Depois da aprovação do DCRR (Documento Curricular de Roraima) para o Ensino Fundamental e formação dos profissionais da educação para manusear e conhecê-lo, chegou a vez das escolas adequarem o PP (Projeto Pedagógico).

Para orientar as discussões sobre a reelaboração ou elaboração do PP, a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e a equipe Pró-BNCC reuniu gestores escolares e coordenadores pedagógicos para um encontro formativo na manhã desta terça-feira, 12.

O encontro, realizado no auditório do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima), foi conduzido por Márcia Helena Maia de Lima, coordenadora da equipe Pró-BNCC; Luiz Eduardo Barbosa Girão, analista de gestão do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação); e Joana Lucena, diretora em exercício do DEB (Departamento de Educação Básica) da Seed.

Foi definido que no dia 22 de novembro as escolas realizarão o “Dia de Revisão do PP”. Conforme Márcia Helena Maia de Lima, coordenadora da equipe Pró-BNCC em Roraima, será um momento para que os profissionais da escola, com a participação de pais de alunos, possam estudar, revisar e promover adequações do PP à luz do DCRR.

 “A formação do PP é uma etapa da implementação da BNCC [Base Nacional Comum Curricular]. Os gestores precisam trabalhar com suas equipes a revisão do PP, olhando a estrutura do DCRR e adequando ao seu projeto. As escolas que já têm vão revisar e as escolas que não têm vão elaborar o PP, sempre à luz do DCRR”, esclareceu Márcia.

Para discutir sobre o PP na escola, foi sugerido aos gestores e coordenadores pedagógicos alguns temas e reflexões para trabalhar junto à equipe pedagógica, entre elas: a relação do PP e o plano de aula; a relação do PP com os outros documentos e planejamentos institucionais da escola e, ainda, sobre os princípios e avaliação da aprendizagem dos alunos.

 “A partir do dia de discussão do PP, a equipe gestora irá elaborar um plano de ação indicando as equipes, os objetivos e cronograma de trabalho para a revisão do PP da escola. Tem uma orientação específica para envolver toda a comunidade escolar e também os alunos”, disse Márcia.

Será com o Projeto Pedagógico que o DCRR será efetivamente implementado na escola, uma vez que no PP irá constar como o trabalho será desenvolvido na instituição de ensino, garantindo as especificidades e particularidades da comunidade escolar, tudo alinhado e em consonância com o Documento Curricular.

O DCRR é um instrumento que direcionará as políticas públicas educacionais e o currículo a ser ministrado em todas as escolas das redes estadual e municipal, tendo como foco os direitos de aprendizagem e desenvolvimento como garantia da formação integral do aluno.

Todo o trabalho de elaboração e implementação do DCRR está sendo realizado mediante regime de colaboração entre Consed e Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação) à luz das diretrizes estabelecidas na BNCC.

 PROJETO PEDAGÓGICO - O PP (Projeto Pedagógico) é um documento que define a identidade da escola. Um instrumento que apresenta as finalidades, concepções e diretrizes para o funcionamento da instituição de ensino.

Cada escola elabora o seu Projeto Pedagógico, pois ele irá refletir a proposta educacional da instituição, devendo estar alinhado às especificidades e características da comunidade em que a unidade escolar está inserida. No PP também ficam estabelecidos os projetos e atividades educativas que serão desenvolvidas pela escola para alcançar sucesso no processo de ensino-aprendizagem.

Os Projetos Pedagógicos das escolas devem ser reformulados a cada dois anos a fim de que sejam adequados às novas diretrizes e legislações educacionais e também às mudanças em cada ambiente escolar.

Publicado em DESTAQUES

O Governo de Roraima se reuniu com representantes do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para discutir sobre a possibilidade de captação de recursos para novos investimentos em vários setores do Estado. O encontro ocorreu na tarde desta segunda-feira, 11, no Palácio Senador Hélio Campos.                                                                       

Dentre as propostas apresentadas pelo governador Antonio Denarium está o aumento do número de linhas de créditos destinadas ao setor produtivo.

"Hoje contamos com a  Desenvolve Roraima, que exerce um papel fundamental para a distribuição de linhas de crédito. Queremos angariar recurso junto ao BNDES para ampliar a quantidade do número de créditos aos empreendedores", ressaltou.

A busca por recursos para investir em obras de asfaltamento e revitalização das rodovias do Estado também foi pauta da reunião.

"Já temos concluído um projeto da malha viária do Estado para a revitalização de 450 quilômetros de rodovia. O investimento para as obras vamos buscar através do BNDES", adiantou Denarium.

Além das estradas, o projeto que será apresentado em um próximo encontro, consta também a substituição de 2.500 pontes de madeiras por concreto.

"São 50 mil metros quadrados de ponte. Todas elas já estão mapeadas, o que irá facilitar a busca por recursos e a implementação das obras", ressaltou o governador.

Sobre as demandas apresentadas pelo chefe do Executivo, a chefe do Departamento de Relacionando do BNDES, Camila Costa disse que a equipe do banco irá fazer uma análise.

"O governador nos apresentou um panorama de todas as propostas. Acredito que temos material suficiente para agora trabalharemos no sentido de atender o que nos foi encaminhado", ressaltou.

Em se tratado das linhas de créditos que são concedidas pela Desenvolve Roraima, Camila afirmou que o BNDES já vem abrindo caminho para ampliar os investimentos em crédito.

"Já está sendo feita uma análise internamente no banco para que o Governo de Roraima consiga angariar mais recursos para serem disponibilizados como linhas de crédito", complementou.

Publicado em DESTAQUES

O presidente do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), Igo Brasil, acompanhado de equipe técnica apresentou ao governador Antonio Denarium o Plano Estratégico com metas a serem cumpridas até 2022. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira, 12, no Palácio Senador Hélio Campos.

Entre as prioridades do plano estão melhorar a tecnologia de informação, as instalações físicas, além de capacitação dos servidores, melhorando o atendimento ao público.

Denarium destacou o grande trabalho feito pelo Detran-RR, que melhorou a qualidade no atendimento ao público. E lembrou que no início da gestão, o Detran-RR estava com o caixa zerado e com um alto índice de endividamento.

 “Hoje o Departamento conta recursos em caixa para construir  um novo prédio administrativo que vai melhorar o serviço, o atendimento ao público e dos nossos servidores”, disse.

 Igo Brasil afirmou que o documento representa aonde o Detran vai estar em 2022, tudo isso para garantir serviço e atendimento de qualidades para a população de Roraima.

 “Nós vamos trabalhar para monitorar todos os objetivos, todas as ações para que a gente consiga chegar em 2022 com todas as ações que colocamos nesse documento devidamente executadas”, afirmou.

Publicado em DESTAQUES

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) realizará no dia 28 de novembro, o I Workshop de Tecnologia Educacional com o tema A utilização das tecnologias digitais nas escolas’. O evento ocorrerá na Univirr (Universidade Virtual de Roraima) da Avenida São Sebastião, das 8h às 17h30.

Os interessados em participar do Workshop devem realizar as inscrições até o dia 18 de novembro através do endereço eletrônico www.ticketphone.com.br/595.

O Workshop tem o objetivo de apresentar algumas metodologias de ensino que podem ser utilizadas pelos professores para trazer o estudante para o centro do processo de ensino aprendizagem.

 “Essa é uma forma de disseminar experiências vivenciadas por professores orientadores e convidados sobre a utilização de recursos tecnológicos com os alunos buscando inovar e enriquecer a prática de ensino das Escolas Estaduais”, explicou o coordenador de tecnologia da Seed, Samuel de Castro.

Podem participar professores orientadores de tecnologias, coordenadores pedagógicos, orientadores pedagógicos, professores das Salas de Recursos Multifuncionais, gestores escolares, articuladores municipais do Programa Educação Conectada, professores da rede estadual e alunos do curso Técnico em Informática da Escola Estadual Major Alcides.

Durante o Workshop, os profissionais participarão de palestras temáticas, oficinas pedagógicas, apresentação de trabalhos com relatos de experiências, mesa redonda e museu da informática. Serão seis salas disponíveis.

Cada participante poderá se inscrever em até duas atividades, que não sejam no mesmo horário. “Queremos que os participantes aproveitem o workshop e adquiram bastante conhecimentos com responsabilidade e comprometimento”, disse Samuel.

A certificação será feita através do site TicketPhone, que é responsável pelas inscrições e controle dos participantes. Receberão certificação, os profissionais que cumprirem com as exigências estabelecidas, ou seja, estiverem presentes nas atividades e assinarem as frequências.

O Workshop é uma iniciativa do Núcleo de Tecnologia Educacional da Secretaria de Educação e Desporto.

Publicado em DESTAQUES

Em busca de oferecer uma educação cada vez mais inclusiva, a fim de atender as diretrizes estabelecidas pelo MEC (Ministério da Educação), a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) promoverá nos dias 09 e 10 de dezembro, o “I Seminário de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva”.

O local do evento será o auditório do CAF/UFRR (Centro Amazônico de Fronteira da Universidade Federal de Roraima). Direcionado para profissionais da área e educadores em geral, o seminário será gratuito e as inscrições podem ser feitas pela internet, por meio de um link no Google Forms, disponível ao final da matéria e também na página oficial da Seed no Facebook (Seed Roraima).

O seminário contará com a participação de Suely Melo de Castro, conselheira do CNE (Conselho Nacional de Educação), que abordará as “Novas Diretrizes da Política Nacional da Educação Especial”, além de Renata Fantacini do Claretiano/SP, que falará sobre “Educação Básica na perspectiva da Educação Inclusiva”.

Adriane Melo Menezes, representante do MEC (Ministério da Educação), abordará sobre a “Avaliação da Aprendizagem na Educação Especial”. O Seminário contará ainda com mesa redonda com o tema “Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva”.

Além das palestrantes já citadas, a mesa redonda contará com a participação da secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, tendo como mediadora a professora Stela Damas, diretora do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima).

“O objetivo maior do seminário é ampliar as discussões sobre inclusão. Hoje, a rede estadual possui bastante alunos inclusos e nós precisamos que os professores estejam capacitados para assumir esses alunos. O objetivo maior é a formação de todas as pessoas que são envolvidas no trabalho com aluno especial”, destacou Maria Aparecida de Oliveira, diretora do Depe (Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais) da Seed.

Os participantes do seminário receberão certificado de 12 horas, emitido pelo Ceforr. O I Seminário de Educação Especial é uma realização da Seed por meio do Depe com o apoio do Centro Universitário Claretiano, UFRR e CNE.

EDUCAÇÃO ESPECIAL - Segundo dados do Censo Escolar da Educação Básica, a rede estadual de ensino possui hoje 1340 estudantes inclusos matriculados nas escolas da Capital e interior. Para um melhor atendimento aos estudantes, a Seed disponibiliza professor auxiliar, profissionais de apoio escolar (cuidador) e também intérprete de libras. Em 2019 foram contratados por meio de processo seletivo 52 profissionais intérpretes de libras e 150 cuidadores. Algumas escolas possuem as Salas de Recursos Multifuncionais.

O aluno frequenta o turno regular de aula e no horário oposto tem acesso às Salas de Recursos Multifuncionais, equipadas para atender alunos com deficiências (auditiva, visual, múltipla, intelectual, física), com transtornos globais do desenvolvimento, espectros do autismo e com altas habilidades. Além disso, a Seed possui os centros de atendimento especializados para estudantes da rede estadual de ensino e também o público em geral. Os centros são:

= CAS (Centro Estadual de Atendimento às Pessoas com Surdez), que atende hoje 55 pessoas entre alunos e usuários;

= CADAHS (Centro de Atividades e Desenvolvimento de Altas Habilidades/Superdotação), que atende 134 pessoas;

= CAP-DV (Centro de Apoio Pedagógico para Deficientes Visuais), que atende 30 pessoas;

= CAE/BV (Centro de Atendimento Educacional Especializado de Boa Vista), com 316 atendidos;

= CEAE (Centro Estadual de Atendimento Educacional Especializado Denise Messias Santos), localizado em Caracaraí, com 67 atendimentos;

= CEEP (Centro Estadual de Estimulação Precoce), com 165 pessoas atendidas; e

= Cequo (Centro Estadual de Equoterapia Thiago Vidal Magalhães Pinheiro), localizado no Parque de Exposições Dandãezinho, na BR-174, que funciona por meio de gestão compartilhada com outras secretarias e órgãos do Governo, atendendo hoje 65 pessoas.

Link para inscrição no seminário:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc2uJQzhXiHZpzF_Jw-r4OTpjXK60gR0MTf6s7Bh9uBU3wXzw/viewform?fbclid=IwAR2O4WuWE6QX96AfxSkMx3JLOj8XbIMUJL7qAr4s8IxmP7QbcLqK5zKpJTA.

Publicado em DESTAQUES

Muito em breve o produtor rural em Roraima terá acesso a mais um agente financeiro para o financiamento de projetos da agricultura familiar. O Bancoob, banco do Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) deve estruturar no Estado a carteira de agronegócios regional.

Para que isso ocorra, a instituição financeira procurou a Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) para conhecer um pouco mais o serviço de Ater (Assistência Técnica e Extensão Rural) prestado pelos técnicos ao homem do campo.

O titular da Seapa, Emerson Baú, afirmou que o cooperativismo é um dos pontos trabalhados pela Pasta. “A abertura dessa carteira de agronegócios é uma ótima oportunidade para desenvolver esse setor de maneira estratégica. Nesse primeiro momento eles [Bancoob] estão fazendo um diagnóstico do setor em Roraima, para a partir daí delimitar as estratégias de atuação”, explicou.

O próximo passo é montar uma parceria por meio de um termo de cooperação. Para a consultora de agronegócios do Bancoob, Larissa Alves Ramos, essa união é de fundamental importância. Ela frisou que a parceria possibilita uma carteira saudável.

“Viemos ouvir da Seapa o direcionamento que o Governo tem para o desenvolvimento da agropecuária aqui em Roraima e especialmente para entender quais as necessidades financeiras dos produtores”, disse.

Ela ressaltou ainda que a importância dessa união. “Por meio da assistência técnica o produtor conhece os melhores meios de produção. Nós entramos com o financiamento para que eles possam de fato melhorar de vida e crescerem aumentando a produtividade, se estabelecendo na área rural com uma grande qualidade de vida, produção e renda. Esse é o papel do cooperativismo, contribuir para o desenvolvimento das pessoas”, disse.

Habilidade de produção, assistência técnica e um agente financeiro para financiamento, este é o tripé necessário para o desenvolvimento da agricultura familiar. “É uma estrutura que dificilmente é abalada. Um produtor que tenha a habilidade de produzir, que ele esteja direcionado por meio de uma boa assistência técnica e um agente financeiro acreditando nele, concedendo crédito é a chave para o desenvolvimento do setor. O crédito rural é isso, acreditar na atividade do produtor”, declarou Larissa.

SICOOB – A carteira de agronegócios do Sicoob já está estabelecida no restante do Brasil. “Ao todo, são mais de 220 cooperativas que atuam no setor e contam com financiamentos do Bancoob. Para nós participar desse processo aqui é Roraima”, disse.

Publicado em DESTAQUES

A Comissão Organizadora do concurso da Polícia Militar de Roraima divulgou nesta segunda-feira (11) as datas das próximas etapas do certame. De acordo com a comissão, processos judiciais e exames médicos complementares de candidatos, obrigaram a instituição de ensino a alterar o cronograma anterior.

A Comissão registrou até o momento 82 processos na justiça de candidatos que não foram classificados nas etapas anteriores e que se sentem prejudicados.

Paralelo a isso, existe uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual, contestando um item do edital que fala sobre tatuagens em candidatos, o que também interferiu na decisão de mudança do cronograma.

Além das ações judiciais, a comissão explicou que alguns candidatos, aprovados na primeira etapa tiveram problemas nos exames médicos. Com isso, precisaram de exames complementares, tendo que ser reavaliados pela junta médica, atrasando a continuidade do cronograma.

Confira as novas datas do concurso

DATA

DISCRIMINAÇÃO

29/11

Resultado preliminar dos exames médicos, odontológicos e toxicológicos.

02 a 04/12

Interposição de recurso contra o resultado preliminar

20/12

Resultado definitivo dos exames médicos, odontológicos e toxicológicos.

 

08/01/2020

Publicação do edital específico de convocação para a etapa de aptidão física

15/03 a 30/04/2020

Exames físicos dos candidatos aprovados na etapa anterior

11/05/2020

Resultado preliminar dos exames de aptidão física

 

12/05 a 14/05

Interposição de recurso contra o resultado preliminar

16/06

Resultado definitivo de aptidão física

 

30/06

Publicação do edital de convocação para avaliação psicológica dos candidatos aprovados no exame de aptidão física

21/07

Resultado preliminar dos exames psicológicos

22 a 24/07

Interposição de recurso contra o resultado preliminar

05/08

Resultado definitivo da avaliação psicológica

Publicado em DESTAQUES

Criar políticas públicas para combater a corrupção é a próxima fase do Pacto pela Segurança entre as forças de segurança de Roraima, que firmaram parceria em julho deste ano. O governador Antonio Denarium se reuniu nesta sexta-feira, 8, com representantes dessas forças para receber a delegada da Polícia Federal, Érika Marena, ocasião em que foram apresentados os resultados do Pacto.

Ele ressaltou que esta é uma ação de suma importância para levar mais segurança à população. “Com todas as forças de segurança unidas, temos condições de melhorar a qualidade da segurança e reduzir significativamente a violência, ou seja, levar para a população a certeza que Roraima tem uma segurança de boa qualidade. Agora além de ações contra a o crime organizado, também focamos no combate à corrupção, peincipalmente após criaemoa a Decor”, disse.

Érika Marena afirmou que Roraima dá um grande passo e que o Pacto de Segurança é um compromisso de todos em fazer dar certo. “Acredito que a integração das instituições de segurança e fiscalização pública é fundamental para o combate à corrupção, e desvio de verbas. Investir no combate à corrupção é investir no desenvolvimento do Estado”, pontuou a delegada.

O secretário de Segurança Pública, coronel Olivan Junior, citou os resultados da atuação do Pacto durante a reunião, que ocorreu no Palácio Senador Hélio Campos em Boa Vista. “Tivemos a aprovação da Política Estadual de Segurança Pública, do Conselho Estadual do Sistema Estadual e aprovação do Fundo Estadual para pavimentar uma nova segurança para a população do Estado”, acrescentou.

Forças de Segurança fazem pacto para diminuir criminalidade

O trabalho integrado entre as forças de segurança Estadual, municipal, federal e o Exército Brasileiro foi assinado no Palácio Senador Hélio Campos em julho deste ano.

Na época, o governador Antonio Denarium pediu apoio a todas as instituições para o sucesso do trabalho. “Nós vamos fazer um trabalho integrado com todas as polícias para combater o crime organizado, o tráfico, o descaminho, o contrabando para levar mais segurança para toda a população”, disse.

As forças de segurança que compõem o Pacto de Segurança são: Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Justiça e Cidadania, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito, Exército Brasileiro, Ministério Público Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Ministério Público Estadual, Força Nacional, Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito e Justiça Federal.

Publicado em Segurança Pública

Com o avanço das obras do GT (Grande Trauma), parte da entrada que dá acesso ao atendimento daquele setor está limitado para acompanhantes de pacientes. A medida foi tomada pela direção do HGR (Hospital Geral de Roraima visando a segurança dos usuários que buscam atendimento na unidade e para ajudar na atuação dos trabalhadores envolvidos na obra.

“A ampliação do Grande Trauma vai resultar na implantação de mais 26 novos leitos para a unidade, que ajudarão a atender a população de uma forma mais acolhedora e resolutiva. Mas para que não tenhamos nenhum tipo de acidente, durante o ato de destelhar a parte de entrada nós estamos orientando os acompanhantes a não entrarem por aquela parte”, explicou Edgar Hoover, diretor administrativo do HGR.

De acordo com Hoover, a duração total das obras do GT é de 10 meses, com previsão de entrega para abril de 2020, mas somente os trabalhos de destelhamento do setor de entrada será de dois dias. Durante esse período, qualquer informação deverá ser solicitada na recepção do PAAR (Pronto Atendimento Airton Rocha).

“A orientação é que eles [acompanhantes de pacientes] evitem estar circulando nessa área de ampliação do Grande Trauma e que qualquer dúvida quanto a seu paciente, que foi deixado para atendimento de imediato, procurem a recepção do Pronto Atendimento”, disse.

Publicado em DESTAQUES

Pela primeira vez, o Governo de Roraima realizou um seminário para discutir o combate à corrupção no Estado. Coordenado pela Secretaria de Segurança Pública e   sediado na APICS (Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago) da Sesp (Secretaria Estadual de Segurança Pública), o evento contou com a presença da delegada da Polícia Federal e chefe do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, Erika Marena, que coordenou a Operação Lava Jato.                                                                                                         

Durante a abertura do evento, o secretário da Sesp, coronel Olivan Junior, destacou a necessidade do fortalecimento da atuação dos agentes públicos para combater a corrupção no Estado.

"Todas as vezes que formos definir políticas públicas de Estado, precisamos ouvir a sociedade, setores da segurança pública e órgãos de fiscalização. Assim, podemos fazer uma política pública segura de combate à corrupção", argumentou.

O secretário lembrou  do esforço do governador Antonio Denarium para executar as ações de governo, respeitando os processos legais, no que diz respeito a correta aplicação dos recursos públicos.

"Queremos estabelecer uma política pública efetiva para o Estado combater a corrupção. O governador tem atuado com uma postura correta e nos incentiva, enquanto órgão de segurança pública, para aperfeiçoarmos nosso trabalho de enfrentamento à corrupção", ressaltou.

 MAIS INVESTIMENTO - Em sua apresentação,  Erika Marena, informou que o Ministério da Justiça intensificou suas ações para combater a corrupção no Brasil.

"O combate à corrupção é um dos pilares do trabalho do Ministério da Justiça. Hoje no país existe um grupo composto por 70 instituições que discutem sobre formas de combate à corrupção", lembrou.

Ela disse ainda que o Ministério está trabalhando para a criação de delegacias especializadas de combate à corrupção nos Estado.

"A proposta do governo é dar autonomia aos Estados para combater a corrupção. Precisamos de profissionais especializados para trabalhar com combate a esse tipo de crime, dando condições operacionais e conhecimento para investigar os recursos desviados por corrupção", declarou.

 TRABALHO INTEGRADO - O seminário contou também com a palestra da Procuradora-Geral de Justiça do MPRR, Janaína Carneiro, que falou sobre as formas de corrupção e da atuação do MP para responsabilizar as pessoas envolvidas em atos corruptos.

"O Ministério Público atua na fiscalização das leis e um dos seus papeis é combater a corrupção. Vemos que ela está inserida em diversos setores, impedindo a aplicação correta dos recursos públicos. A integração da polícia judiciária com os órgãos de fiscalização é essencial para coibir a corrupção no nosso Estado", enfatizou.

A acadêmica de direito, Ranna Arides, participou do seminário e parabenizou a ação do governo, porque segundo ela a sociedade precisa discutir sobre o tema de uma maneira ampla.

"Todos nós ouvimos falar sobre corrupção. Mas precisamos nos informar mais e entender esse processo. Assim, as pessoas poderão abrir os olhos para ajudar no combate à corrupção. Enquanto acadêmica de direito me sinto nessa obrigação", disse.

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 82