Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Com a entrega de mais sete documentos de posse nesta quinta-feira, 20, o Governo de Roraima, por meio da Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento), totalizou 50 títulos definitivos emitidos para o Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte. A entrega ocorreu durante reunião no Palácio Senador Hélio Campos.

Duas empresas receberam o documento de posse que dá segurança jurídica e estabilidade. O empresário Marco Marcelo recebeu três títulos e enfatizou que lutava por eles há 20 anos. “A gente só tem a agradecer ao Governo, porque faz 20 anos que a gente espera esses títulos e isso traz segurança jurídica, pois nós podíamos ser despejados a qualquer momento por não ter nenhum documento”, disse.

Durante a entrega, o governador Antonio Denarium afirmou que os títulos vão consolidar as empresas que atuam há décadas no local gerando emprego e renda. “São mais de 150 empresas instaladas no Distrito Industrial que têm um papel muito importante, que é gerar mais de 5 mil empregos diretos e indiretos, além de promover desenvolvimento para a nossa população”, destacou.

Outros títulos entregues

Em junho deste ano, o Governo entregou 39 títulos definitivos durante solenidade no Palácio Senador Hélio Campos. A Seplan buscou junto ao FDI (Fundo de Desenvolvimento Industrial) e ao Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), a entrega dos títulos definitivos das empresas que tinham resoluções anteriores a 2015 e que receberam a liberação na última reunião do CDI (Conselho Diretor do Fundo Industrial de Roraima), em 2019.

Foram encaminhados ao Iteraima 15 processos do total de 27 titulados pelo CDI. Esses processos deliberaram cerca de 43 lotes no Distrito Industrial Governador Aquilino Mota Duarte, ação esta que resultou na emissão 39 títulos definitivos.

Melhorias na infraestrutura do local

Na atual gestão, o Distrito Industrial passou por grandes avanços. A Seplan realizou a abertura e funcionamento da sede do Dics (Departamento de Indústria, Comércio e Serviços) no local, para atendimento ao público e cuidado com o Distrito Industrial.

Uma parceria da Seinf (Secretaria de Infraestrutura) com a Seplan proporcionou a limpeza e outras melhorias no local, que estava em estado de abandono. Foram reabertos acessos totalmente intrafegáveis na ação. Para ser executado todo o trabalho, foram aplicados cerca de R$ 400 mil, com recursos próprios do Estado.

Projeto de revitalização do Distrito Industrial

O projeto de revitalização do Distrito Industrial terá investimento inicial previsto em R$ 128,8 milhões. Para a execução, o Governo de Roraima tem articulado e buscado sensibilizar a bancada de parlamentares federais para a destinação de recursos que possam dar sequência às obras.

Para compor o projeto de pavimentação do local, já há recurso no valor de R$ 10.021.661,70 de emenda do senador Mecias de Jesus, provenientes da Sudam (Superintendência da Amazônia), que vai atender seis grandes ruas do polo industrial, totalizando 6,9km de asfalto.

Com proposta já aprovada, há recursos também na ordem de R$ 8.249.805,71, destinados pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), através de emendas da bancada federal, que transformará em via dupla 2km do trecho que fica às margens da BR-174, da Embrapa até o 5º Distrito Policial. A obra terá também calçada e serviço de drenagem.

Outro serviço de infraestrutura já garantido para o local é o de iluminação pública. A proposta, no valor de R$ 3,4 milhões, já foi aprovada e os recursos são de emenda do deputado federal Hiran Gonçalves.

Publicado em DESTAQUES

As escolas que ainda não fizeram a inscrição o PGE 2020 (Prêmio Gestão Escolar) ainda podem participar. As inscrições foram prorrogadas até 31 de agosto. Em Roraima, já foram realizadas 53 inscrições de escolas da rede estadual. Destas, 34 escolas são de Boa Vista, 16 do interior e três localizadas em áreas indígenas. Os municípios que já realizaram a inscrição são: Boa Vista, Bonfim, Alto Alegre, Caracaraí, Cantá, Amajari, São Luiz e Rorainópolis.

A Escola Estadual Olavo Brasil Filho, em Boa Vista, foi uma das primeiras a realizar a inscrição com o Projeto de Aulas Móveis, que consiste na ida do professor até a casa do aluno esclarecer dúvidas e explicar o conteúdo com as recomendações exigidas pelos órgãos de saúde.

“As aulas móveis são a prova da dedicação dos professores, eles estão indo além do exigido para garantir o ensino-aprendizagem dos alunos. Esse é um trabalho que precisa ser reconhecido e valorizado”, comentou o gestor da escola, José Silvano de Pinho.

Este ano, o prêmio está com uma edição inédita para reconhecer as práticas exitosas das escolas que conseguiram encontrar soluções para o enfrentamento das dificuldades impostas pela pandemia do Coronavírus (COVID-19). Outra novidade é que nesta edição poderão se inscrever os profissionais que compõem a equipe escolar, formada por um gestor, um coordenador pedagógico e quatro professores. O prêmio é voltado para as escolas públicas de Educação Básica de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio.

“Este ano a edição está diferenciada e busca valorizar os profissionais que estão conseguindo enfrentar essa pandemia e alcançar os alunos nesse momento de distanciamento social”, comentou a coordenadora do PGE na Seed (Secretaria de Educação e Desporto), Ana Cristina.

Inscrições e premiação

Para se inscrever no PGE 2020, a equipe gestora deve contar uma prática escolar exitosa desenvolvida neste período. Isso deve ser feito por meio de um Relato de Experiência, com introdução, metodologia utilizada, breve resultado e conclusão. Todas as orientações para a elaboração do documento estão no edital do prêmio, disponível no site www.premiogestaoescolar.com.br. As inscrições também são pelo site.

A classificação do PGE 2020 ocorrerá em três etapas. A primeira será a seleção de 81 escolas, sendo três por Estado (Escola Referência Estadual) definida pelo Comitê Estadual. A segunda será a seleção de cinco escolas, uma por região (Escola Referência Regional) definida pelo Comitê Nacional. A terceira e última etapa será a Seleção da Escola Referência Nacional, eleita pelo Comitê Nacional. A escola Referência Nacional será premiada com R$ 30 mil.

As cinco escolas Referência Regional receberão R$ 10 mil e as 27 escolas de Referência Nacional receberão R$ 5 mil. Além das premiações em dinheiro, as escolas Referência Nacional e Referência Regional terão direito a vagas em curso de especialização à distância pela Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), em 2021. A equipe escolar de cada uma das 81 escolas selecionadas pelos estados terão direito a seis vagas gratuitas no curso de especialização à distância também em 2021, na Univesp.

O PGE é uma iniciativa do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação), em conjunto com a OEI (Organização dos Estados Ibero-americanos) e Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação).

A edição tem o patrocínio da Fundação Itaú para Educação e Cultura e conta  com a parceria da Bett Educar, British Council, Fundação Roberto Marinho, Fundação Santillana, Instituto Natura, Ministério da Educação, Unesco, Unicef e Univesp.

PGE ESTADUAL - As escolas que se inscreverem no PGE 2020 automaticamente estarão inscritas e concorrendo ao Prêmio Estadual de Gestão Escolar Professora Maria Odete Calheiros Pena.

A versão estadual do prêmio foi criada no dia 13 deste mês, por meio de decreto assinado pelo governador Antonio Denarium durante solenidade de entrega de materiais, equipamentos e mobiliários para a rede estadual de ensino.

O prêmio leva o nome da professora Maria Odete Calheiros Pena, que muito contribuiu para a educação do Estado. O edital com toda as regras de participação será publicado em breve.

Publicado em DESTAQUES

O Governo do Estado investe na melhoria do serviço público e no aprimoramento de seus funcionários. Seguindo essa determinação, a Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) proporcionou a participação de   servidores no curso de SEI (Sistema Eletrônico de Informação), nova ferramenta que está sendo implantada na empresa para facilitar o acesso à informação, proporcionar a economia de papel e reduzir gastos com impressoras e outros materiais utilizados na produção de documentos físicos.

Conforme o chefe divisional de Tecnologia da Informação da Codesaima, Alexandre Dias, os principais benefícios do SEI, além da economia de recursos, são a agilidade no andamento de processos e a transparência das ações da companhia. “O acesso ao SEI será interno e externo. Haverá tanto a comunicação entre os demais órgãos públicos do Estado, como também de pessoas que estão participando de algum processo na Codesaima, que poderão adquirir informações pela plataforma”, disse.

De acordo com Dias, no caso de uma pessoa que estiver, por exemplo, participando de uma licitação, esta poderá solicitar esclarecimentos de um funcionário cadastrado e se deslocar até a empresa só quando houver necessidade, proporcionando comodidade para o usuário e um processo mais seguro

O núcleo do SEI está instalado na Casa Civil do Governo do Estado, no Palácio Senador Hélio Campos. O sistema está sendo implantado em todos os órgãos estaduais da administração direta e indireta. Na Codesaima, 71% da estrutura informatizada já foram foram instalados.

Na avaliação de Alexandre Dias, em seis meses não haverá mais o uso de documentos impressos na Codesaima. “Agora, já estamos imprimindo os últimos documentos de cada setor da empresa. O uso de papel será extinto da companhia”, afirmou.

O trabalho na Codesaima será um desafio, porque terão que ser digitalizados documentos desde a data de criação da empresa, em outubro de 1979. Serão 41 anos de impressos que corriam o risco de se deteriorar com a ação do tempo e que agora serão eternizados na memória do programa.

Dias reforçou que a segurança de armazenamento do SEI é garantida e que o perigo de perda de dados é pequeno. “É o mesmo sistema utilizado pelo TRF [Tribunal Regional Federal]. O administrador, no caso a Casa Civil, poderá fazer backup [recuperação] de qualquer informação perdida”, revelou.

O curso de SEI foi realizado nesta quarta-feira, 19, na Univirr (Universidade Virtual de Roraima). Participaram seis funcionários da Codesaima indicados pelo presidente, Anastase Papoortzis. Além dos servidores da Divisão de Tecnologia e Informação, de outros setores também foram instruídos, aumentando a capacidade de operação do sistema na empresa.

 

Publicado em DESTAQUES

Por meio de um projeto-piloto do MS (Ministério da Saúde), o diagnóstico precoce de HIV/AIDS será fortalecido em Roraima. A ação pretende disponibilizar 1.000 autotestes de HIV na capital Boa Vista, por meio de distribuição gratuita, exceto para o público menor de 12 anos.

O projeto é coordenado pelo DCCI (Departamento de Doenças Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis), do MS, e tem como foco agilizar o atendimento das necessidades e diminuir o tempo de permanência em unidades de saúde durante a pandemia de COVID-19. Os testes começaram a ser distribuídos no início deste mês para populações-chave e prioritárias, que buscam testagem no serviço de saúde.

De acordo com a gerente do Núcleo de DST/AIDS/HV/DVE/CGVS, Sumaia Dias, 840 testes já foram repassados para as UBSs (unidades básicas de saúde) e ONGs (organizações não governamentais) do município e os outros 160 ficarão em estoque para reposição.

“O projeto consiste em conseguir testar mais rapidamente populações que necessitam dessa testagem constante, como homens homossexuais, população trans, trabalhadores do sexo, população privada de liberdade e usuários de álcool e outras drogas”, esclareceu.

Conforme a técnica, o projeto visa também a descentralização dos serviços e criação de demandas de testes de HIV entre aquelas pessoas que não são alcançadas pelo serviço, ou que precisam ser testadas com mais frequência devido à sua maior vulnerabilidade ao risco de contrair o HIV.

PASSO A PASSO - O teste funciona da seguinte forma: a pessoa coleta sua própria amostra, podendo ser fluido oral ou sangue e, em seguida, realiza o teste e interpreta o resultado sozinho. O autoteste é confiável, mas ainda é um teste de triagem. Por esse motivo, todos os indivíduos com resultado reagente no autoteste devem realizar testes adicionais no serviço de saúde com um profissional capacitado.

O autoteste acompanha uma bula ilustrativa com o passo a passo para a realização do procedimento e conta com suporte ao usuário 24 horas por dia, através de um número 0800 com acesso a profissionais capacitados para esclarecer dúvidas.

“O autoteste é simples e seguro de se fazer e funciona da mesma forma que os testes rápidos utilizados no serviço de saúde, com a diferença apenas que é feito pela própria pessoa em casa, ou em algum lugar que ela se sinta mais à vontade, seja sozinha, ou com alguém em que confia. Por isso, entendemos que haverá uma ampliação da detecção”, enfatizou.

Em Boa Vista, o autoteste está disponível no serviço de referência de Atenção Especializada à Pessoa Vivendo com HIV, que fica na CMECM (Clínica Médica Especializada Coronel Mota) e 13 UBSs e em duas ONGs.

A prevenção não se resume somente ao uso de preservativos. É preciso fazer o acompanhamento e a testagem rápida é uma das medidas de prevenção para agravos como este. O objetivo é garantir o diagnóstico precoce de todas as infecções sexualmente transmissíveis, HIV, sífilis e hepatites virais e, assim, manter o controle, ou iniciar o tratamento nos casos em que houver a confirmação da doença

Publicado em DESTAQUES

O apoio ao setor produtivo em Roraima tem sido prioridade do Governo de Roraima. O governador Antonio Denarium visitou a obra de construção dos silos da família Fukuda, localizado há 35 km de Boa Vista sentido Alto Alegre. O empreendimento, que é particular, está recebendo investimento de cerca de R$ 15 milhões.

O governador disse que a obra gera pelo menos 70 empregos diretos e terá capacidade para armazenamento de 13 mil toneladas de grãos, ou seja, mais de 250 mil sacas de soja e milho.

Denarium ressaltou que o Governo do Estado tem atraído investidores de todos os estados do Brasil, de forma a fortalecer a economia, gerar emprego e renda.

“É o Governo do Estado valorizando os empreendedores que aqui estão e atraindo novos investidores. Roraima tem um potencial produtivo muito grande, somos o único Estado que produz na entressafra do Brasil e com isso temos atraídos investidores de todos os estados do Brasil, gerando emprego, renda, mais desenvolvimento e mais oportunidades para todos”, enfatizou o governador.

Durante a visita o governador Antonio Denarium conversou com o dono da propriedade, Jorge Fukuda que explicou sobre os motivos pelo qual escolheu o Estado de Roraima para fazer os investimentos no setor produtivo. “Quero dizer que o que me fez acreditar em Roraima foi a retaguarda do Governo, que nos deu segurança para investir na região”, declarou Fukuda.

Segundo ele toda equipe de secretários do Governo de Roraima tem prestando apoio para dar celeridade no andamento da construção. “Juntamente com o governador os secretários têm apoiado quem investe. Então eles têm buscado o mais rápido possível resolver o processo burocrático e isso também nos atrai, além do clima da região, a topografia”, afirmou Fukuda.

 

 

Publicado em DESTAQUES
Quinta, 20 Agosto 2020 00:49

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento  77.590 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 40.989 foram confirmados, sendo 8.409 por RT-PCR e 32.580 por teste rápido, 36.601 foram descartados e 576 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 517 em Alto Alegre, 280  no Amajari, 30.552 casos foram notificados em Boa Vista, 664 em Bonfim, 848 no Cantá, 779 em Caracaraí, 835 em Caroebe, 241 em Iracema, 1.081 em Mucajaí, 272 em Normandia, 1.262 em Pacaraima, 1.423 em Rorainópolis, 737 em São João da Baliza, 200 em São Luiz e 600 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 594 em Alto Alegre, 332 em Amajari, 27.481 notificações ocorreram em Boa Vista, 917 em Bonfim, 438 no Cantá, 667 em Caracaraí, 614 em Caroebe, 325 em Iracema, 1.245 em Mucajaí, 229 em Normandia, 296 em Pacaraima, 1.791 em Rorainópolis, 564 em São João da Baliza, 209 em São Luís e 165 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 576 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 14 em Alto Alegre, 06 em Amajarí, 446 no município de Boa Vista, 11 no Bonfim, 09 no Cantá, 08 em Caracaraí, 05 em Caroebe, 04 em Iracema, 12 em Mucajaí, 09 em Normandia, 26 em Pacaraima, 19 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 02 São Luiz e 02 em Uiramutã.

Além disso, 10.625 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 139 em Alto Alegre, 54 em Amajari, 7.417 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 460 no Cantá, 121 em Caracaraí, 278 em Caroebe, 48 em Iracema, 176 em Mucajaí, 13 em Normandia, 370 em Pacaraima, 666 em Rorainópolis, 406 em São João da

Baliza, 125 de São Luiz e 32 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

Publicado em DESTAQUES

A Câmara derrubou nesta quarta-feira (19), os vetos ao Projeto de Lei Nº 1.304/2020 que facilita a transferência definitiva de terras pertencentes à União para os estados de Roraima e Amapá.

A partir da derrubada dos vetos, o Estado poderá definitivamente titular os imóveis dentro das faixas de fronteira, dando segurança jurídica aos habitantes que são os reais guardiões das fronteiras.

“Há mais de 30 anos sonhamos com a regularização fundiária e agora foi aprovado no Congresso Nacional o projeto de lei de autoria de Jhonatan de Jesus para regulamentar a transferência de terras para Roraima. Agradecemos o empenho da bancada federal e vamos juntos com nossos parlamentares dar segurança jurídica, atrair novos investidores, gerar emprego, renda e desenvolvimento. Nosso propósito é valorizar quem trabalha e produz", explicou Antonio Denarium.

No texto, fica resguardada da transferência os imóveis já titulados pela União, com ou sem registro em cartório. Também determina que as áreas transferidas deverão ser preferencialmente utilizadas em atividades agropecuárias; atividades de desenvolvimento sustentável, de natureza agrícola ou não; e projetos de colonização e regularização fundiária, conforme regras previstas em leis estaduais.

 

 

Publicado em MANCHETES

Nesta semana, os moradores das comunidades ribeirinhas do Baixo Rio Branco, que ficam entre os municípios de Caracaraí e Rorainópolis, têm compromisso marcado com a saúde. É que a comitiva do Governo do Estado de Roraima já está na região, realizando vários atendimentos para as famílias que vivem nessas localidades.

A equipe da Sesau (Secretaria de Saúde) iniciou o trabalho logo nas primeiras horas desta terça-feira, 18, com a realização de testes rápidos para detecção da COVID-19.

“A equipe é composta por diversos profissionais da área da saúde e isso possibilita a testagem em massa para o diagnóstico precoce da doença, bem como a prestação de outros serviços importantes, como a atualização do cartão de vacina das crianças e dos pais”, esclareceu o secretário de saúde, Marcelo Lopes.

Antônio Batista dos Santos, um dos moradores mais antigos da região e representante da comunidade de Santa Maria Velha, ficou satisfeito com a chegada dos serviços.

“Eu agradeço o Governo do Estado de Roraima por ter colocado uma caravana dessa tão importante e que vai beneficiar, não só Santa Maria Velha, como todo o Baixo Rio Branco. Uma equipe excelente que está aqui fazendo um ótimo trabalho e, com isso, eu só tenho a agradecer, não só ao Governo do Estado, como a equipe e todas as pessoas que estão vindo para fazer o trabalho”, afirmou.

Para a enfermeira Carmen Cenira Gomes Muniz, participar da ação está sendo gratificante. “É sempre muito bom participar de momentos como esse. Estar perto das pessoas, ouvir suas necessidades e levar saúde para elas é recompensador. Me sinto feliz e honrada de poder integrar essa equipe guerreira, com tantos profissionais qualificados, que não têm medido esforços para desempenhar o trabalho, ajudando o paciente e tentando sempre fazer o melhor”, disse.

ATENDIMENTO - Em Caracaraí, serão atendidos os moradores das regiões da Ilha do Homero, Sacaí, Terra Preta, Lago Grande, Canauni, Cachoeirinha, Panacarica e Caicumbi. Já em Rorainópolis, serão atendidos quem mora nas regiões da Uga Uga, Santa Maria do Boiaçu, Santa Maria Velha, Vila Cota, Sítio São José, Remanso, Floresta, Itaquera, Samaúma, Xixiau e Bela Vista.

Até a próxima quarta-feira, dia 26 de agosto, muitos serviços serão prestados, entre aplicação de vacinas, coleta de preventivos, distribuição de medicamento e de hipoclorito, além de preservativos, em parceria com os municípios. “O objetivo é envolver a todos e alcançar quase 3 mil moradores da região do Baixo Rio Branco, no interior do Estado”, complementou o secretário.

Publicado em DESTAQUES

Com início em 27 de maio, a primeira etapa do Censo Escolar 2020 encerra nesta sexta-feira, 21. Apesar da pandemia do Coronavírus (COVID-19), em Roraima 85,63% das escolas já concluíram o trabalho de coleta dos dados.

A primeira etapa consiste na matrícula inicial 2020, além de dados sobre a escola, gestor, professores em sala de aula, alunos e profissionais que atuam nas unidades de ensino. A coleta é feita em todas as escolas do sistema estadual de ensino das redes pública e privada.

“Em 2020, houve um prazo maior para a coleta de dados do Censo Escolar. Apesar desse ano atípico que estamos vivendo, estamos com a coleta de dados bem direcionada”, explicou a coordenadora estadual do Censo Escolar, Rosalete Saldanha.

Os dados são coletados pelas escolas e informados no Sistema Educacenso. A responsabilidade da inserção dos dados no sistema é dos gestores e secretários escolares, monitorados pela equipe da Coordenação Estadual do Censo Escolar. O prazo final para inserção dos dados é 21 de agosto. Depois desse prazo o sistema será fechado e, posteriormente, aberto para eventuais correções.

“É importante que as informações sejam inseridas corretamente e da forma mais fidedigna possível, pois é com base no Censo Escolar que são definidas várias políticas públicas educacionais, como Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação], transporte escolar, merenda escolar, PDDE [Programa Dinheiro Direto na Escola], entre outros recursos”, comentou Rosalete.

Por meio da coleta de dados, é possível obter informações individualizadas de cada estudante, professor, turma e escola do Brasil, de todas as redes, públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas. “A equipe está compromissada e firme no propósito de realizar um Censo Escolar de qualidade”, destacou Rosalete.

CENSO ESCOLAR - É coordenado em todo o País pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). A coleta dos dados sempre inicia na última quarta-feira do mês de maio. Com o Censo Escolar é possível realizar o monitoramento e o desenvolvimento da educação, por meio de indicadores como o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), taxas de rendimento, distorção idade-série, entre outros.

Os dados coletados também servem de base para estabelecer as políticas públicas na área da educação e para o repasse de recursos do Governo Federal para o fomento das ações educacionais. Em Roraima, de acordo com os dados do Censo Escolar 2019, existem 374 escolas e 75.386 alunos matriculados. Na capital Boa Vista, são 57 escolas e 40.633 estudantes. Na Educação Indígena, são 254 alunos e 16.802 alunos.

 

Publicado em DESTAQUES

Como forma de auxiliar os alunos do Ensino Médio na preparação para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o Governo de Roraima assinou um Termo de Cooperação Técnica com a Faculdade Unama para a oferta de um curso preparatório, por meio do projeto Enem 360. Roraima é o primeiro Estado do Brasil a firmar esse convênio.

O convênio foi firmado por meio da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a assinatura do documento ocorreu na manhã desta quarta-feira, 19, com a presença da secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, e a diretora da Faculdade Unama Boa Vista, Karina Straioto.

Antes da assinatura, foi realizada uma webconferência com a participação do diretor da plataforma Gokursos, parceiro do grupo Ser Educacional, Eduardo Cavalcanti, que apresentou o projeto Enem 360 para professores, coordenadores pedagógicos, alunos e professores de escolas da capital, interior e de comunidades indígenas.

“O Grupo Ser Educacional lançou o projeto Enem 360 e está realizando convênios com secretarias de Educação de todo o País. Roraima é o primeiro Estado que está assinando esse convênio. Por meio do Enem 360, o aluno terá acesso à plataforma Gokursos e com conteúdo de todas as matérias do Enem”, explicou Karina Straioto.

Em Roraima, 3.202 alunos se inscreveram para participar do Enem. As provas estão agendadas para janeiro de 2021. A secretária Leila Perussolo ressaltou a importância de uma boa preparação dos jovens para prestar o exame.

“Nós sabemos da importância do Enem para os nossos alunos, para a escolha de uma carreira, de uma profissão. Essa parceria com a Unama vai ofertar uma plataforma gratuita de estudos aos nossos alunos, possibilitando uma melhor preparação para o exame e Roraima é mais uma vez pioneiro na rede pública de educação brasileira firmando esse convênio”, destacou Leila Perussolo.

ENEM 360

O projeto Enem 360 vai disponibilizar, por meio da plataforma Gokursos, 57 apostilas com conteúdo e exercícios, 304 videoaulas e simulados referentes de 11 disciplinas. Além disso, o estudante contará com aulões aos sábados e correções de provas em parceria com o Instagram (@VaiCairnoEnem), tudo de forma gratuita.

 Para começar a estudar com o Enem 360, o estudante receberá um acesso exclusivo por meio de um cadastro e senha. A gestão de cada escola vai encaminhar uma lista para a Seed com os nomes e e-mails de cada aluno. A Seed encaminhará a lista para a Unama, que realizará o cadastro dos estudantes.

Além dos alunos do Ensino Médio (1ª, 2ª e 3ª séries), professores e servidores das escolas que estejam se preparando para o Enem também terão acesso à plataforma de estudo.

 

Publicado em DESTAQUES