana a cirurgia no meu nariz e está tudo bem”, afirmou.

 

Publicado em DESTAQUES
Sábado, 07 Novembro 2020 15:32

Crimes contra a vida reduzem 50% em outubro

A PMRR (Polícia Militar de Roraima) divulgou, neste final de semana, o comparativo do registro de CVLI (Crimes Violentos Letais Intencionais) entre os meses de 2019 e 2020.

Os dados apresentam uma redução de 50% de mortes registradas em outubro (oito mortes) em comparação com o mesmo período de 2019, quando foram registrados 16 crimes violentos letais intencionais.

Os índices também reduziram 27%, quando comparados ao mês de setembro deste ano (com 11 mortes registradas).

Conforme os parâmetros estabelecidos pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), são considerados Crimes Violentos Letais Intencionais o homicídio doloso (quando o autor tem a intenção de matar), a lesão corporal seguida de morte e o roubo com resultado morte, também conhecido como latrocínio.

O governador Antonio Denarium destaca que a redução contínua desse tipo de crime é fruto das ações do Governo de Roraima

“Mostra que o planejamento e as ações de segurança pública têm sido efetivos no combate à criminalidade no Estado.”

Policiamento ostensivo

Peça fundamental nas atividades de segurança pública, a Polícia Militar tem participação expressiva nos números apresentados, trabalho que se manteve durante a pandemia do novo coronavírus. Por meio de operações deflagradas em Roraima, a PM exemplificou ações que inibem, diretamente, a ocorrência de crimes violentos.

O comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Xavier, explica que os índices refletem a eficácia das políticas integradas de Segurança Pública.

“Podemos citar as operações desenvolvidas pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), que congrega operadores da polícia federal, polícia militar, polícia civil e polícia penal; das ações de controle no âmbito do sistema penitenciário, com a integração de policiais penais da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) e da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), e das ações de preservação da ordem, por meio do policiamento ostensivo desenvolvido pela Polícia Militar, pelas Guardas Civis Municipais e pela Força Nacional de Segurança Pública".

Para a reta final de 2020, o Comando da Corporação garante a intensificação de policiamento em todo o Estado.

 

Publicado em DESTAQUES
Sábado, 07 Novembro 2020 12:24

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento  120.728 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 59.065 foram confirmados, sendo 11.042 por RT-PCR e 48.023 por teste rápido, 61.663 foram descartados, sendo 10.174 por RT-PCR e 51.489 por teste rápido e 695 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 711  em Alto Alegre, 497  no Amajari, 43.938 casos foram notificados em Boa Vista, 1.186 em Bonfim, 1.273 no Cantá, 1.289 em Caracaraí, 1.007 em Caroebe, 444 em Iracema, 1.215 em Mucajaí, 378  em Normandia, 1.649 em Pacaraima, 1.873 em Rorainópolis, 861 em São João da Baliza, 261  em São Luiz e 958  em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 882  em Alto Alegre, 615 em Amajari, 46.512 notificações ocorreram em Boa Vista, 1.626 em Bonfim, 659  no Cantá, 1.655 em Caracaraí, 1.302 em Caroebe, 612  em Iracema, 1.452 em Mucajaí, 298 em Normandia, 588  em Pacaraima, 2.693 em Rorainópolis, 722  em São João da Baliza, 338  em São Luís e 404 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 695 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 17 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 502 no município de Boa Vista, 13 no Bonfim, 14 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 06 em Iracema, 14 em Mucajaí, 16 em Normandia, 28 em Pacaraima, 27 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 04 São Luiz e 05 em Uiramutã.

Além disso, 54.936 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 666 em Alto Alegre, 438  em Amajari, 40.594 são de Boa Vista, 1.056 de Bonfim, 1.171 no Cantá, 1.275 em Caracaraí, 996  em Caroebe, 440 em Iracema, 1.205 em Mucajaí, 366 em Normandia, 1.610 em Pacaraima, 1.797 em Rorainópolis, 834 em São João da Baliza, 160 de São Luiz e 921 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

Publicado em DESTAQUES

O maior programa de asfaltamento e recuperação de estradas do interior de Roraima teve início no final da manhã desta sexta-feira, dia 6. Acompanhado de outras autoridades, o governador Antonio Denarium assinou a Ordem de Serviço que autoriza o início das obras de asfalto da RR-342, que dá acesso à vila do Taiano, no município de Alto Alegre.

A obra será dividida em duas etapas. A primeira contempla 28km e a segunda 18km, totalizando os 46km da rodovia, com início no entroncamento da BR-174 até a vila do Taiano. O valor investido é de R$ 18 milhões, recursos próprios do Estado, oriundos da Cide (Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico). A previsão para a conclusão da obra é de 18 meses.

"É o Governo do Estado realizando o maior projeto de asfaltamento da história de Roraima, com 1.200 quilômetros e, além disso, realizando um sonho de gerações em ver essa estrada pavimentada, facilitando a acessibilidade, transporte escolar e o escoamento da produção. Estamos trabalhando para que todos possam melhorar a qualidade de vida", declarou o governador Antonio Denarium.

O asfalto, que tem durabilidade de até 15 anos, segue o padrão Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre), mede 5cm de espessura e 6m de largura. O serviço também inclui sinalizações  horizontal e vertical. A única ponte existente no percurso será substituída por galeria.

A rodovia asfaltada também beneficiará moradores das localidades da Barata e Truaru, regiões com grande número de produtores da agricultura familiar e indígena, que terão facilidade de escoar a produção por uma estrada de qualidade, mais segura e ganhando mais tempo no acesso à capital, além de evitar prejuízo nos veículos.

Para o morador e professor da vila do Taiano, Wilson Pereira, a estrada asfaltada é a realização de um sonho. "Sou daqui dessa região e cresci vendo os meus pais sonharem com o asfaltamento dessa estrada e verei esse sonho ser concretizado. Só tenho a agradecer. Isso vai ajudar para muito além do escoamento da produção, vai nos dar dignidade", pontuou.

Pela estrada também serão escoadas as sacas de soja de lavouras de 6 mil hectares na região, além da produção de agricultores familiares do Projeto de Assentamento (PA) Nova Amazônia e de comunidades indígenas. A região produz parte das frutas, legumes, verduras e da farinha comercializadas em Boa Vista.

Produtor da região há pelo menos quatro décadas, Chicão da Silveira ressaltou a importância da obra. "Vivemos hoje um sonho que era utopia. Produzíamos em um lugar que não tinha logística para escoamento e que agora tem. O Governo está comprometido com o desenvolvimento do Estado por meio do setor produtivo, da produção de alimentos", disse.

Maior projeto de asfaltamento de vicinais de Roraima

Outras estradas importantes serão asfaltadas no interior do Estado, totalizando 1.200 quilômetros, entre rodovias estaduais e vicinais. As próximas vias previstas para serem asfaltadas em 2021 são: RR-453, que dá acesso à vila São Silvestre, em Alto Alegre; vicinal Tronco, que dá acesso à comunidade Malacacheta, no Cantá; e a vicinal Tronco que dá acesso à vila do Trairão, em Amajari.

Os recursos também estão garantidos para a vicinal 26, que vai de São João da Baliza até a vila Nova Colina, em Rorainópolis; e para a vicinal 28, em São João da Baliza. As vicinais 7 e 12, que interligam as vilas Martins Pereira e Moderna, em Rorainópolis, também serão asfaltadas. Além destas, a estrada do Roxinho até Campos Novos, em Iracema, será contemplada.

 

Publicado em MANCHETES

Promovida pelo Departamento de História da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a 12ª ONHB (Olimpíada Nacional em História do Brasil) contou com a participação de 17,4 mil equipes de todos os Estados do país.

Roraima participou com 42 equipes e destas, duas se classificaram para a etapa final: uma da Escola Estadual Euclides da Cunha e outra do IFRR (Instituto Federal de Roraima). Esta é a primeira vez que estudantes da rede estadual conquistam vaga na final.

Coordenada pela professora Herika do Valle, a equipe ‘CSI- RR’ da Escola Euclides da Cunha é formada pelos estudantes Ayla Yamille Tamaia da Rocha, Pedro Manoel Carneiro Timóteo e Hágatha Vitória Fernandes de Oliveira, todos do 9° ano do Ensino Fundamental.

A Olimpíada ocorre em duas etapas, sendo a primeira online e a segunda, presencial. Excepcionalmente esse ano, em função da pandemia da COVID-19, será toda no formato virtual. A Olimpíada tem seis fases e durou dois meses.

Neste período, os estudantes responderam questões e realizaram algumas tarefas por meio de pesquisas em livros, internet e orientação do professor. A tarefa deste ano foi a elaboração de uma crônica dissertativa.

“Desde o começo do ano a Olimpíada trouxe incríveis emoções. Aprendemos e estudamos bastante na Pré-ONHB. Na competição oficial, depois de estudar muito nesses dois mesese corre atrás dos nossos objetivos, conseguimos chegar até aqui. A ficha ainda não caiu”, disse emocionada a estudante finalista Hágatha Vitória.

Mais de 400 equipes na final

A equipe da Escola Estadual Euclides da Cunha conquistou a maior pontuação do Estado: 3.663,66. Agora a expectativa é para o resultado da final, que será divulgado em um vídeo nas redes sociais da ONHB no próximo dia 22 de novembro. 421 equipes estão na disputa.

“Estamos felizes com a conquista principalmente por não ser uma Olimpíada conhecida em nosso Estado. Esperamos que esse resultado estimule a participação de mais estudantes e professores”, destacou a professora Herika do Valle.

Os estudantes vencedores receberão medalhas de ouro, prata e bronze conforme a classificação e também certificados. Para conferir o resultado e ver outras informações sobre a ONHB acesse www.olimpiadadehistoria.com.br.

 

Publicado em DESTAQUES