Mostrando itens por marcador: cadadiamelhor

Até a última sexta-feira, 24, a Central de Matrículas da rede estadual de ensino registrou 3.247 encaminhamentos de matrículas para as instituições de ensino. Deste total, 770 foram para alunos venezuelanos. A Central funcionou na Escola Monteiro Lobato, no Centro de Boa Vista, e disponibilizou cerca de 8 mil vagas. Foram efetuados 891 encaminhamentos para o Ensino Médio Regular e 706 para a EJA (Educação de Jovens e Adultos). Para o Ensino Fundamental Anos Finais (6° ao 9° ano), foram registrados 1.650 encaminhamentos.                                                                                                         

Os pais ou responsáveis que procuraram a Central receberam um encaminhamento autorizando a matrícula na escola escolhida dentro do prazo de três dias. Se a matrícula não fosse efetuada no prazo, a vaga voltava a ser disponibilizada na Central.

A Central de Matrículas continuará funcionando até o dia 29 de janeiro na Escola Monteiro Lobato. Depois dessa data, a Central passa a funcionar no prédio da antiga Escola Princesa Isabel, localizada na Avenida Silvio Botelho, n° 249, Centro, próximo ao terminal de ônibus, no horário das 8h às 13h.

O coordenador da Central de Matrículas, Aneuziton Souza Dantas, informou que apesar da grande procura, o atendimento foi tranquilo. Este ano, a Central contou com painel de senhas eletrônico e 18 guichês de atendimento. “Visando um grande fluxo e um bom atendimento aos pais, este ano preparamos um painel eletrônico para agilizar o atendimento e tudo ocorreu na maior tranquilidade”, destacou Aneuziton.

Ainda há vagas

Os pais ou responsáveis que ainda não efetuaram a matrícula dos filhos podem dirigir-se à Central. Ainda há 5.354 vagas disponíveis nas escolas da rede estadual, sendo 2.015 vagas para o Ensino Fundamental e 2.069 destinadas ao Ensino Médio.

Para efetuar a matrícula, os pais ou responsáveis devem se dirigir até a escola escolhida e apresentar o encaminhamento da vaga obtido na Central e ainda o documento de transferência (se for o caso), Certidão e Histórico Escolar, RG ou Registro de Nascimento, CPF, Cartão de Vacina atualizado e duas fotos 3x4. A apresentação de todos os documentos é importante para compor o cadastro do aluno.

As aulas da rede estadual de ensino começam na próxima quinta-feira, 30, para as escolas localizadas na capital Boa Vista. Para o interior e comunidades indígenas, as aulas iniciaram hoje, 27.

 

Publicado em DESTAQUES

As inúmeras mudanças realizadas na atual gestão da Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) garantiram mais agilidade nos processos de emissão de licenciamentos ambientais. Os dados da Divisão de Licenciamento Ambiental do órgão mostram os resultados positivos dessa mudança. Enquanto que em 2018 foram emitidas 366 licenciamentos ambientais, em 2019 o número de emissões chegou a 939.

O presidente da Femarh, Ionilson Sampaio, disse que o aumento no número de emissões de licenciamento ambiental superou as expectativas. Ele atribui os avanços dos serviços realizados pela Fundação à atual gestão de governo.

 “O governador Antonio Denarium, assim que assumiu o governo, adotou como uma das prioridades a melhoria dos processos de licenciamentos ambientais. Nos deu os subsídios necessários para que nossos técnicos pudessem executar suas atividades, agilizando os processos que estavam parados”, frisou.

Sampaio explicou que a ideia da atual gestão é atrair novos investimentos. Diante disso, a Femarh assumiu a responsabilidade de executar as ações com maior celeridade e controle.

 “A regularização fundiária contribuiu bastante para que pudéssemos emitir os licenciamentos ambientais aos investidores que decidiram apostar no Estado como os produtores de soja e de milho. Agilizamos os processos, atuando dentro da legalidade”, garantiu.

Ainda conforme o presidente da Femarh, o órgão recebeu novos equipamentos de informática e de imagens no ano passado. Tecnologias que tiveram uma grande parcela nas mudanças positivas dos processos em análise.

 “Com a melhora do processo tecnológico do fluxograma de documentos no órgão, conseguimos otimizar nosso trabalho. Mas vale lembrar que o processo de modernização da Femarh é continuo. Inclusive, este ano vamos continuar com investimentos na compra de outros equipamentos para melhorar ainda mais nossos serviços”, adiantou.

  Atraindo investimentos

Os setores que mais se beneficiaram com a melhoria do processo de emissão de licenças ambientais foram o de produção de energia elétrica e de soja. Sampaio informou que o total de investimentos com as empresas do setor elétrico deve chegar em torno de R$ 2,5 bilhões de investimentos em Roraima.

 “Dentre as empresas do setor de energia elétrica, podemos destacar a Eneva que trabalha na construção da Usina Jaguatirica II em Boa Vista, e que deve começar a operar em 2021. A empresa entrará em operação em tempo recorde, pois contou com o apoio dos nossos técnicos na emissão de todas as licenças necessárias de funcionamento”, mencionou.

Em uma visita recente realizada pelo governador Antonio Denarium ao canteiro de obras da usina termelétrica, o representante da Eneva, Hilmar Henschel, agradeceu o esforço do governador em agilizar as emissões de licenças.

 “O Governo de Roraima, por meio da Femarh, agilizou toda a parte de licenciamento ambiental. Esse apoio foi de fundamental importância, pois vai permitir o cumprimento do prazo para o funcionamento efetivo da usina", explicou Henschel.

  Entenda o processo para a concessão das licenças ambientais

A Femarh requer estudos relativos aos aspectos ambientais relacionados à localização, instalação, operação e ampliação de uma atividade ou empreendimento, apresentado como subsídio para a análise da licença requerida, tais como: relatório ambiental, plano e projeto de controle ambiental, relatório ambiental preliminar, diagnóstico ambiental, plano de manejo, plano de recuperação de área degradada e análise preliminar de risco.

Dentre os tipos de licenciamentos ambientais destacam-se as modalidades de licença prévia, licença de instalação, licença de operação, autorização ambiental – licença de supressão vegetal, o Crra [Certificado Roraimense de Regularização Ambiental], licença de ampliação e a licença ambiental simplificada.

Publicado em DESTAQUES

Em busca de maior eficiência profissional no sistema prisional, o Governo de Roraima, por meio da Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), assinou nesta segunda-feira, 27, a Portaria nº 001/2020 que cria o Canil do Sistema Prisional de Roraima. O objetivo é facilitar o trabalho dos agentes durante operações de apreensões e fiscalização nas unidades prisionais do Estado.

Atualmente, para a efetivação do canil, a Sejuc dispõe de um termo de cessão de uso de dois cães da raça pastor holandês, sendo um macho e uma fêmea, que já estão treinados.

Além disso, posteriormente, a Sejuc vai contar com mais dois animais, sendo um Rottweiler (que será treinado para guarda e vigilância) e o outro da raça Pitbull (para auxiliar no controle de pátio e de grandes multidões).

O secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, disse que a iniciativa é um avanço importante, tendo em vista que os animais devem proporcionar mais rapidez e maior confidencialidade para os agentes.

“O que nos levou à criação do canil foi a profissionalização do sistema, se levarmos em consideração que um cão é veloz no ato da fiscalização, quando bem treinado. Então, ele consegue encontrar rapidamente um celular, uma droga, ou qualquer tipo de substância, desde que seja treinado para isso”, afirmou.

Inicialmente, cinco agentes atuarão na função de controle dos animais no canil, sendo um no expediente e os outros quatro no controle de plantão. Já os cães, ficarão no canil que está sendo construído ao lado da base do GIT (Grupo de Intervenção Tática) e será concluída em até 20 dias.

 

Publicado em DESTAQUES

Duas unidades policiais localizadas dentro da Cidade da Polícia Civil passam por reformas e devem ficar prontas em até no máximo 90 dias. A primeira unidade abrigava o 1º Distrito Policial e estava interditada desde outubro de 2019. A segunda unidade a ser entregue havia sido utilizada para acolher menores do CSE (Centro Socioeducativo) e, após a saída, encontrava-se deteriorada. O valor do investimento é de R$ 285.160,62, com recurso oriundo dos bens apreendidos em delegacias que foram leiloados pelo TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima).                                                                                                               

Para a redução dos gastos, a manutenção predial das delegacias de Polícia conta com a parceria da Sejuc (Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania), por meio de um Acordo de Cooperação Técnica, que disponibilizou reeducandos do Sistema Prisional do regime semiaberto, para realizarem o trabalho, visando a ressocialização.

As duas unidades serão ocupadas pela Corregedoria Geral de Polícia e DRCAP (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração Publica), que abriga a Decor (Divisão Especial de Combate à Corrupção), respectivamente.

De acordo com o delegado geral de Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso, em 27 de junho de 2014 a Polícia Civil passou a ocupar o antigo Conjunto dos Executivos. Entretanto, várias casas não tiveram condições de uso e tampouco havia recursos para reformá-las.

“O governador Antonio Denarium autorizou a liberação de recursos para a manutenção dos prédios da Polícia Civil. Então, iniciamos o trabalho de identificar as necessidades em 2019 e agora, em 2020, estamos iniciando a manutenção por prioridade”, disse o delegado geral.

Para a manutenção predial, o recurso utilizado é oriundo do Fundespol (Fundo de Modernização, Manutenção e Desenvolvimento da Polícia Civil do Estado de Roraima), arrecadado com a venda dos bens apreendidos que estavam nas delegacias e foram leiloados pelo Tribunal de Justiça.

De acordo com Cardoso, para reformar a casa número 01, que abrigava a sede do 1º DP, interditada em 2019, houve uma celeridade nas ações e, em 90 dias, as adequações tiveram início, considerado um prazo recorde no âmbito estadual.

“A parceria com o Tribunal de Justiça também permitiu dar celeridade na contratação, sendo a empresa responsável pela execução diretamente contratada pelo TJRR, não havendo a necessidade de transferência dos recursos arrecadados com o leilão para a Polícia Civil”, explicou.

Além das reformas em andamento, com o apoio do TJRR e recursos arrecadados com o leilão e destinados ao Fundespol, também foi possível a conclusão da adequação da rede elétrica do atual prédio do 2º DP, no bairro Liberdade, que ocorreu no final de 2019.

Cardoso destacou que, com a conclusão das reformas, a Polícia Civil terá mais espaço físico e conforto para atender aos servidores e ao cidadão. A conclusão dos trabalhos deve culminar com a entrega da obra do 1º Distrito Policial, no Centro.

“O governador Antonio Denarium vai entregar a sede do 1º DP e as duas novas unidades policiais que estão sendo reformadas no mesmo período, previsto para abril. Com isso, teremos mais espaço para atender aos nossos servidores e ao cidadão, sem contar que no dia 08 de fevereiro está prevista a inauguração da Delegacia Regional de Caracaraí. Isso tudo é o resultado de ações da gestão da Polícia Civil e do Governo de Roraima”, afirmou Cardoso.

O delegado geral disse ainda que, além dos imóveis em obras, os trâmites necessários à contratação de empresa responsável por manutenção predial devem ser ultimados nos próximos dias, o que garantirá, no decorrer de 2020, melhores condições de infraestrutura a todas as unidades policiais enquanto os prédios novos não são entregues, dentro das ações de Planejamento Estratégico definidas pela Polícia Civil.

Publicado em DESTAQUES

Seja na rede de esgoto ou distribuição de água, a Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima) mantém equipes de plantão para atuar conforme as solicitações da população. A manutenção da rede de distribuição de água nas vias urbanas, com intervenção no asfalto, se dá quando solicitado pelo usuário para interligação às residências e, eventualmente, em casos de rompimento nas adutoras.

No caso da rede de esgoto, a manutenção também ocorre com solicitação dos moradores nos PVs (Poços de Visitas) e em situações eventuais, com intervenção nos locais onde os poços estão cobertos por asfalto.

Com a cobertura dos PVs pelo asfalto, a intervenção nas vias urbanas com máquinas é necessária e tem gerado demandas frequentes para a equipe de engenharia da Caer. Isso ocorre porque as tampas cobertas por asfalto prejudicam a localização para a realização de manutenção. Com isso, é necessária a utilização de máquinas para quebrar o asfalto e realizar a desobstrução.

Exemplo disso ocorreu no domingo, 26, no cruzamento da Avenida Capitão Julio Bezerra com a Rua Gustavo Mesquita, onde o PV estava coberto por uma camada de asfalto de aproximadamente 50 cm, ou seja, não havia alternativa se não a de "quebrar" com a utilização de máquinas para realizar a desobstrução (jateamento) que estava prejudicando o funcionamento do sistema.

A Caer entende a importância da pavimentação, desde que projetada para não interferir na rede de saneamento e nivelar a parte dos bueiros deve constar nesses projetos. A empresa sempre trabalhou em parceria com as instituições, a exemplo da obra realizada na Rua José Coelho, no Centro, entre os dias 17 e 20 de janeiro, onde houve intervenção para estruturar a adutora de esgotos que estava há cinco metros de profundidade e precisou ser substituída.

Rede de distribuição de água

Na rede de distribuição de água, a manutenção se dá nos Centros de Captação, nas Elevatórias, nos Centros de Reservação, de Distribuição e Poços Artesianos. Eventualmente, em casos de rompimento nas adutoras, há a necessidade de intervenção na camada de asfalto. Na Praça do Centro Cívico, no dia 30 de abril de 2019, ocorreu o rompimento da adutora em frente à Assembleia Legislativa. Houve interdição no local e foi necessária a intervenção no asfalto com retroescavadeira para manutenção da rede. 

Nos dois locais, o asfalto foi reposto pela empresa logo após a obra, garantindo o fluxo de veículos. Ou seja, não é intenção da empresa causar transtornos à população, porém, os casos pontuais de manutenção necessária nas duas redes requerem a intervenção no asfalto, até mesmo com utilização das máquinas em casos específicos.  

A empresa agradece a compreensão de todos os disponibiliza canais de comunicação para esclarecimentos de dúvidas e outros assuntos.

FALE COM A CAER:

Whatsapp: 95-98404-5313 (Problemas de extravasamento de esgoto ou na rede de distribuição de água - funcionamento das 8h às 22h).

Outros assuntos: Call Center 0800.280.9520.

APP CAER MOBILE: Disponível para ANDROID na Google Play Store e IOS na App Store

Publicado em DESTAQUES

A Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) realizou na manhã desta segunda-feira, dia 27, uma grande mobilização no Centro Cívico de Boa Vista, dando sequência às ações da campanha Janeiro Branco. A atividade de hoje contou com o apoio da Setrabes (Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social).

Criada em 2014, a campanha é voltada para promoção de bem-estar, por meio dos cuidados com a saúde mental. Entre os serviços disponíveis na ação estavam orientação ao público sobre o tema, atendimento com clínico geral, cuidados com a beleza, venda de artesanato com materiais reciclados e recreação infantil.

Nilton Júnior, diretor do Caps AD (Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e outras Drogas) e um dos coordenadores da campanha, explicou que depressão e ansiedade são fatores muito atrelados à questão emocional, e ambas podem resultar em vícios como forma de escapismo emocional.

"Muitas pessoas não entendem o quão essencial é a preservação da saúde mental. Por isso, algumas estranham nossas abordagens no começo, por achar que isso é coisa de maluco, ou algo assim. Mas o público vai ficando curioso, faz perguntas e começa a entender que todos precisam cuidar da mente", afirmou.

Uma das contempladas pela ação, a psicóloga Marcilene Melo, comentou ter ficado admirada com o foco em valorização da mulher na campanha, com os serviços de estética. “Muitas mulheres que não sabem dos seus direitos, desconhecem o amparo que possuem para sua saúde e que deveriam conhecer melhor o trabalho dessa equipe”, ressaltou.

Esclarecer é o melhor remédio

Iniciada no dia 16, a campanha Janeiro Branco em Roraima leva como slogan "Quem cuida da mente, cuida da vida". Antes da ação no Centro Cívico, o DPSM (Departamento de Políticas de Saúde Mental) também realizou atividades de conscientização no HGR (Hospital Geral de Roraima), no PACS (Pronto Atendimento Cosme e Silva) e no HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth).

O encerramento das ações está previsto para essa quarta-feira, dia 29, com o ciclo de palestras “Gestão das Emoções”. A ação será a partir das 17 horas, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi, com presença confirmada do secretário adjunto da Sesau (Secretaria Estadual de Saúde), Rodrigo Santana; da coordenadora da CGVS (Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde), Neila Macedo; do psicólogo Wagner Pessoa; do tenente do CBM-RR (Corpo de Bombeiro Militar de Roraima), Marcos Maceió; e do titular da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Markinhos Marques.

Publicado em DESTAQUES

O CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) realizou na manhã desta segunda-feira, 27, a solenidade de conclusão da primeira turma do COVE (Curso de Condutor e Operador de Veículos de Emergência) de 2020.

A capacitação teve início no dia 13 de janeiro e, durante duas semanas, 24 bombeiros das unidades militares da capital e do interior participaram de instruções teóricas e principalmente práticas, num total de 80 horas-aula.

O curso é uma exigência do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) aos motoristas de veículos de emergência e foi dividido em duas etapas. A primeira delas, à distância, foi feita pelos alunos por meio da plataforma de ensino à distância da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública).

 O comandante geral do CBMRR, coronel Jean Cláudio de Souza Hermógenes, parabenizou os concludentes do curso e os instrutores pela dedicação e empenho na formação de profissionais altamente capacitados.

 Além do ensino voltado ao deslocamento de viaturas, os militares também receberam instruções sobre o posicionamento dos veículos no local da ocorrência, isolamento de área e perímetro de segurança.

Publicado em DESTAQUES

Esta semana será de retorno ao ambiente de trabalho para planejamento e alinhamento das atividades para o ano de 2020. Nas escolas da rede estadual de ensino, o retorno será de 27 a 29 e no Ceforr (Centro Estadual de Formação dos profissionais de Roraima), a Semana Pedagógica ocorre de 27 a 31 de janeiro, com o retorno dos professores formadores.

Durante este período, tanto os professores que atuam em sala de aula, quanto os professores formadores, estarão reunidos para planejar, debater, discutir e alinhar as ações que serão desenvolvidas ao longo do ano.

No Ceforr, 42 profissionais se reúnem para discutir os indicadores educacionais de Roraima, o Parecer CNE/CPN n° 22/19 (que trata sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial para Nível Superior) e também sobre orientações para a formação continuada à luz dos novos currículos.

“Estamos retomando nossas atividades hoje. A nossa programação vai trazer os novos documentos que o Ministério da Educação tem direcionado para a Educação Básica, legislações pertinentes, mas o foco será a implantação do Documento Curricular de Roraima e os descritores de Língua Portuguesa e Matemática”, enfatizou Stela Damas, diretora do Ceforr.

O DCRR (Documento Curricular de Roraima) vem sendo implementado no Estado e é o instrumento que norteia o currículo e as práticas pedagógicas nas escolas. Para a Educação Infantil e Ensino Fundamental, o documento foi finalizado e ocorre a sua implementação nas escolas. Para o Ensino Médio, o documento foi concluído e aguarda aprovação do CEE/RR (Conselho Estadual de Roraima).

A secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, e o secretário adjunto da Gestão da Educação Básica, Semaias Alexandre, participaram da abertura das atividades no Ceforr.

A secretária Leila elogiou o trabalho realizado pelo Ceforr em 2019 nas formações dos profissionais que atuam na rede de ensino e aproveitou para apresentar um breve panorama das ações promovidas pela Seed (Secretaria de Educação e Desporto) ao longo de 2019.

A secretária informou dados sobre processos administrativos da Seed, apresentou índices educacionais, falou sobre ajustes que serão realizados em 2020 e pediu dedicação de todos os professores formadores no desempenho de suas atividades.

NAS ESCOLAS - Nesta semana, os professores e equipe pedagógica das escolas da capital também estão reunidos para receber as principais orientações para o ano letivo 2020 e para planejar as atividades. O retorno dos professores está previsto no Calendário Escolar.

Em um trabalho alinhado e integrado de rede, as escolas e os professores também terão foco nos descritores (habilidades e competências) de Língua Portuguesa e Matemática e no DCRR. Para 2020, os esforços estarão concentrados na aprendizagem e na melhoria do desempenho escolar dos estudantes.

Raimunda Rodrigues, diretora do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed, informou que na semana passada as equipes gestoras das escolas estiveram reunidas para receber as diretrizes para 2020, momento em que também foi elaborada uma agenda única a ser trabalhada em todas as escolas nesses três dias de planejamento.

“Ficou definido que as escolas iriam trabalhar o regimento interno da escola, o planejamento das atividades docentes para 2020 e o alinhamento das ações com foco na melhoria da aprendizagem dos nossos alunos e na melhoria dos índices educacionais”, informou Raimunda.

As aulas nas escolas da capital começam na próxima quinta-feira, 30, quando 40.633 estudantes de 57 escolas retornam para as salas de aula. No interior do Estado e nas comunidades indígenas, as aulas começaram hoje, 27.

Publicado em DESTAQUES

O Governo do Estado por meio da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima) está se preparando para iniciar a entrega da documentação definitiva de posse para os moradores dos 24 conjuntos habitacionais erguidos entre 1979 e 1982, em Boa Vista, Caracaraí e Mucajaí.

Desde a criação destes conjuntos, seus mutuários nunca tiveram o título atestando serem os proprietários. São 4.565 imóveis que ainda constam como sendo da Codesaima.

Estão sendo concluídos 3.337 processos e será feita uma programação, que será divulgada, para a entrega dos títulos definitivos.

Essa ação do Governo Antonio Denarium, através da Codesaima, encerra um longo período de insegurança jurídica onde o residente não podia vender ou fazer qualquer transação financeira com a propriedade porque não podia declarar-se dono.

Por várias vezes, os processos de regularização dos conjuntos foram interrompidos por questões judiciais da Empresa, mas a atuação da assessoria jurídica da Companhia e o entendimento da Justiça de Roraima de que o direito dos mutuários deve ser reconhecido fez com que os empecilhos fossem resolvidos.

Os conjuntos a serem regularizados são: Boa Vista l e ll; São Vicente; Cabos e Soldados; Caçari l e ll; Caimbé l; Mecejana; Monte Roraima e Pricumã l e ll.

O presidente da Codesaima, Anastase Vaptistis Papoortzi, disse que os mutuários devem aguardar o comunicado dos dias e locais onde serão entregues os títulos. “Mas, é bom os moradores desses conjuntos já irem providenciando a sua documentação pessoal e do imóvel”, afirmou.

Publicado em DESTAQUES

Cerca de 150 voluntários percorreram, na manhã deste domingo (26), as praias do Caranã ao Cauamé, em Boa Vista, para a largada oficial das ações ambientais da Caer (Companhia de Águas e Esgotos de Roraima). O percurso foi de 4,5 km até a ponte do Cauamé, onde o lixo recolhido foi pesado antes de ser entregue às instituições de reciclagem. A Caminhada Ecológica está em sua 5ª edição e, só em 2019, retirou 300 quilos de resíduos das margens dos rios e igarapés da capital.

“Ficamos felizes, pois estamos recolhendo cada vez menos resíduos. Isso é sinal de que estamos alcançando nossos objetivos. Todo mundo ganha com isto: população e meio ambiente. Cuidar do meio ambiente é um dever de todos”, destacou o presidente da Caer, James Serrador.

Menos lixo recolhido

“A conscientização está se espalhando”. Com esta afirmação, a chefe do Núcleo de Meio Ambiente (NMA), Airlene Carvalho, comemorou o resultado da campanha. “Recolhemos 70 quilos de resíduos e isto significa que a sociedade está cada vez mais consciente do seu papel. Estou muito feliz”, disse.

Amanda de Souza participou pela primeira da campanha ambiental e aprovou a iniciativa. “Sempre acompanhei pela televisão e prometi para mim mesma um dia vir participar. Achei incrível, passamos por lugares lindos, agradável. Vou participar novamente, pois preciso fazer minha parte nesse mundo”, afirmou a dona de casa, de 54 anos.

RAP DA ÁGUA

Banhistas e voluntários aproveitaram o término da caminhada e participaram de jogos na areia, vôlei e futebol. Um lanche foi distribuído aos participantes.

Giulia Amaral, uma menina de apenas oito anos e que já tem um vasto trabalho de conscientização ambiental nas suas redes sociais também esteve presente e, mais uma, vez apresentou o Rap da Água. A canção foi composta pelo estagiário da Assessoria de Comunicação da Caer, Haroldo Fernandes, e aborda sobre a importância da economia de água no planeta.

Publicado em Meio Ambiente
Página 1 de 106