Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou oficialmente nesta quarta-feira, 10, aqui em Roraima. A ação foi antecipada no Estado por conta do alto número de casos da doença no Amazonas, inclusive com dezenas de mortes.
O papel do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) é articular, receber as vacinas e fazer com que elas sejam encaminhadas a todos os municípios.
“Recebemos 225.100 doses da vacina e todos os municípios já receberam. Esse número é 20% maior do que o nosso público alvo, para termos uma margem para que possamos vacinar todos”, disse Lincoln Valença, diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde).
No ano passado, a cobertura vacinal atingiu 74,62% da população que faz parte dos grupos prioritários. Neste ano, a meta é chegar aos 90%, o mínimo de cobertura vacinal determinado pelo MS (Ministério da Saúde).
“Precisamos trabalhar para alcançar essa meta, principalmente entre gestantes e crianças, que são bastante vulneráveis, e normalmente tem uma baixa procura pela vacina”, comentou Carmem Muniz, gerente do NEPNI (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunizações).

GRUPOS PRIORITÁRIOS – Ao todo, 194.470 pessoas devem ser vacinadas em todo o Estado. Dos grupos prioritários, a expectativa é que cerca de 17.067 crianças de seis meses a dois anos sejam vacinadas. É esperado também que 29.561 crianças entre dois e quatro anos tomem a vacina, assim como 9.989 crianças de cinco anos.
As gestantes também fazem parte do grupo de risco e a estimativa é que 8.533 sejam vacinadas e 1.403 puérperas também. Cerca de 13.349 trabalhadores da saúde devem tomar a vacina, assim como os professores, que são 8.961 ao todo.
Para os funcionários do sistema prisional, a estimativa é que 525 sejam vacinados e que 2.557 detentos, dentre eles adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, participem da cobertura vacinal.
O público-alvo mais numeroso da campanha é o dos indígenas, que representam um total de 65.373 pessoas. É esperado também que cerca de 25.702 idosos, assim como 11.450 pessoas do grupo de comorbidades (portadores de doenças crônicas não transmissíveis) sejam imunizadas nessa campanha.

 

Publicado em DESTAQUES

Terminam dia 15 de abril as inscrições do seletivo para contratação e formação de cadastro reserva de professor indígena substituto. São 1.123 vagas para professor da educação básica, com atuação nas disciplinas específicas das áreas de conhecimento regulares. O edital foi publicado no Diário Oficial de Roraima do dia 2 de abril.
Também estão disponíveis 340 vagas para professores de Língua Indígena, totalizando 1.463 vagas para os níveis Fundamental, Médio e Superior. O contrato terá duração de um ano, sendo improrrogável.
As inscrições e entrega de documentos devem ser feitas na unidade acadêmica Dra. Maria Odete Calheiros Pena (Univirr), situada na Av. Princesa Isabel, nº 3524, bairro Tancredo Neves II, das 8h às 17h.
Excepcionalmente, o local de inscrição e entrega de documento na Região das Serras ocorre na Escola Estadual Indígena Júlio Pereira, localizada na Comunidade Indígena Uiramutã, no período de 11 a 13 de abril, também das 8h às 17h.
No ato da inscrição, devem ser entregues em um envelope formato A4 a Ficha de Inscrição que é o anexo II do Edital N° 028/2019/GAB/SEED/GAB/RR disponível nos locais de inscrição, documentos originais e cópias de CPF (Cadastro de Pessoa Física), documento oficial de identificação, RANI (Registro Administrativo de Documento Indígena) emitido pela Funai (Fundação Nacional do Índio) e comprovação de que está em dia com as obrigações eleitorais e militares.
Além disso, é necessária a comprovação de Tempo de Serviço no exercício da docência em sala de aula e comprovantes de escolaridade.

SALÁRIO – O valor da remuneração varia conforme a escolaridade e jornada de trabalho.
No caso da contratação para professor de disciplinas específicas, é necessário que o candidato tenha Nível Superior/Licenciatura ou Nível Médio/Magistério.
Para o Nível Superior, o salário é de R$ 2.317,90 na opção de jornada de trabalho de 25 horas, e R$ 3.782,94 para jornada de 30 horas semanais.
Para opção de Nível Médio com jornada de 25 horas, a remuneração é de R$ 1.669,09 enquanto para jornada de 30 horas é de R$ 3.004,80.
O salário para professor de língua indígena também varia conforme formação do candidato. Para Licenciatura Completa com carga horária de trabalho de 25 horas, o valor é de R$ 2.317,90, e R$ 3.782,94 para período de 30 horas.
Para Licenciatura (cursando) com jornada de 25 horas a remuneração é de R$ 1.669,09 e R$ 3.004,80 para opção de 30 horas.
Magistério Completo o salário é R$ 1.669,09 (25 horas) e R$ 3.004,80 (30 horas); Magistério (cursando): R$ 1.483,45 (25 horas) e R$ 1.780,00 (30 horas); Nível Médio: R$ 1.669,09 (25 horas) e R$ 2.202,90 (30 horas), e Nível Fundamental: R$ 1.068,22 (25 horas) e R$ 1.281,00 (30 horas).

CRONOGRAMA - Após a Comissão do Processo Seletivo Simplificado realizar a seleção, que se dá por avaliação de títulos e entrevista oral e escrita, o resultado final será divulgado no dia 13 de maio.
Durante o período de inscrição também ocorrerá a entrevista oral e escrita de Língua Materna Indígena Macuxi, Taurepang e Wapichana, para contratação de professores de Língua Indígena.
Dia 22 de abril será divulgada a relação dos inscritos. O prazo para recurso deste item termina dia 23 e o resultado da análise será anunciado dia 25.
No dia 6 de maio sairá o resultado da análise de títulos e os candidatos terão até dia 7 para entrarem com recurso, que terá resultado divulgado dia 10 de maio.
A convocação dos classificados será dia 13 de maio e a assinatura de contrato e lotação ocorrerá no período de 15 a 17 de maio.

Publicado em MANCHETES

Nesta sexta-feira, 12, secretários de Educação da Região Norte estarão reunidos em Belém (PA) para discutir políticas públicas integradas e específicas para a região. O evento é organizado pelo Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação).
Leila Perussolo, secretária de Educação e Desporto de Roraima, que também participará do encontro, informou que esta será uma oportunidade para organizar uma pauta a ser apresentada ao MEC (Ministério da Educação) com as particularidades da região, em busca de sensibilizar o Governo Federal no que tange à liberação de recursos.
“No encontro, organizaremos uma pauta para ser apresentada ao MEC com as especificidades da Região Norte, como por exemplo, as escolas localizadas em comunidades indígenas de difícil acesso, em comunidades ribeirinhas, entre outras características que demandam um olhar diferenciado, e também um maior aporte de recursos financeiros”, explicou a titular da pasta.
Em Roraima existem hoje 383 escolas, destas, 260 são escolas indígenas, algumas com acesso somente por transporte aéreo com 16.076 alunos matriculados. Atualmente são 411 professores indígenas no quadro efetivo do Estado.
A abertura do encontro será coordenada pelos secretários de Educação do Amazonas e Pará. Em seguida, será apresentada a agenda de Aprendizagem do Consed pela secretária de Educação do Amapá. O evento também será um momento para compartilhar vivências e experiências em relação às particularidades da região.

Publicado em Educação

A Escola Estadual Caranã está com uma programação especial para celebrar os 26 anos de aniversário da instituição. O evento será realizado no próximo sábado,13, das 7h30 às 11h45 e das 19h às 22h30 no pátio da escola.
Atualmente a escola atende a 766 alunos nas modalidades de ensino fundamental, nos turnos matutino e vespertino, e EJA (educação de jovens e adultos), no período noturno. Estima-se que mais de 20 mil alunos já tenham passado pela instituição.
A gestora da escola, Luzinete Mota, destacou a importância da escola para a educação do Estado e para o desenvolvimento sociocultural dos alunos. “Celebrar essa data é reconhecer a grandeza dessa instituição escolar para a educação roraimense, afinal, são 26 anos de inteira dedicação e crescimento comprometidos com a aprendizagem e com os valores que dignificam o ser humano”, ressaltou Luzinete.
A escola desenvolve projetos voltados para a melhoria do ensino-aprendizagem, os quais surgem da necessidade, anseio e interesse dos alunos, para uma relação harmoniosa entre a instituição e a comunidade.
“Estamos aqui para proporcionar um ensino de qualidade, garantindo o acesso e a permanência dos alunos na escola, formando cidadãos capazes de agir na transformação da sociedade”, explicou a gestora.
A programação inicia a partir das 7h30 com o hasteamento das bandeiras, apresentações artísticas, gincana, recitação de poesias, música e paródias. As atividades encerram-se às 22h30 com um jantar.

Publicado em Educação

Uma guarnição do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima localizou no fim da tarde de terça-feira, 9, um adolescente de 15 anos que estava desaparecido na região da Comunidade Indígena Ingarumã, no município de Pacaraima, ao Norte do Estado.
Segundo relatos dos solicitantes, o jovem saiu sozinho da Comunidade Indígena Cumanã em direção a Comunidade Indígena Ingarumã no dia 6 de abril e não chegou ao destino.
Os familiares registraram Boletim de Ocorrência na Polícia Civil do município na manhã de terça-feira e, com o BO em mãos, procuraram a sede da 3ª Companhia do CBMRR. Imediatamente, o CBMRR deslocou uma equipe de Busca com três bombeiros militares para a região.
Às 18h e após percorrer mais de 30km, a equipe de busca do CBMRR, juntamente com alguns indígenas da Comunidade Ingarumã, conseguiu localizar o jovem. O adolescente estava debilitado pela falta de água e comida, mas não apresentava muitas escoriações pelo corpo.
Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, o CBMRR conduziu o Jovem até o Hospital Estadual Délio de Oliveira Tupinambá onde foi entregue aos cuidados das equipes médicas.

Após um ano de militarização, o Colégio Estadual Militarizado Professora Wanda David Aguiar (CEM XI) localizado no bairro Raiar do Sol, irá realizar na próxima sexta-feira, 12, a promoção de 80 alunos e entrega de 81 alamares referentes ao 4° bimestre de 2018. O evento ocorrerá a partir das 8h na quadra de esportes da instituição.
O alamar é uma honraria concedida aos alunos que obtiveram média geral, no bimestre, igual ou superior a oito e estiverem no mínimo com comportamento bom. Os alunos recebem os cordões entrelaçados, peça utilizada no uniforme social que representa o êxito e a aprendizagem escolar.
“Essa é uma forma de reconhecer todo o esforço, empenho e dedicação dos alunos. Além do bom comportamento e disciplina que são à base da nossa escola”, explicou o diretor administrativo, coronel Paulo Mozart. Além do alamar, os estudantes que se destacaram ao longo do ano serão promovidos a tenente, major, capitão, 1° tenente, 2° tenente, aspirante, subtenente, 1° sargento, 2° sargento, 3° sargento e cabo aluno.
Para ser promovido é necessário que os alunos tenham realizado todas as verificações programadas, estejam no mínimo no comportamento ótimo, possuam frequência igual ou superior a 80% das aulas, obtenham média final anual igual ou superior a 8 e não tenha participado de recuperação na prova bimestral em qualquer disciplina.
Segundo a gestora pedagógica, Lindalva Cabral após a militarização o empenho dos alunos cresceu e a cada bimestre mais alamares são entregues. “A cada entrega de alamar notamos que os alunos tem se empenhado mais para serem agraciados com a honraria. É um incentivo a mais para eles continuarem se esforçando para obter boas notas, bom comportamento e alcançarem lugar de destaque na escola”, ressaltou Lindalva.
Atualmente a escola possui 970 alunos das modalidades de Ensino Fundamental e Médio. A militarização das escolas acontece mediante uma parceria da Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a Polícia Militar de Roraima (PMRR) que compartilham a gestão das escolas estaduais. Atualmente em todo o Estado existem 18 colégios militarizados sendo 11 na Capital e 07 no interior, nos municípios de Mucajaí, Caracaraí, Rorainópolis, Nova Colina, Pacaraima, Bonfim e Alto Alegre.

Publicado em Educação

O governador de Roraima Antonio Denarium recebeu embaixador da Espanha no Brasil, Fernando Garcia Casas, no Palácio Senador Hélio Campos, na noite de terça-feira, 9. Na reunião foram apresentadas as dificuldades enfrentadas pelo Estado com a imigração venezuelana.
O embaixador visitou Pacaraima, na fronteira com o País vizinho. Segundo ele, a crise na Venezuela colocou Roraima nos olhos do mundo.
“A imigração venezuelana está afetando toda a América Latina. E Roraima que é a porta de entrada é o que mais está sofrendo, por ser um Estado pequeno. Viemos aqui para conhecer a realidade e o governo da Espanha está estudando a forma de auxiliar o Estado”, afirmou Fernando Casas.
Denarium destacou a importância da visita do embaixador ao Estado. Apresentou o potencial de Roraima para receber investimentos. E pediu que a Embaixada fizesse investimentos não apenas para imigrantes, mas sim para todos que vivem em Roraima.
“O governo espanhol se comprometeu em instalar aqui em Roraima um curso de Língua Espanhola para brasileiros e venezuelanos. O governo espanhol vai estar mais presente para que a gente possa fazer uma gestão compartilhada no hospital de Pacaraima”, enfatizou.
Fernando Garcia Casas agradeceu ao governador pela receptividade e disse que o governo espanhol tem total interesse em investir na saúde, educação, em energia renovável e em turismo ecológico.
“Tivemos uma reunião bem sucedida com o governador e vamos procurar os investimentos em energia renovável, educação, saúde, turismo. Gostaríamos de fazer uma parceria com o Estado que é a porta de entrada não só de imigrantes venezuelanos, mas do Caribe e do Brasil”, complementou.

Publicado em MANCHETES

A convite da Fier (Federação das Indústrias do Estado de Roraima), Charão Consultoria e Contadores e Sindicon (Sindicato da Indústria, Construção de Estradas, Terraplenagem e Obras do Estado), o governador do Estado, Antonio Denarium participou na noite desta terça-feira, 9, do Encontro de Empresários.
Além do empresariado local estiveram presentes no evento o secretário da Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento), Marcos Jorge, o presidente do Sistema Fier, Rivaldo Neves e o primeiro vice-presidente, Luiz Brito.
Voltado para empresários da Indústria, Comércio, Serviços, Agricultura e Pecuária, o evento acorreu no auditório da Federação e contou com a apresentação de palestrantes renomados em diversos temas.
Para o governador Antonio Denarium é notável os trabalhos que a Fier tem feito para trazer conhecimento e habilidade para todos empreendedores aqui do Estado.
"É uma atitude muito louvável da Federação das Indústrias, onde está trazendo o palestrante convidando e seus associados para diversas palestras para aumentar produtividade em cada empresa. A Federação das Indústrias é uma parceira do Estado de Roraima e nós estamos juntos para atender a todas as demandas que vêm trazer desenvolvimento sustentável para o nosso povo", disse o governador.
A proposta do encontro foi de proporcionar um ambiente que promova meios para compartilhar e discutir ideias para criar soluções dentro da realidade empresarial local, conforme explicou o palestrante e diretor geral da Charão Consultoria, Eduardo Charão.
"É importante esse tipo de palestra porque provoca o empresário a pensar e ter insight em relação a questões que às vezes no dia a dia a rotina do negócio acaba consumindo e muitas vezes a gente consegue provocar ele a fazer melhorias que no dia a dia também não consegue", ressaltou.
Além disso, Eduardo destacou que as palestras são muito importantes, porque trazem resultados positivos e novas perspectivas de investimento na região.

SETOR PRIMÁRIO - A economia de Roraima é composta pela agropecuária, indústria e serviços, que tem como destaque a produção agrícola, que apresentou crescimento de 136,3%, entre os anos de 2010 a 2016.
Na indústria, a BBF (Brasil Bio Fuels) vai inaugurar no município de São João da Baliza, Sul do Estado, uma fábrica de extração de óleo de palma, conhecido popularmente como dendê.
A matéria-prima será destinada para a produção de biodiesel, que deve ser vendido para usinas termelétricas que compõe o sistema isolado que abastece Roraima.
Em um primeiro momento, a empresa vai beneficiar a produção própria, que corresponde a uma área de 5 mil hectares. A expectativa é que em pleno funcionamento, a indústria terá capacidade de beneficiar 45 toneladas por hora.

Publicado em MANCHETES

O Corpo de Bombeiros Militar de Roraima registrou o total de 1.218 ocorrências em março de 2019. Desse total, 51,23% representam atendimentos de ocorrências de incêndio e 24,63% foram ocorrências de busca e salvamento.
Os atendimentos do Resgate totalizaram 12,40% das ocorrências. Ações de Prevenção e Apoio, 10,11%; Atividades Educacionais, 1,47%; e Produtos Perigosos, 0,16% representaram os demais atendimentos do CBMRR.

INCÊNDIOS - Entre os 624 atendimentos de ocorrências envolvendo incêndios, 89,42% foram de incêndios em vegetação. Incêndios em residências representaram 1,92%. Já os incêndios em estabelecimentos comerciais somaram 1,60% do total de ocorrências.
Ocorrências de Incêndios em Meios de Transporte como: carros, motos, caminhões e etc representam 1,12% das ocorrências; em amontoados de lixo, 3,84%; e incêndios em redes elétricas, explosões, caminhões tanques correspondem a 2,10%.

INCÊNDIOS EM VEGETAÇÃO - Das 558 ocorrências de incêndios em vegetação, 24,20% foram em terrenos baldios e 27,95% no cerrado. Atendimentos em Floresta Nativa/Plantada totalizaram 16,50% das ocorrências.
Incêndios em Áreas de Produção Agrícola ou de Pastagem totalizaram 13,80%. Atendimentos em Reservas Indígenas, 1,25% e Unidades de Conservação, 3,22%.
Ocorrências que envolveram mais de um tipo de vegetação totalizaram 13,08% dos atendimentos em março.

ACIDENTES DE TRÂNSITO - O CBMRR atendeu 61 ocorrências de acidentes de trânsito em março. Acidentes envolvendo carros representaram 44,26%; motocicletas, 31,14%; caminhões ou outros veículos pesados, 8,19%; bicicletas, 4,91% e 3,27% foram acidentes causados por animais.
Atropelamentos, 6,55% e Capotamentos, 1,68% fecham o total de ocorrências atendidas pelo CBMRR no mês de março de 2019.

Publicado em DESTAQUES

Com o objetivo de preparar os novos cuidadores de alunos, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto), por meio do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Públicas Educacionais), promoveu uma reunião técnica com os recém-aprovados no seletivo de Apoio Escolar (cuidador).
A reunião ocorreu nesta terça-feira, 8 de abril, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi. Inicialmente, participaram os seletivados que atuarão em Boa Vista. Nos próximos dias será feita a mesma capacitação com os selecionados do interior do Estado. Ao todo, são 80 pessoas contratadas para dar apoio a alunos com vulnerabilidade física.
Conforme disse a diretora do Departamento, Maria Aparecida de Oliveira, esta é a primeira vez que a Educação promove capacitação para estes profissionais no Estado.
“Esta reunião foi promovida para que essas pessoas não iniciem os trabalhos sem informação. Explicamos as atribuições, o papel deles dentro da escola e a importância desses profissionais para as crianças que serão atendidas nas unidades”, pontuou.
Ela acrescentou que a Educação sempre adotará este modelo de orientação para novos profissionais.
“A partir desse momento, nenhum profissional vai direto para as escolas sem orientações técnicas. Nosso lema é cuidar das pessoas e para isso é necessário esse olhar mais humano e mais eficiente, a fim de alcançar a qualidade”, continuou.
Uma das aprovadas no seletivo, a cuidadora Irany Aguiar da Silva, de 43 anos, ressaltou a importância da realização desse tipo de capacitação. Ela atua na área educacional há mais de 15 anos.
“Para mim e para nossos colegas é de suma importância iniciar o trabalho nas escolas com uma orientação técnica, principalmente porque há pessoas que nunca trabalharam na área antes e vão poder ter mais conhecimento sobre a educação inclusiva”, disse.

Publicado em DESTAQUES