Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Na terça-feira, 19, correntezas intensas no rio Anauá fizeram com que a balsa flutuante da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) afundasse. A balsa é responsável pela captação de água do rio para a estação de tratamento e o acidente comprometeu o abastecimento no município de Rorainópolis.

Após comunicar aos moradores sobre o ocorrido, equipes da Caer, em parceria com homens do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) iniciaram uma força-tarefa para retirar a balsa e os equipamentos para levar até a margem do rio.

As equipes continuam os trabalhos e, na manhã desta quinta-feira, 21, a balsa foi resgatada pelos bombeiros. Os trabalhos para recuperação dos equipamentos estão em andamento e assim que concluírem serão interligados à estação de tratamento. A expectativa é que até sábado, 23, o abastecimento esteja normalizado.

No momento, dez poços artesianos reforçam o abastecimento no município, porém, a maior parte da região é abastecida pela captação do rio. Para atender à população enquanto durar a operação de recuperação dos equipamentos e funcionamento do sistema, a Caer enviará ao município dois caminhões pipas com capacidade para 30 mil litros, que atuarão na distribuição de água potável aos moradores.

O diretor Comercial e do Interior da Caer, Cícero Batista, ressaltou a gravidade do problema, entretanto, enalteceu o trabalho das equipes e do Corpo de Bombeiros que estão atuando no local. “A equipe está trabalhando diuturnamente para recuperar a balsa e os equipamentos e, ao mesmo tempo, garantindo o abastecimento nas residências, diante das recomendações dos órgãos de saúde para que as pessoas fiquem em casa para evitar propagação da COVID-19”, disse.

Publicado em DESTAQUES

Os estudantes da rede pública estadual de Roraima vão ganhar mais um reforço nos estudos preparatórios para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Por meio de uma parceria entre o Governo do Estado de Roraima e a Estácio, está sendo disponibilizada de forma gratuita a plataforma de estudo Resolve Sim.

A parceria foi firmada por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto). Na manhã desta quinta-feira, 21, foi realizada uma reunião virtual entre a secretária de Educação, Leila Perussolo; secretário adjunto, Semaias Alexandre; professores e gestores escolares, com a Reitora da Estácio, Brena Linhares, e sua equipe para consolidar a parceria e apresentar a plataforma.

Apesar do anúncio do adiamento das provas do Enem, os conteúdos estão sendo disponibilizados aos estudantes da rede para que possam estudar e se preparar para as provas. É mais um recurso à disposição dos alunos neste período de pandemia do Coronavírus (COVID-19) e de aulas não presenciais para a continuidade do processo educacional.

Na plataforma Resolve Sim estão disponíveis aulas, exercícios, simuladores, dinâmica de jogos, poadcasts e videoaulas em quatro áreas do conhecimento: Ciências Humanas, Linguagem e Códigos, Matemática e Ciências da Natureza. O acesso é totalmente gratuito aos alunos, bastando que tenham acesso à internet. A plataforma pode ser acessada pelo computador, notebook, ou celular.

“Nós fomos procurados pela Estácio, que é já uma parceira do Estado, que nos apresentou uma ação social, a plataforma Resolve Sim. A plataforma possibilita que os estudantes possam continuar estudando e fazendo revisão para o Enem. Consideramos essa parceria mais um avanço, mais uma possibilidade para que os alunos estejam conectados e estudando nesse período de distanciamento social”, destacou a secretária Leila Perussolo.

 Como acessar a plataforma Resolve Sim

Para ter acesso aos conteúdos da plataforma, o aluno deve acessar o site www.resolvesim.com.br e no campo "Login", fazer um cadastro, informando dados pessoais como CPF, endereço, e-mail, município que reside e instituição que estuda. A partir daí será liberado o acesso do aluno à plataforma e iniciar a navegação. São 48 aulas completas com conteúdos do Grupo Eleva Educação com a metodologia EAD Estácio, em um ambiente virtual dinâmico e atrativo para os jovens. A plataforma já está disponível.

“Nós estamos vivendo um momento delicado, fomos pegos desprevenidos e a Estácio, preocupada com o lado social e com os estudantes que estavam se preparando para fazer o Enem, lança, em parceria com o Eleva, o Programa Resolve Sim. É um serviço gratuito para os alunos da rede pública. É o tempo de olhar para o próximo e a Estácio está ajudando a comunidade escolar nesse momento”, ressaltou Brena Linhares.

 

Publicado em DESTAQUES

Reagentes de mercúrio serão utilizados em testes da qualidade da água em alguns rios de Roraima. Os reagentes foram adquiridos e recebidos nesta semana pela Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídrico), por intermédio da Diretoria de Recursos Hídricos (DRHI).

As ações fazem parte das metas de monitoramento e divulgação de dados de qualidade da água no âmbito do Qualiágua (Programa de Estímulo à Divulgação de Dados de Qualidade de Água), contrato firmado entre Femarh e ANA (Agência Nacional de Águas).

De acordo com Rogeano Gonçalves, chefe da Divisão de Planejamento Hídrico da Femarh, esses reagentes foram adquiridos a fim de avaliar e verificar se realmente o mercúrio oriundo dos garimpos ilegais está sendo lançado nos rios de Roraima.

 “A ação será realizada em parceria com a Caer [Companhia de Águas e Esgotos de Roraima], com a qual já temos um termo de cooperação técnica firmado, onde fazemos o monitoramento dos rios e realizamos as coletas, ações estas que desenvolvemos através do programa Qualiágia”, destacou.

 Segundo Rogeano Gonçalves, o convênio iniciou em 2016 e desde então a equipe da instituição vem cumprindo o contrato com a ANA no monitoramento da qualidade da água dos rios de Roraima. Com o emprego de uma sonda, os técnicos da Femarh coletam dados relativos à temperatura do ar, temperatura da água, PH, oxigênio dissolvido, oxigênio saturado e turbidez.

 “Os principais rios que possivelmente podem estar sendo afetados pelo garimpo ilegal são o rio Mucajaí, Urariocoera e Amajari, bem como o nosso rio Branco”, disse.

RNQA - Criada em 2013, a Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade da Água propõe a padronização dos dados coletados, dos procedimentos de coleta e da análise laboratorial dos parâmetros qualitativos para que seja possível comparar as informações obtidas nas diferentes unidades da Federação.

A meta é que até dezembro de 2020 todos os estados e o DF contem com um total de 4.450 pontos de monitoramento, dos quais, aproximadamente 1,8 mil já estão em operação. Todos os dados obtidos pela RNQA serão armazenados no HidroWeb (Sistema de Informações Hidrológicas) da ANA e serão integrados e divulgados através do Sistema Nacional de Informação sobre Recursos Hídricos.

 

Publicado em DESTAQUES

Os clientes que buscam atendimento presencial na sede da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima), agora contam com uma tenda com cadeiras, instalada na parte externa da empresa, para protegê-los do sol e respeitando o distanciamento entres as pessoas, como medida de segurança a mais nesse momento de pandemia de Coronavírus (COVID-19).    

Desde o retorno do atendimento presencial, o movimento tem sido intenso na sede da Caer, o que motivou a diretoria a providenciar a acomodação na tenda, que está localizada na entrada que dá acesso à recepção. Os clientes são orientados a ficarem sentados enquanto aguardam para ingressar nas dependências da empresa. O acesso é controlado por senha, com permanência no atendimento comercial de no máximo dez pessoas por vez.

A empresa disponibiliza na recepção álcool em gel para higienização antes e depois do atendimento. Também é obrigatório o uso de máscara por todos os clientes e uma equipe de triagem orienta os clientes para serviços que podem ser acessados via canais digitais.

“Eu vim porque preciso assinar o documento e foi rápido. Mas acho a ideia de colocar essa tenda com cadeiras  excelente, por causa do sol e com a distância entre as pessoas, que é importante nesse período de pandemia”, disse a dona de casa Maria do Carmo Lima.

De acordo com o presidente da Caer, James Serrador, a empresa está tomando todas as providências para preservar a saúde e segurança dos clientes e colaboradores. “Neste período de pandemia a diretoria readaptou o funcionamento dos serviços para continuar trabalhando e garantindo a efetividade do saneamento básico, prezando pela saúde de clientes e colaboradores, seguindo as recomendações para evitar a propagação de contágio e preservar a saúde de todos. Temos a certeza que quando tudo isso passar, estaremos mais firmes e conscientes do cumprimento da nossa função social”, reforçou.

Canais digitais

No site da companhia (www.caer.com.br), o cliente tem acesso a diversos serviços, seja na agência virtual ou via chat, com o atendente virtual “Ed”, bastando clicar no avatar localizado no canto inferior do lado direito da página e solicitar os serviços. O e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. também está disponível para solicitação de serviços. Outras solicitações junto ao Cadastro Comercial também podem ser feitas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O App Caer Mobile é outra ferramenta de atendimento disponível para Android na Google Play Store (https://play.google.com/store/apps/details?id=com.caer.caerMobileApp) e IOS na App Store.

Os usuários também podem entrar em contato direto com a Caer por meio do WhatsApp (95) 98404-5313, ou clicando no link: https://bit.ly/386V1VQ para informar de problemas de extravasamento de esgoto ou na rede de distribuição de água. O funcionamento é das 8h às 22h. Para demais assuntos, a empresa disponibiliza ainda o Call Center: 0800.280.9520, que funciona das 8h às 18 horas.

Publicado em DESTAQUES

Os candidatos interessados no processo de contratação direta para profissionais de saúde de Roraima ainda podem participar do certame. O período de inscrição foi prorrogado até esta sexta-feira, 22. Promovido pela Sesau (Secretaria de Saúde) o edital tem como objetivo o preenchimento de vagas para os cargos de médico e fisioterapeuta, por tempo determinado.

O foco do processo é o reforço de profissionais de saúde para atuarem no enfrentamento do Coronavírus (COVID-19), em um dos centros de atendimento da COVID-19 em Roraima. “As inscrições foram prorrogadas para que os candidatos que não conseguiram finalizar a inscrição tenham a oportunidade de participar. Esse é o compromisso da gestão, atendendo à preocupação do governador Antonio Denarium de mitigar as consequências da pandemia causada pelo Coronavírus em Roraima e salvar vidas”, esclareceu o secretário de Saúde, Olivan Junior.

De acordo com o edital, serão contratados 300 médicos em regime de plantão (12 horas), com salário de R$ 1.929,00; 300 médicos para carga horária semanal (40 horas), em regime de três plantões de 12 horas, com salário de R$ 16.976,70; e 200 fisioterapeutas com carga horária semanal (30 horas), com salário de R$ 5.092,91,00.

A inscrição pode ser feita exclusivamente pela internet no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br). A documentação pode ser entregue nesta quinta, 21, e sexta-feira, 22, na sala da CGRAC (Coordenadoria Geral de Regulação, Avaliação e Controle do SUS ), na sede as Sesau, na Rua Madrid, 180, bairro Aeroporto, em Boa Vista.

Os contratos terão prazo de duração de até seis meses e poderão ser prorrogados por períodos sucessivos, enquanto perdurar a necessidade de enfrentamento dos efeitos da situação de emergência de saúde pública. O chamamento dos profissionais ocorrerá de forma imediata, ou seja, após a avaliação e aprovação pelos critérios estabelecidos no certame para o preenchimento da vaga, o profissional será encaminhado para o local de trabalho.

 DOCUMENTAÇÃO - Os profissionais interessados devem apresentar os seguintes documentos:

 - CPF;

- RG ou outro documento oficial com foto;

- Título eleitoral junto com o comprovante das duas últimas eleições (1º e 2º turnos);

- Comprovante de quitação do Serviço Militar para candidatos do sexo masculino;

- Comprovante de residência;

- Comprovante de Regularidade no Conselho/RR (sítio eletrônico);

- Curriculum Vitae assinado, junto com as cópias dos documentos que comprovem a formação, a participação em cursos de aperfeiçoamento, extensão, aprimoramento, participação em congressos, conferências, simpósios com as respectivas cargas horárias (mínimo 30 horas) e a experiência profissional.

 

Publicado em DESTAQUES
Quinta, 21 Mai 2020 02:13

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.


A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 3.419 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 2.072 foram confirmados segundo o município de residência, 1.302 foram descartados e 72 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 47 em Alto Alegre, 20 no Amajari, 1.594 casos foram notificados em Boa Vista, 45 em Bonfim, 36 no Cantá, 13 em Caracaraí, 41 em Caroebe, 04 em Iracema, 30 em Mucajaí, 05 em Normandia, 80 em Pacaraima, 92 em Rorainópolis, 13 em São João da Baliza, 29 em São Luiz e 01 em Uiramutã. 
Já sobre os casos descartados, 23 em Alto Alegre, 11 em Amajari, 971 notificações ocorreram em Boa Vista, 44 em Bonfim, 11 no Cantá, 03 em Caracaraí, 59 em Caroebe, 04 em Iracema, 38 em Mucajaí, 04 em Normandia, 46 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 28 em São João da Baliza, 23 em São Luiz e 01 em Uiramutã.
 O Estado também contabiliza 72 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 61 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em  Iracema e 02 em Pacaraima, 02 em Rorainópolis e 01 em São Luís.
 Além disso, 474 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 420 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 06 do Cantá, 07 em Caroebe, 06 em Mucajaí, 04 de Pacaraima, 18 em Rorainópolis e 06 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.
 
 
Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima publicou no DOE (Diário Oficial do Estado) desta terça-feira, 19, a ratificação de dispensa de licitação referente à contratação de instituição para prestação de serviços técnico-especializado para a organização e realização do concurso público para Policiais Penais, conforme a Lei 8.666. A previsão é que o edital do concurso seja lançado até o dia 5 de junho.

O Instituto AOCP, contratado para a organização e realização do certame, ofereceu percentual de 30% de desconto em cima da taxa de inscrição, que será revestido para o Fundo Penitenciário do Estado de Roraima, se mostrando dessa forma, a proposta mais vantajosa para a administração pública, além do preenchimento de critérios técnicos exigidos em edital.

O certame abrirá 423 vagas, 100 candidatos serão chamados logo de imediato e os demais, 323, durante a validade do certame, observando a dotação orçamentária e necessidade do serviço. O valor da inscrição custará R$ 120,00, e contemplará candidatos de nível Médio.

Segundo o secretário da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), André Fernandes, a modalidade de dispensa de licitação vai desburocratizar o processo e proporcionar mais celeridade no andamento do concurso.

“Esse é um procedimento adotado por todo Brasil, inclusive por órgãos federais, onde primeiramente são feitas análises das propostas mais favoráveis ao Órgão. Além disso, vai proporcionar mais celeridade ao processo, por isso optamos”, justificou.

Ele acrescentou ainda que a mediada adotada seguiu todas as exigências legais necessárias, passando por todos os órgãos de controle do Estado.

“A dispensa de licitação passou pela Procuradoria Geral do Estado, Controladoria Geral, CPL [Comissão Permanente de Licitação], ou seja, por todos os órgãos de controle do Estado, conforme as exigências da Lei”, disse Fernandes.

 O INSTITUTO

O Instituto AOCP é uma associação civil sem fins econômicos, de caráter organizacional, filantrópico, assistencial, promocional, recreativo e educacional, sem cunho político ou partidário, apresentando-se como pessoa jurídica de direito privado.

Dentre as atividades, desenvolve projetos na área da Educação, com objetivo de propor, executar e disseminar programas de treinamento e desenvolvimento, cursos profissionalizantes, estudos e pesquisa do ensino nas áreas de educação e ação comunitária, dentre outras linhas de atuação, priorizando os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência.--

Publicado em DESTAQUES

Por meio de ação ajuizada pela PGE (Procuradoria Geral do Estado), o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) impediu por meio de Tutela Provisória de Urgência, o início da greve dos servidores da enfermagem, previsto para esta quarta-feira, dia 20. 

Na decisão, o juiz Luiz Fernando Mallet determina que o Estado mantenha o fornecimento dos EPIs (Equipamento de Proteção Individual) necessários à proteção eficiente aos profissionais de saúde, de acordo com as normas editadas pelo Ministério da Saúde acerca do COVID-19. A decisão também afirma que o serviço prestado pela categoria é essencial no enfrentamento à pandemia do Coronavírus e que não pode ser interrompido.

O procurador do Estado, Ernani Batista afirmou que a PGE comprovou que o Estado mantém o fornecimento dos itens em dia com prestação de contas e apresentação de notas fiscais. Ele lembrou que a categoria já havia entrado com uma Ação Cível Pública alegando falta de EPIs.

“Nessa primeira ação, ainda no mês de abril, juntamos todas as notas dos que haviam sido comprados e apresentamos a Justiça, que extinguiu o processo, pois os itens são fornecidos com regularidade e em quantidade necessária. O Sindicato recorreu e nós ajuizamos essa ação que resultou nessa Tutela Provisória de Urgência, impedindo que a categoria entrasse em greve”, explicou o procurador.

A Justiça fixou multa de R$ 25 mil para o Sindprer (Sindicato dos Profissionais de Enfermagem) em caso de descumprimento da decisão. Já para o Estado, caso não mantenha o fornecimento dos EPIs, a multa é de R$ 50 mil.

FORNECIMENTO DE EPI – A Sesau (Secretaria de Saúde) tem trabalhado para garantir o repasse de EPIs para todas as unidades de saúde do Estado. O fornecimento desses itens está ocorrendo regularmente, seguindo o cronograma da CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica) que orienta os gestores das Unidades sobre a necessidade do uso consciente, uma vez que a indústria produtora desses materiais não está conseguindo atender a demanda, que hoje é mundial.

Somente a bancada federal remanejou R$ 49 milhões para a compra de EPIs, resultado de um remanejamento de emendas parlamentares dos senadores Telmário Mota, Chico Rodrigues e Mecias de Jesus, e dos deputados federais Ottaci Nascimento, Jhonatan de Jesus e Haroldo Cathedral. Os processos de aquisição estão em andamento.

AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO – Ainda na Tutela Provisória de Urgência a Justiça intimou, com urgência, o Governo do Estado e o Sindprer para uma audiência de conciliação por videoconferência, no dia 21, para estabelecer um acordo entre as partes. 

Sem CNPJ, Justiça decide que Sindicato de Enfermagem não tem legitimidade para representar a categoria

Na primeira Ação Cível Pública movida pelo Sindicato contra o Estado, a PGR conseguiu que o processo fosse extinto por ilegitimidade sindical.

Segundo o procurador Geral Adjunto do Estado, Ernani Batista, o Poder Judiciário concedeu ao Estado decisão favorável, pois o único argumento utilizado pelo Sindicato para representar a classe é um cadastro de CNPJ [Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica], o que não o constitui legitimado, nem substitui a autorização e registro fornecida pelo Ministério do Trabalho. 

Sendo assim o Poder Judiciário extinguiu o processo sem resolução do mérito, com fundamento no art. 485, VI, do CPC, para reconhecer a ilegitimidade ativa do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem do Estado, ainda pendente análise de recurso.

Publicado em DESTAQUES
Terça, 19 Mai 2020 23:37

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.
As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 3.296 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.
Deste total, 1.988 foram confirmados segundo o município de residência, 1.268 foram descartados e 64 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 46 em Alto Alegre, 18 no Amajari, 1.533 casos foram notificados em Boa Vista, 45 em Bonfim, 34 no Cantá, 12 em Caracaraí, 36 em Caroebe, 03 em Iracema, 30 em Mucajaí, 05 em Normandia, 80 em Pacaraima, 82 em Rorainópolis, 13 em São João da Baliza, 28 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 21 em Alto Alegre, 11 em Amajari, 945 notificações ocorreram em Boa Vista, 44 em Bonfim, 10 no Cantá, 03 em Caracaraí, 56 em Caroebe, 02 em Iracema, 38 em Mucajaí, 04 em Normandia, 46 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 28 em São João da Baliza, 23 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 64 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 54 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em Iracema e 02 em Pacaraima, 01 em Rorainópolis e 01 em São Luís.

Além disso, 462 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 408 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 06 do Cantá, 07 em Caroebe, 06 em Mucajaí, 04 de Pacaraima, 18 em Rorainópolis e 06 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES
Terça, 19 Mai 2020 01:50

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 3.161 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Deste total, 1.882 foram confirmados segundo o município de residência, 1.190 foram descartados e 60 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 38 em Alto Alegre, 15 no Amajari, 1.461 casos foram notificados em Boa Vista, 41 em Bonfim, 32 no Cantá, 12 em Caracaraí, 29 em Caroebe, 03 em Iracema, 28 em Mucajaí, 05 em Normandia, 75 em Pacaraima, 82 em Rorainópolis, 10 em São João da Baliza, 28 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 16 em Alto Alegre, 09 em Amajari, 897 notificações ocorreram em Boa Vista, 42 em Bonfim, 08 no Cantá, 03 em Caracaraí, 51 em Caroebe, 02 em Iracema, 35 em Mucajaí, 04 em Normandia, 41 em Pacaraima, 26 em Rorainópolis, 22 em São João da Baliza, 23 em São Luiz e 01 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 60 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 02 em Alto Alegre, 01 em Amajarí, 50 no município de Boa Vista, 01 em Caroebe, 01 em Iracema e 02 em Pacaraima, 01 em Rorainópolis e 01 em São Luís.

Além disso, 410 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 01 em Alto Alegre, 01 em Amajari, 382 são de Boa Vista, 03 de Bonfim, 06 do Cantá, 07 em Caroebe, 02 em Mucajaí, 04 de Pacaraima e 02 de São Luiz. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES