Mostrando itens por marcador: governoderoraima

Sexta, 03 Abril 2020 23:47

COMUNICADO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado e sua publicação ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) no www.roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa que o Estado contabiliza até o momento 165 notificações para o COVID-19, de acordo com as definições de caso do Ministério da Saúde. Destes, 14 são suspeitos, 114 foram descartados e 37 foram confirmados. Um óbito também foi registrado na data de hoje.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 31 casos foram notificados em Boa Vista, 03 no município de Bonfim e 03 na cidade de Cantá.

Sobre os casos suspeitos, conforme o boletim desta sexta-feira, 03.04, foram notificados 11 em Boa Vista, 01 no Cantá, 01 em Mucajaí e 01 em Pacaraima.

Já sobre os casos descartados, 92 notificações ocorreram em Boa Vista, 09 em Pacaraima, 06 em Bonfim, 03 em Mucajaí, 02 em  Rorainópolis, 01 no Cantá e 01 em Caroebe.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima, por meio da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), juntamente com a Cooperativa de Produtores Rurais formada pelos empresários Airton Cascavel e Eugênio Thomé, firmaram recentemente uma parceria para a doação de melões para abastecer os abrigos, CSE (Centro Socioeducativo) e associações de moradores.

Suzana França não contava com a generosidade surpresa. Ela e aproximadamente 4 mil pessoas da Associação de Moradores do Bairro Pedra Pintada, zona Norte da capital, vão receber a doação de melão cultivado por um grupo de 10 empresários de Roraima. Suzana é a presidente da Associação e prepara a logística para distribuição da fruta aos moradores, respeitando as exigências sanitárias da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Segundo a associação, serão atendidas 10 pessoas por vez para evitar aglomerações. Cada um deverá levar sacolas para carregar as frutas para casa. A ajuda veio por meio de uma parceria firmada entre o Governo do Estado com empresários que iriam exportar a produção para Europa, mas em razão da crise provocada pelo novo coronavírus, optaram por abastecer algumas cidades no Brasil e doar 10% da produção às instituições de apoio social, entre elas: Casa do Vovô, abrigos Feminino, Masculino e Infantil, Maria e CSE.

Além dos abrigos, mais seis Associações Cadastradas na Setrabes, dentre elas a Associação de Moradores do Pedra Pintada, Associação de Moradores do Bairro Cruviana, Associação dos Trabalhadores sem Teto do Estado de Roraima, Loteamento João de Barro, Comunidade Terapêutica Cristã Morada de Deus.

“Nosso grupo de produtores teve uma boa produção, fomos abençoadas por Deus. Estamos num momento crítico de pandemia e apesar do problema, conseguimos negociar nossa produção com o mercado nacional e local. Eu e meu sócio, Eugênio Tomé, separamos 10% dessa produção para esse momento de solidariedade. É hora também de sermos generosos e estender às mãos ao próximo”, disse o produtor rural Airton Cascavel.

A entrega de parte dos melões foi recebida pela equipe de logística da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), capitaneada pela titular da pasta, Tânia Soares.  “Outras inciativas de doação de alimentos estão sendo feitas. Elas vão contribuir para amenizar problemas da fome durante o período da quarentena”, destacou

 

--

 

Publicado em DESTAQUES
Sexta, 03 Abril 2020 22:00

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Secretaria de Saúde informa que o Estado de Roraima registrou o primeiro ÓBITO pelo novo coronavírus (COVID-19).

Trata-se do paciente de 60 anos, sexo masculino, que estava internado na UTI/COVID-19, no Hospital Geral de Roraima.
A Sesau esclarece que ele foi internado na UTI, no último sábado, dia 28, com quadro de saúde grave, diagnosticado positivo para COVID-19, com comorbidades associadas, como diabetes e hipertensão.
Foi iniciado o protocolo adotado pelo MS (Ministério Da Saúde) para o COVID-19, incluindo o tratamento com os medicamentos Cloroquina e Azitromicina. No entanto o paciente não respondeu ao tratamento, vindo a óbito na tarde desta sexta-feira, 3.

É importante esclarecer que de acordo com a NOTA TÉCNICA Nº 05/2020/COE- RR/COVID 19, o velório e funeral de pacientes confirmados/suspeitos da COVID-19 não são recomendados devido à aglomeração de pessoas em ambientes fechados. Nesse caso, o risco de transmissão também está associado ao contato entre familiares e amigos.

Conforme a NOTA TÉCNICA o velório deve ter prazo máximo de 1 (uma) hora, em ambiente aberto no cemitério, e cada cerimônia pode ter até 10 (dez) pessoas, sendo permitido revezamento entre familiares e amigos e deverão estar paramentados com Equipamento de Proteção Individual- EPI´s.

O Governo de Roraima presta todas as condolências aos familiares e amigos, pela imensurável perda, rogando ao Pai que os console e lhes dê serenidade neste momento de resignação.

As informações atualizadas sobre os registros de COVID-19 em Roraima serão disponibilizadas no BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO, a partir das 19 horas.

Publicado em DESTAQUES

Governo do Estado e o Banco do Brasil fecharam uma parceria para oferecer carência no pagamento de parcelas de empréstimos consignados aos servidores públicos estaduais que possuem débitos desta espécie junto à instituição financeira.  O governador Antonio Denarium e o superintendente do Banco do Brasil, Mário Alcântara, se reuniram na manhã desta sexta-feira, 3, para anunciar esta e outras medidas que o banco deve adotar em meio a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. 

O governador Antonio Denarium ressaltou a importância de proporcionar alternativas para que o servidor possa se organizar financeiramente neste período de pandemia. Ele lembrou que devido à quarentena, muitos estão em casa e o consumo de água e energia elétrica, além de outras despesas, acabam se elevando.

“Aqueles que estão pagando parcelas de empréstimos consignados poderão ter essa carência para cobrir estas e outras despesas causadas pela crise que vivemos. Esperamos que não seja necessário tanto tempo assim e que em breve tudo possa voltar à normalidade”, disse.

O superintendente do Banco do Brasil, Mário Alcântara, ressaltou que a parceria ainda está em fase de elaboração e que os prazos de carência serão divulgados o mais breve possível. “Estamos construindo a quatro mãos, uma prorrogação, uma renegociação, mas sem custos adicionais ao servidor. O Banco do Brasil está preocupado com esse momento de pandemia”, declarou.

 Além da carência, o banco também flexibilizou o horário de funcionamento dos canais digitais e ampliou o limite de saque para que os clientes não precisem sair de casa mais vezes do que o necessário. “O Banco do Brasil está sempre antenado com a economia e a saúde da população, pois o nosso propósito maior é cuidar das pessoas, por isso adotamos essas medidas”, explicou Alcântara.

  AGRONEGÓCIO – O Banco do Brasil também adotou medidas para atender o micro e pequeno empresário e aqueles que atuam no agronegócio, seja ele empresarial ou familiar. Para os agricultores, o banco flexibilizou os registros cartorários, avaliação de imóveis e prorrogou em 120 dias o atendimento aos produtores com DAPs (Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) que vencem neste período.

Para os micro e pequenos empresários, lançou o pula parcela, onde o cliente pode pular por 60 dias as parcelas dele, isso direto pelo gerenciador financeiro, sem precisar ir ao banco. Também pode fazer o reperfilamento da dívida com carência de 120 dias e um prazo máximo de 60 meses nos capitais de giro.

 

Publicado em MANCHETES

Os trabalhos do Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), no combate ao mosquito Aedes Aegypti são ininterruptos, seja na disponibilização de inseticidas e carros "fumacê" para as secretarias municipais, análises de dados epidemiológicos ou divulgação de informações sobre a importância da eliminação de criadouros.

Entre as medidas adotadas recentemente está a instalação de duas salas de hidratação, conhecidas como "dengódromos", no PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva).

A elaboração da sala foi feita com apoio da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) e se trata de um espaço preparado para o manejo clínico adequado com hidratação oral e venosa (soro), além de prestação de orientações de cuidados básicos.

“Ao todo 35 leitos são disponibilizados à população que necessitar de uma Unidade de Referência no atendimento de casos suspeitos e confirmados de dengue em Roraima”, esclareceu Neila Texeira, Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde.

De acordo com a gerente do NCFAD (Núcleo de Controle da Febre Amarela e Dengue), Rosangela da Silva Santos, as notificações de dengue começaram a se tornar mais frequentes em Roraima a partir de julho de 2019.

Somente nos primeiros três meses do ano, foram registrados 338 casos confirmados em todo o Estado, desses, uma morte. Entre os municípios com maior índice de casos confirmados estão Boa Vista com 210 casos, Caracaraí com 31, e Cantá com 30.

“A Secretaria de Saúde conta com atendimento especializado a pacientes com suspeita de arboviroses, especialmente dengue, e reforça que é importante aproveitar a quarentena estabelecida para o combate ao COVID-19, para eliminar criadouros do mosquito transmissor em casa. É fundamental que as pessoas que estão em casa verifiquem o seu quintal ao menos uma vez por semana, os vasos de plantas para que não acumule água, e a cada troca de água lave os bebedouros de animais domésticos, como cachorro, gato ou galinha. Além disso, feche qualquer recipiente que acumule água, verifique se fossas sépticas estão com rachaduras, e cheque a presença de calhas, que costumam acumular água”, recomendou.

 CUIDADOS

Mesmo com essas ações, o constante alerta à população de perigos, sintomas e prevenções referentes à dengue são importantes, e devem ser reforçados.

Rosangela explicou que pessoas com sintomas mais leves relacionados à dengue precisam ingerir bastante líquido, sendo eles febre acompanhada de náuseas, manchas avermelhadas pelo corpo, dores nas juntas, dor de cabeça ou dor atrás dos olhos.

Crianças de até 10kg devem tomar 130ml de água para cada quilo que elas pesam, ao dia. As entre 10 e 20kg, 100ml por quilo. Acima de 20kg, 80ml por quilo. Adultos devem tomar 60ml de água para cada quilo de peso por dia.

Já sintomas mais agravados da dengue, como febre alta, vômitos persistentes, dor abdominal intensa ou contínua, sonolência ou irritabilidade, sangramento gengival, queda de pressão arterial e tontura ao levantar, são válidos para a procura da Unidade de Saúde mais próxima.

“O Governo exerce as atividades de rotina com os carros fumacê e as supervisões técnicas aos municípios. Mas essas ações precisam da participação da população, que ela coloque em prática as recomendações e assim ajude à Saúde Pública, as prefeituras e o Governo de Roraima”, concluiu Rosangela.

 

Publicado em DESTAQUES
Quinta, 02 Abril 2020 23:13

COMUNICADO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado e as publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que país possui 7.910 casos confirmados para o COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso recomendados pelo Ministério da Saúde. 299 pessoas morreram em decorrência da doença.

Sobre os dados locais, o Estado contabiliza até o momento 147 notificações para o COVID-19. Destes, 14 são suspeitos, 103 foram descartados e 30 foram confirmados

Com relação apenas as confirmações para a doença, 24 casos foram notificados em Boa Vista, 03 no município de Bonfim e 03 na cidade de Cantá.

Em relação aos casos suspeitos conforme o boletim desta quinta-feira, 02.03, foram notificados 11 casos suspeitos em Boa Vista, 01 no Cantá, 01 em Mucajaí e 01 em Pacaraima.

Já sobre os casos descartados, 81 notificações ocorreram em Boa Vista, 09 em Pacaraima, 06 em Bonfim, 03 em Mucajaí, 02 em  Rorainópolis, 01 no Cantá e 01 em Caroebe.

Vale lembrar que até o momento nenhum óbito foi registrado no Estado. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, que também preside o Conselho Nacional da Amazônia, reuniu os governadores da Amazônia Legal em videoconferência na manhã desta quinta-feira, dia 2, para discutir medidas de combate ao novo coronavírus específicas para a região e apresentar o plano de estratégico do Conselho que tem como tripé a preservação, proteção e desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Os gestores falaram da situação em cada Estado e solicitaram o envio imediato das UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) pelo Ministério da Saúde e também pediram apoio da FAB (Força Aérea Brasileira) no transporte, devido à dificuldade de voos comerciais para toda a região Norte no momento.

O governador Antonio Denarium reforçou o pedido geral e pontuou as demandas de Roraima. Entre elas o fortalecimento do atendimento da saúde indígena para proteção das comunidades, envio imediato de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e insumos, intensificação da vigilância na fronteira com a Venezuela, aprovação do Plano Mansueto que vai socorrer estados e municípios em dificuldades fiscais e ampliação do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos).

“Roraima tem 20% de população indígena e 20% de população imigrante, por isso, dependemos muito da gestão do Governo Federal para estes povos que não são de competência do Estado. É preciso uma gestão mais intensa na saúde indígena para evitar que a pandemia chegue às comunidades”, explicou.

Denarium também manifestou preocupação com a pandemia na Venezuela, que contabiliza 153 casos confirmados de Covid-19, pois o país vizinho está com condições sanitárias precárias.

“Nós já conseguimos o fechamento da fronteira, mas solicitei do Governo Federal a intensificação da vigilância, pois a Venezuela vive um momento de condições sanitárias muito precárias e assim não tem como fazer controle da epidemia no que diz respeito à saúde”, detalhou. 

Mourão afirmou que o Governo Federal está atuando fortemente para achatar a curva epidemiológica da Covid-19, e que o Conselho Nacional da Amazônia também visa fortalecer essas ações na região amazônica. Falou também de amenizar os efeitos na economia e o desemprego causado pela pandemia.

 PLANO ESTRATÉGICO – Sobre o plano estratégico do Conselho, foi realizada a apresentação das estratégias voltadas para a preservação, proteção e desenvolvimento sustentável da Amazônia. O destaque foi a criação de comissões e subcomissões para dar fluxo à articulação das demandas dos Estados. Outro destaque foi a criação de um plano de comunicação para divulgação das ações desenvolvidas com o objetivo de informar a sociedade e despertar o interesse de participação dos cidadãos na gestão ambiental da Amazônia.

OUTRAS PROPOSTAS – A ativação do Gabinete de Preservação e Combate ao Desmatamento e às Queimadas também foi uma proposta avaliada. O gabinete deverá ser gerido de forma integrada pelo Governo Federal e pelos Governos Estaduais. O conselho também sinalizou de forma positiva pela reativação do Fundo Amazônia, solicitado pelo governador do Pará, Hélder Barbalho.

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA – O governador Antonio Denarium lamentou o vencimento do prazo de votação da MP (Medida Provisória) que legalizava a transferência das terras da União para Roraima e solicitou um Projeto de Lei em caráter de urgência para resolver a questão.

ZEE E CAR – O ZEE (Zoneamento Ecológico Econômico) e o CAR (Cadastro Ambiental Rural) foram outros assuntos debatidos por serem pontos que englobam todos os Estados da Amazônia Legal.

 

Publicado em MANCHETES

Nesta quinta-feira, dia 2, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) inicia fase de testes do sistema de abastecimento do CRD (Centro de Reservação e Distribuição) do Bairro Cidade Satélite. A previsão é que até final de abril o sistema esteja em plena operação.

 Com capacidade para armazenamento de 2,1 mil litros, a unidade vai garantir o abastecimento de água em um dos pontos mais críticos da capital, beneficiando em média 40 mil pessoas.

 O governador Antonio Denarium, junto com o presidente da Caer, James Serrador e diretores da empresa, estiveram na obra na quarta-feira, dia 1º, para supervisionar o andamento dos trabalhos. “A conclusão dessa obra é um trabalho do Governo do Estado por meio da Caer. Mais um compromisso de campanha, que estamos horando. O Governo continua organizando as contas e aplicando corretamente o dinheiro público, e essa obra mostra que o benefício está chegando na casa das pessoas e de suas famílias, com mais água tratada e mais saúde”, enfatizou o governador.

 Conforme o presidente da Caer, a gestão tem buscado meios para solucionar a falta de água nos bairros. “O bairro Cidade Satélite e região, são abastecidos pelo CRD do Caranã, que fornece água para mais seis bairros, o que acaba prejudicando o fornecimento em alguns pontos. Além de ativar a caixa d'água, foi iniciado também a perfuração de mais um poço artesiano no conjunto Cidade Universitária”, explicou Serrador.

 A obra teve início em 2012, passou por duas gestões e foi interrompida com cerca de 80% dos trabalhos concluídos, devido a empresa responsável pela execução ter abandonado o serviço. Em 2019, foi feita uma nova licitação para conclusão, no valor de R$ 1.321.811,78.

 O CRD da rede de abastecimento de água do bairro Cidade Satélite compreende um reservatório apoiado de 1.800 mᶟ, um elevado de 300 mᶟ, uma estação elevatória de água tratada, um prédio para abrigar a unidade de tratamento de água, além de dois poços profundos.

Publicado em DESTAQUES
Quarta, 01 Abril 2020 23:19

COMUNICADO

A Secretaria de Saúde, por meio do COE-RR (Centro de Operações Emergenciais em Saúde Pública de Roraima), torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado e as publicações vão ocorre diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br).

A nova atualização informa que país possui 6.836 casos confirmados para o COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso recomendados pelo Ministério da Saúde. 241 pessoas morreram em decorrência da doença.

Sobre os dados locais, o Estado contabiliza até o momento 131 notificações para o COVID-19. Destes, 14 são suspeitos, 91 foram descartados e 26 foram confirmados

Com relação apenas as confirmações para a doença, 23 casos foram notificados em Boa Vista e apenas 03 no município de Bonfim.

Em relação aos casos suspeitos conforme o boletim desta quarta-feira, 30.03, foram notificados 12 casos suspeitos em Boa Vista, 01 no Bonfim, 01 em Caroebe.

Já sobre os casos descartados, 71 notificações ocorreram em Boa Vista, 05 em Bonfim, 01 em Cantá, 03 na cidade de Mucajaí, 09 em Pacaraima, 02 na cidade de Rorainópolis.

Vale lembrar que até o momento nenhum óbito foi registrado no Estado. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

Esta semana o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), está ampliando a força de trabalho nas unidades hospitalares. Estão sendo convocados mais 68 candidatos do PSS (Processo Seletivo Simplificado) para trabalhar nas unidades de saúde de Boa Vista e no interior. A assinatura dos contratos iniciou nesta quarta-feira, 1°, na sede da na Etsus (Escola Técnica de Saúde do SUS) em Roraima, localizada na Rua Uraricoera, 1223-1375, no bairro São Vicente.

De acordo com Claudimar Rita Costa, que faz parte da equipe da CGTES (Coordenadoria Geral de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde), os atendimentos foram separadas em duas salas, com cada uma recebendo cinco candidatos agendados por horário. Os atendentes usaram luvas e máscaras e foi imposta a necessidade de distância de um metro de distância entre cada candidato na fila.

“A distribuição e o agendamento ocorreu em decorrência de decreto do governador para evitar aglomerações e ser um atendimento mais rigoroso com a segurança, tanto para aqueles que recebem o servidor, quando os candidatos. Na fila mesmo, o candidato já recebe álcool nas mãos”, explicou.

Ao todo, são 19 profissionais em enfermagem, dois em farmácia, dois técnicos em laboratório, um técnico em radiologia e 44 técnicos de enfermagem. Os profissionais ajudarão o Estado no combate ao novo coronavírus (Covid-19), reforçando a equipe de pessoal nas unidades.

Gessiane dos Santos Silva, de 26 anos, estava desempregada e foi aprovada para técnica de enfermagem. “Essa oportunidade do Governo é muito importante para nós. Trabalhar com algo que a gente ama é indescritível. Esperei muito tempo e agora deu certo”, festejou.

Já Thiago Thayny de Souza, de 28 anos, afirmou que mesmo já estando empregado antes, sempre sonhou em trabalhar com enfermagem e topou o desafio do contrato de um ano, com direito a renovação de mais um ano. “Vou trabalhar na Atenção Hospitalar, que é um sonho antigo que tenho. Vejo essa oportunidade como algo a ser explorado e a expectativa é muito grande”, comentou.

 DOCUMENTAÇÃO - A entrega continuará até sexta-feira, 03. Os candidatos devem estar atentos aos documentos a serem apresentados. São eles:

 

- Carteira de Identidade;

- CPF (Cadastro de Pessoa Física);

- Comprovante de residência atualizado;

- PIS/PASEP;

- Comprovante de dados bancários de Agência do Banco do Brasil;

- Laudo Médico-Psiquiátrico assinado por especialista da área;

- Rescisão contratual ou exoneração para candidatos com vínculo precário (contrato temporário ou cargo comissionado).

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 110