Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Sexta, 15 Mai 2020 18:26

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 2.688 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 1.589 foram confirmados segundo o município de residência, 1.053 foram descartados e 40 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 17 em Alto Alegre, 13 no Amajari, 1.254 casos foram notificados em Boa Vista, 30 em Bonfim, 22 no Cantá, 11 em Caracaraí, 20 em Caroebe, 02 em Iracema, 17 em Mucajaí, 05 em Normandia, 72 em Pacaraima, 76 em Rorainópolis, 07 em São João da Baliza, 22 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 10 em Alto Alegre, 06 em Amajari, 806 notificações ocorreram em Boa Vista, 36 em Bonfim, 07 no Cantá, 01 em Caracaraí, 40 em Caroebe, 33 em Mucajaí, 04 em Normandia, 38 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 18 em São João da Baliza, 18 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 40 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 33 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em Iracema e 02 em Pacaraima.

Além disso, 399 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 373 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 04 do Cantá, 07 em Caroebe, 02 em Mucajaí, 04 de Pacaraima e 02 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

O rádio é o meio de comunicação mais antigo e acessível, que atinge a população mais distante. Por conta disso, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a Rádio Roraima AM 590 firmaram  uma parceria e lançam, na próxima segunda-feira, 18, o programa educacional "Ondas do Saber". O programa irá ao ar todos os dias, no horário das 10h e 16h, com reprises aos fins de semana. O objetivo é garantir a continuidade da aprendizagem escolar aos estudantes, principalmente dos que moram no interior do Estado.

Ondas do Saber será de caráter educativo, com dicas de conteúdo em caráter complementar às atividades desenvolvidas no decorrer do período de pandemia do Coronavírus (COVID-19), estando os objetivos vinculados à implementação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular).

Os conteúdos serão ministrados por professores da rede estadual da capital e interior. A professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Lobo D'Almada, Lorena Dourado, é uma das participantes e destacou a importância do rádio no ensino-aprendizagem.

"É um auxilio para os alunos que têm dificuldades com conectividade de internet, ou não têm tantos recursos. É uma iniciativa excelente, pois o rádio atinge grande parte das pessoas, até mesmo as que estão distantes da capital", afirmou Lorena.

Durante a pandemia, a Seed adotou uma série de medidas para auxiliar os mais de 70 mil estudantes. "O programa é uma política pública complementar de responsabilidade social para ampliar as possibilidades de contínua aprendizagem escolar para boa parte dos alunos", explicou a secretária de Educação, Leila Perussolo.

O diretor presidente da Rádio Roraima, Damião Marques, enfatizou a parceria firmada entre a Seed e a emissora, que é a única AM (Amplitude Modulada) do Estado. "Estamos muito felizes em contribuir com esse projeto. A Rádio Roraima tem uma função social importante e essa parceria vai ajudar, e muito, o trabalho da Seed de manter os alunos e professores ativos no processo de formação", ressaltou Marques.

O programa Ondas do Saber será coordenado pela Ascom (Assessoria de Comunicação) e a DIFC (Divisão do Fortalecimento do Currículo) da Seed, além da colaboração dos professores da rede estadual e colaboradores institucionais.

ENTREVISTA - Para o lançamento do programa, Solange Mussato, umas das coordenadoras do projeto, concedeu entrevista ao programa Direto ao Ponto, com o jornalista e coordenador de jornalismo da Rádio Roraima, Luiz Valério. A entrevista ocorreu nesta sexta-feira, 15, e também foi transmitida nas redes sociais da Secretaria de Educação.

PSICOSSOCIAL - Na segunda-feira, 18 , Além do Ondas do Saber, as psicólogas da Dipse (Divisão de Psicossocial) da Seed participam do programa Direto ao Ponto com temas sobre saúde mental em tempos de pandemia. As participações ocorrem nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 8h, no quadro de entrevista. A cada dia são temas distintos. As entrevistas também são transmitidas ao vivo nas redes sociais da Seed.

 

Publicado em DESTAQUES

As medidas adotadas pelo Governo de Roraima após constatação de irregularidades em processos de compras na Sesau (Secretaria de Saúde) foram apresentadas aos órgãos fiscalizadores e controladores com pedido de providência. Uma delas foi a suspensão do pagamento à empresa, por suspeita no processo.

O Ofício foi endereçado ao Ministério Público de Contas, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Superintendência Regional da Polícia Federal.

No documento consta a ordem cronológica de todos os acontecimentos e medidas adotadas pelo governador Antonio Denarium diante de irregularidade processuais dentro da Secretaria.

Lembra várias iniciativas tomadas junto aos órgãos de controle e fiscalizações externas, e aponta ainda diversas ações administrativas para garantir mais transparência dos atos do Executivo.

Entre as ações apresentadas no Ofício está o acontecimento inicial relacionado à contratação de empresa para produção cartilhas orientativas sobre a COVID-19 pela Sesau, onde o material solicitado pela Secretaria "estava com cotação acima do valor de mercado".

Segundo o governador Antonio Denarium foi diante desse fato, ocorrido no dia 09 de abril, que se levantou a suspeita de que poderia haver mais irregularidades na Sesau.

“Chegou ao meu conhecimento que a Secretaria de Saúde estava mandando produzir cartilhas orientativas sobre a COVID-19, e que a cotação estava acima do valor de mercado. Imediatamente mandei suspender a produção dessas cartilhas e determinei a suspensão de todo e quaisquer procedimentos de instrução processual que tivesse como objetivo o pagamento à empresa”, informou.

Ainda no documento, o Governo de Roraima deixa claro aos órgãos de controle e de fiscalização que "é de total interesse em esclarecer os fatos, tanto que após a compra superfaturada de respirados, no de valor R$ 6.464.730,00, ainda na gestão do ex-secretário, Francisco Monteiro".

Diante dos fatos o governador exonerou o secretário de Saúde do cargo e pediu imediatamente o bloqueio e suspensão do pagamento da empresa, além de solicitar a devolução dos recursos financeiros.

 

Publicado em MANCHETES
Quinta, 14 Mai 2020 19:44

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 2.521 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 1.500 foram confirmados, 984 foram descartados e 37 óbitos.

De acordo com o BOLETIM dos 37 óbitos registrados, 04 óbitos, que estavam em investigação, ocorreram em domicílio e foram confirmados para COVID-19, conforme o Sistema de Informação de Mortalidade/SIM.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 16 em Alto Alegre, 13 no Amajari, 1.189 casos foram notificados em Boa Vista, 27 em Bonfim, 21 no Cantá, 11 em Caracaraí, 20 em Caroebe, 01 em Iracema, 17 em Mucajaí, 05 em Normandia, 71 em Pacaraima, 60 em Rorainópolis, 07 em São João da Baliza, 22 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 09 em Alto Alegre, 06 em Amajari, 748 notificações ocorreram em Boa Vista, 31 em Bonfim, 07 no Cantá, 01 em Caracaraí, 40 em Caroebe, 31 em Mucajaí, 03 em Normandia, 38 em Pacaraima, 24 em Rorainópolis, 18 em São João da Baliza, 18 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 37 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 31 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em Iracema e 01 em Pacaraima.

Além disso, 334 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 308 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 04 do Cantá, 07 em Caroebe, 02 em Mucajaí, 04 de Pacaraima e 02 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A maternidade de Rorainópolis está cada vez mais próxima de estar disponível para as futuras mamães. Realizada pelo Governo de Roraima, a obra está 90% executada e com previsão de conclusão até o final de julho deste ano. O local atenderá toda a região sul do Estado.

Executada pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura), a obra na fase do calçamento externo, pinturas externa e interna, e instalações de bancadas, luminárias, gás e portas. A construção da maternidade faz parte da ampliação do Hospital Regional Sul Ottomar de Souza Pinto. O local terá cerca de 80 leitos, dois consultórios, sala de ultrassom, sala de tomografia e dois centros cirúrgicos. Os recursos para a essa obra são de R$ 3,8 milhões, de emenda do ex-deputado federal Remídio Monai.

Conforme o secretário de Infraestrutura, Edilson Lima, Rorainópolis recebe essas obras para a ampliação do serviço de saúde na região. “O governador Antonio Denarium tem uma atenção especial com a infraestrutura na saúde. Além da maternidade, o Governo realiza também a obra do Centro de Especialidades Médicas, mais uma unidade que estará à disposição dos moradores de Rorainópolis”, afirmou o secretário.

A obra do CEM  (Centro de Especialidades Médicas) está 80% executada e com previsão para conclusão no próximo mês de julho. Os moradores de Rorainópolis e sul do Estado terão mais acesso a serviços médicos especializados, como ortopedia, ginecologia, urologia, otorrino, ultrassonografia, eletrocardiograma e oftalmologia.

Além dos sete consultórios especializados, o CEM  tem ainda salas administrativas, banheiros, sala de utilidades, copa, atendimento, entre outros. O investimento na obra é de R$ 1 milhão, também de emenda do ex-deputado federal Remídio Monai. Tanto o CEM quanto a maternidade são obras realizadas por meio de convênio com o Ministério da Saúde.

INSTITUTO MÉDICO LEGAL - Por meio de um convênio com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, com emenda de R$ 4 milhões do ex-deputado federal Remídio Monai, o Governo de Roraima irá construir um IML (Instituto Médico Legal) em Rorainópolis. A Seinf trabalha na realização do projeto e, assim que cumprir a etapa de aprovação, a obra poderá entrar no processo de licitação.

 

--

Publicado em DESTAQUES

Por meio da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social), o Governo de Roraima está intensificando o atendimento à terceira idade, seguindo critérios de necessidade da Lei Federal nº 13.979/2020 (Plano de Contingenciamento Território Federal), Decreto Estadual 28.587E/2020 (Plano de Contingenciamento Território Estadual – Covid-19) e a Portaria nº 184/2020 da Setrabes (que regulamenta o Plano de Contingenciamento em vigor desde o mês de março), além de outros procedimentos de reforço à saúde dos idosos e servidores no combate à pandemia, implantados no Centro de Convivência do Idoso e na Casa do Vovô, ambos em Boa Vista.

A política de proteção atende atualmente 30 idosos que vivem no Abrigo Maria Lindalva Teixeira de Oliveira, em regime de longa permanência, no bairro Caranã. A unidade capacitou todos os servidores, além de orientar quanto à utilização dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), tais como luvas, máscaras, jalecos, aventais e toucas descartáveis, que passaram a ser obrigatórios e foram disponibilizados na unidade.

Recentemente, foi celebrada parceria entre a Setrabes e a Prefeitura de Boa Vista, que prevê a higienização de todo o prédio. Outras medidas urgentes foram tomadas para aumentar a imunidade dos idosos e servidores como, por exemplo, a antecipação das vacinas contra a influenza e outras doenças, além do reforço na alimentação e monitoramento diário de temperatura e demais sintomas relacionados à COVID-19.

Os utensílios recebem o cuidado ao serem manipulados e há também o cuidado com os equipamentos de uso da enfermagem e consultório médico. A unidade reorganizou os quartos para acomodar com máximo conforto e segurança, respeitando o distanciamento mínimo, assim como construiu espaço adequado para a lavanderia.

ATENDIMENTO MÉDICO - Além de todas essas medidas, a gerente do Centro de Convivência do Idoso, Milva Lima, disse que há acompanhamento clinico diário aos idosos com dois médicos, além de 28 assistentes sociogeriátricos, enfermeiros, técnico de enfermagem, assistente social, psicólogo e terapeuta ocupacional. A unidade firmou parceria com a empresa Clean New Boa Vista, para a higienização dos colchões e quartos, que será realizada na próxima segunda-feira, 18.

“Neste período de suspensão das atividades e isolamento social, estamos mantendo o trabalho social de visitas e entrega de máscaras, alimentos, produtos de higiene para idosos que praticavam atividades conosco no centro e agora estão em casa, tudo isso para que seja intensificado o combate ao Coronavírus, proteger e ajudar nossos vovôs e vovós”, disse.

TESTE RÁPIDO - Como medida de prevenção e cuidado à saúde dos servidores, será realizado esta semana a testagem rápida para casos suspeitos do Coronavírus e, com isso, manter todos os protocolos de saúde e cuidados em vigor para garantir a proteção aos idosos    

 

Publicado em DESTAQUES

Um termo de cooperação técnica assinado nesta quarta-feira, 13, no Palácio Senador Hélio Campos, entre o Governo de Roraima e o Comitê Federal de Assistência Emergencial do Governo Federal, vai permitir ampliar as ações de combate ao Coronavírus (COVID-19) no Estado.

O documento, assinado pelo governador Antonio Denarium e o ministro-chefe da Casa Civil, general Walter Souza Braga Netto, permitirá que o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) e o Exército Brasileiro, através da APC (Área de Proteção e Cuidado) da Operação Acolhida, possam trocar patrimônio, receber apoio mútuo, logístico e aporte para fortalecer o combate à pandemia em Roraima.

“Este é um momento muito importante no enfrentamento ao Coronavírus. Esse termo de cooperação técnica vai permitir o atendimento de brasileiros e estrangeiros no enfrentamento do Coronavírus. Dessa forma, temos a possibilidade de oferecer um bom atendimento às pessoas que venham a precisar de atendimento hospitalar”, explicou o governador Antonio Denarium.

O secretário de Saúde, Olivan Junior, disse que a intenção do Governo com o acordo é ter mais sucesso na tratativa para suprir as demandas da saúde. “A intenção é unir esforços entre o Governo do Estado e o Governo Federal para combater o Coronavírus. Com a assinatura do termo podemos, dentro da legalidade, fazer tratativas mais próximas como a contratação de pessoal, compra de material, fornecimento de insumos e suprimentos para a saúde”, destacou Olivan Junior.

O acordo permitirá também que haja reciprocidade entre as instituições, no sentido de atender às demandas do Exército na APC. Após ser analisada pela PGE (Procuradoria Geral do Estado), a documentação teve aceitação favorável para assinatura.

“Demos prioridade porque precisamos de maior celeridade para contratações. Então, observamos que o exército está operando no país inteiro com compras, com atas a preços mais acessíveis e tem uma logística de justamente levar aos estados. Diante disso, fica muito mais fácil assinarmos esse termo de cooperação”, ressaltou o procurador geral adjunto, Ernani Batista.

Publicado em MANCHETES

A bancada federal de Roraima destinou R$ 49 milhões para o combate à pandemia do Coronavírus (COVID-19) em Roraima. O recurso, que já está disponível na conta do Governo do Estado, é resultado de um remanejamento de emendas parlamentares dos senadores Telmário Mota, Chico Rodrigues e Mecias de Jesus, e dos deputados federais Ottaci Nascimento, Jhonatan de Jesus e Haroldo Cathedral.

"Isso representa um trabalho conjunto em prol da sociedade Roraimense. Estamos unindo esforços para vencer o Coronavírus. Quero agradecer ao esforço da nossa bancada federal, que prontamente destinou recursos para reforçar as medidas de combate à COVID-19", ressaltou o governador Antonio Denarium.

O deputado federal Jonathan de Jesus afirmou que os recursos devem ser utilizados na compra de EPIs [Equipamento de Proteção Individual] para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate a pandemia, insumos, equipamentos, medicamentos e testes rápidos para detectar a COVID-19, doença causada pelo Coronavírus.

“Dos R$ 49 milhões, R$ 27 milhões já estão na conta do Governo. Os outros R$ 22 milhões serão distribuídos para os municípios. Esses recursos são mais do que necessários no enfrentamento a essa pandemia. Precisamos equipar nossas unidades hospitalares, proteger os profissionais de saúde e ampliar a testagem na população para que possamos o quanto antes sair dessa situação”, pontuou Jhonatan de Jesus.

O secretário de Saúde, coronel Olivan Júnior, salientou que o recurso vem para reforçar um trabalho que já vem sendo feito pelo Governo. “Desde o início dessa pandemia, o Estado tem se desdobado para manter o fornecimento de EPIs aos profissionais que atuam na linha de frente, na ampliação da oferta de leitos nas unidades de saúde do Estado e na contratação de leitos de retaguarda na rede privada e na aquisição de respiradores”, disse.

 

Publicado em DESTAQUES

A PCRR (Polícia Civil de Roraima), por meio da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), elaborou uma cartilha para orientar as mulheres, vítimas de violência doméstica, como proceder para registrar o BO (Boletim de Ocorrência) na plataforma da Delegacia Online.

De acordo com a diretora do DPE (Departamento de Polícia Especializada), delegada Elivânia Aguiar, a ideia surgiu visando disponibilizar às mulheres uma ferramenta para auxiliá-las durante o período de isolamento social, imposto pela pandemia do Coronavírus (COVID-19).

Conforme a delegada, a Deam continua realizando o atendimento presencial, mesmo durante esse período crítico, com serviços como registro de BO, oitivas, solicitação de MPU (Medida Protetiva de Urgência), cumprimento de mandados de prisão, lavraturas de flagrantes, entre outros procedimentos policiais.

Na recepção da Casa da Mulher Brasileira foi disponibilizado um computador para atender às mulheres que não disponham do equipamento e tampouco de internet para registrar o BO Online. “Estaremos disponibilizando a cartilha, que ficará exposta na recepção da Casa da Mulher Brasileira, para auxiliar as vítimas no momento em que elas forem registrar o BO Online. Também estaremos divulgando amplamente nas redes sociais”, disse a delegada.

De forma didática, a cartilha informa o passo a passo de como acessar o site da Polícia Civil, pelo endereço www.pc.rr.gov.br. Em seguida, o comunicante acessa a Delegacia Online e inicia os procedimentos para relatar os fatos.

“O objetivo dessas ações é a preocupação com a saúde dos policiais e dessas vítimas, evitando aglomerações na Deam, incentivando o registro de BO Online e facilitando o acesso às vítimas de violência a denunciar os crimes aos quais são submetidas. Quanto mais informações e acesso aos meios de denúncia, maior a possibilidade de o agressor ser responsabilizado e punido”, acrescentou a delegada.

Além da plataforma online e do atendimento presencial na Deam, as mulheres também podem denunciar a violência doméstica pelo disque 180, disponível 24 horas/dia, inclusive aos finais de semana e feriados, que pode ser acionado de qualquer lugar do Brasil, assim como o 190.

 

--

Publicado em DESTAQUES
Quarta, 13 Mai 2020 18:16

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 2.365 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 1.411 foram confirmados, 918 foram descartados e 29 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 15 em Alto Alegre, 11 no Amajari, 1.135 casos foram notificados em Boa Vista, 22 em Bonfim, 21 no Cantá, 08 em Caracaraí, 19 em Caroebe, 17 em Mucajaí, 04 em Normandia, 60 em Pacaraima, 57 em Rorainópolis, 05 em São João da Baliza, 19 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 09 em Alto Alegre, 04 em Amajari, 709 notificações ocorreram em Boa Vista, 19 em Bonfim, 07 no Cantá, 01 em Caracaraí, 32 em Caroebe, 30 em Mucajaí, 03 em Normandia, 38 em Pacaraima, 21 em Rorainópolis, 18 em São João da Baliza, 17 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 29 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 01 em Alto Alegre, 25 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 Pacaraima.

Além disso, 326 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 307 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 04 do Cantá, 02 em Mucajaí, 04 de Pacaraima e 02 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES