A Seed (Secretaria de Educação e Desporto), em parceria com a UFRR (Universidade Federal de Roraima), realiza o projeto "2019 Ano Internacional da Tabela Periódica", para os alunos da rede estadual de ensino. Nesta terça e quarta-feira (17 e 18), a Escola Estadual Major Alcides Rodrigues dos Santos recebe os professores e acadêmicos de Química que desenvolvem o projeto.

O objetivo é realizar a divulgação da tabela periódica de forma lúdica para os alunos e comemorar os 150 anos da sua criação. “Apesar de ter sido criada há 150 anos, ela continua sendo estudada até hoje. A tabela periódica é a base da ciência e precisamos explicar para os alunos sobre a sua importância de forma dinâmica para melhorar a aprendizagem”, explicou a professora de química da UFRR, Mirla Cidade.

A escola vem trabalhando o projeto desde o início do ano com os alunos da modalidade de Ensino Médio. Além de todo o conteúdo teórico, os estudantes puderam colocar em prática tudo o que aprenderam através de jogos instalados no celular. Dessa forma, cada acerto dos números de átomos da tabela, os alunos recebem pontuações que no final serão somadas e quem tiver o maior número de acertos será premiado.

 “Está é uma forma atual e prática dos alunos exercitarem o que aprenderam na parte teórica. O celular é o nosso aliado para estimular a aprendizagem da tabela periódica e outros assuntos que os estudantes têm dificuldade”, ressaltou a professora de Química da escola, Maria do Socorro Marques.

Além dos jogos, será realizado também um bingo com os símbolos, número de átomos da tabela periódica. “Tudo é pensado para facilitar a compreensão e auxiliar a aprendizagem dos alunos. Essa é uma forma divertida e lúdica para entendimento do assunto”, comentou Socorro.

O projeto é desenvolvido por professores e acadêmicos de Química da UFRR, que já visitaram diversas instituições de ensino estaduais e municipais. Até o final do ano, pretendem levar o projeto para todas as escolas da capital, interior e indígena. “Pretendemos abranger o máximo de alunos possível para que saibam a importância da tabela periódica”, explicou Mirla.

 PIBID - O projeto foi desenvolvido na escola graças ao PIBID (Projeto Institucional de Bolsas de Iniciação a Docência), que é um programa criado com a finalidade de valorizar o magistério e apoiar estudantes de licenciatura plena.

Entre os objetivos do programa, estão: concessão de bolsas de iniciação à docência para alunos de cursos de licenciatura e para coordenadores e supervisores responsáveis institucionalmente pelo PIBID e demais despesas a ele vinculadas; elevação da qualidade das ações acadêmicas voltadas à formação inicial de professores nos cursos de licenciatura plena; e proporcionar aos futuros professores participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar e que busquem a superação de problemas identificados no processo ensino-aprendizagem.

Publicado em DESTAQUES

A Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) iniciou, nesta segunda-feira, 16, o II Workshop PlanificaSUS, com a finalidade de fortalecer a Rede de Atenção à Saúde em Roraima. Mais de mil profissionais participam do evento na Etsus (Escola Técnica do Estado) até esta terça-feira, 17.

O Workshop é fruto de parceria da Sesau com o MS (Ministério da Saúde), o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e o SBIBAE (Hospital Israelita Albert Einstein). Participam das oficinas profissionais da capital Boa Vista e dos municípios de Alto Alegre, Amajari, Cantá, Bonfim, Normandia, Pacaraima e Uiramutã.

Conforme explicou a secretária de Saúde, Cecília Lorezom, o treinamento vem para assegurar a melhor execução do serviço da Rede de Atenção à Saúde para a população. “Com esse trabalho, podemos organizar melhor a atenção primária ao usuário, prestar melhores serviços ambulatoriais, assim como organizar o setor hospitalar”, disse.

Ângela Neto, coordenadora da Atenção Especializada do Estado, disse que o trabalho visa fortalecer e organizar a Rede de Atenção à Saúde em Roraima, garantindo uma melhor execução do serviço para a população.

“Este movimento do PlanificaSUS visa organizar as redes de atenção à saúde. O principal objetivo é a organização da atenção ao usuário, que começa na atenção primária em articulação com a atenção especializada ambulatorial e, consequentemente, buscando também a organização hospitalar”, afirmou.

A diretora do CRSM (Centro de Referência da Saúde da Mulher), Marilia Pinto, ressaltou que o treinamento é de longo prazo e de discussões amplas. “Referências importantes, como dados epidemiológicos, a demanda populacional para regulação de vagas, tudo isso diferencia o treinamento do Planifica. Ajuda para um preparo melhor de toda a equipe e para poder acompanhar o paciente de uma forma mais eficiente”, enfatizou.

PLANIFICASUS - O projeto, com metodologia idealizada pelo Conass e executado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, tem por objetivo melhorar os serviços de saúde para avançar a assistência ao usuário do SUS de forma qualificada e integrada, entre atenção primária e ambulatorial especializada.

Publicado em DESTAQUES

Os moradores da vila do Trairão (Amajari-RR) estão próximos de ganhar uma opção de lazer. Trata-se da praça poliesportiva da localidade, obra do Governo de Roraima, que deve ser inaugurada no próximo mês de outubro.

Com um total de 88% de obra concluída, a construção da praça está na fase final de acabamento: pintura e limpeza geral, com retirada dos tapumes. O secretário estadual de Infraestrutura, Edilson Lima, disse que em breve os moradores do Trairão poderão se beneficiar com o espaço.

“É uma preocupação do Governo de Roraima proporcionar obras que beneficiem à população. A praça está na fase final de ajustes e no máximo mês que se aproxima [outubro] todos poderão usufruir do local para diversão em família, passeios e práticas esportivas”, falou o secretário.

A população do Trairão ganhará uma praça com quadra coberta poliesportiva, quadra de futebol de areia, academia de ginástica, playground, lanchonete, calçada, grama, além de iluminação interna e externa. O espaço compreende uma área de 10.000m².

Os recursos para a construção são de R$ 987.368,95, oriundos do Ministério da Defesa/Calha Norte, por meio de emenda do deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB).

Publicado em DESTAQUES

O avanço da tecnologia de identificação por impressão digital em Roraima se mostrou primordial para confirmar neste domingo, dia 15, a identidade de um corpo que deu entrada como desconhecido no HGR (Hospital Geral de Roraima).

Após constatação do óbito, por causas naturais, peritos do IIOC (Instituto de Identificação Odílio Cruz) foram acionados para realizar a perícia no intuito de identificar a vítima que não portava documentos e não estava acompanhado de familiares. Os peritos coletaram as impressões no local e encaminharam via WhatsApp para a sede do IIOC.

No Instituto, o arquivo foi inserido no sistema remotamente, por meio da tecnologia VPN. O sistema apontou os candidatos com impressões digitais semelhantes. Assim, os peritos puderam finalizar o trabalho e confirmar a identidade pelos pontos característicos do indivíduo.

Após o procedimento, a pessoa foi identificada e a família, ao ser informada sobre o caso em Mucajaí, procurou o Instituto Médico Legal em Boa Vista, onde reconheceu o corpo, que foi liberado para sepultamento.

HOMICÍDIO - Na manhã desta segunda-feira, dia 16, a equipe do Instituto de Identificação realizou perícias de busca papiloscópica e conseguiu identificar o corpo de um homem assassinado no bairro Asa Branca, em Boa Vista. Trata-se de Ricardo Nunes de Castro, de 43 anos.

De acordo com o diretor do IIOC, Amadeu Triani, o Estado de Roraima é referência nacional nesse tipo de trabalho, evitando que muitas pessoas sejam sepultadas como indigentes.

 

Publicado em DESTAQUES

O governador de Roraima Antonio Denarium e os oito governadores da Amazônia Legal participaram nesta segunda-feira (16) de uma reunião por vídeoconferência na Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos) com o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e definiram o rateio do recurso proveniente do Fundo da Petrobras no valor de R$ 430 milhões.

Do total, 50% do valor serão divididos para os Estados de forma igualitária e o rateio da outra metade será definido em uma nova reunião presencial em Brasília na próxima semana, onde serão avaliados critérios como número de focos de calor em 2018, extensão territorial, faixa de fronteira, entre outros.

Denarium destacou que este acordo nasceu de uma reunião com o ministro Alexandre de Morais, onde os  governadores da Amazônia Legal solicitaram que uma parte dos R$ 2,5 bilhões recuperados da Petrobras e fosse partilhada entre os mesmos Estados.

Enfatizou que os mais de R$ 23 milhões serão importantes no custeio e nos investimentos para a realização do CAR (Cadastro Ambiental Rural), ZEE (Zoneamento Ecológico Econômico), da regularização fundiária, na prevenção e combate à queimadas e desmatamento ilegal.

 “Nós temos que gerar emprego e desenvolvimento, mas nós temos a consciência da preservação ambiental. Não concordamos com nenhum tipo de queimada e desmatamento ilegal, vamos atender a todos os produtores, desde que seja feito dentro da legislação vigente”, complementou.

Participaram da videoconferência o presidente da Femarh, Ionilson Sampaio, o secretário de Planejamento, Marcos Jorge, o procurador-geral do Estado, Jean Michetti e o secretário da Fazenda, Marco Alves.

Governo tem plano para combater desmatamento ilegal

O presidente da Femarh Ionilson Sampaio adiantou que já existe um plano de ações em parcerias com outro órgãos para combater o desmatamento ilegal e para o controle das queimadas em 2019/2020.

 “Nós estamos trabalhando com a educação ambiental, felizmente Roraima ainda não está sendo alvo de incêndios, porque estamos no final do inverno. Exatamente por isso nós planejamos para que tenhamos ações efetivas de sensibilização e esses recursos que estão sendo transferidos pelo Governo Federal vão ajudar a ter esse controle na proteção do meio ambiente”, explicou.

Publicado em DESTAQUES

Nove postos avançados nos municípios de Roraima estão interligados online com o Instituto de Identificação Odílio Cruz, o que resulta em celeridade na entrega da cédula de identidade.

No Interior, o processo era manual, havia retrabalho e levava até quatro meses para que o cidadão tivesse acesso ao documento, tempo este que reduziu para 15 dias.

De acordo com o diretor do Instituto de Identificação, Amadeu Triani, as parcerias com a Defensoria Pública do Estado permitiram o avanço dos trabalhos no Interior. Com isso, cinco postos avançados de atendimento do Instituto de Identificação, funcionam na estrutura da Defensoria Pública das cidades de Alto Alegre, Mucajaí, Pacaraima, Rorainópolis e São Luiz do Anauá.

 “Essas parcerias foram firmadas pela Secretaria de Segurança Pública, Polícia Civil, por meio do Instituto de Identificação e Defensoria Pública. Trata-se de um trabalho comprometido com a cidadania, que visa levar nossos serviços às pessoas que precisam desse documento de forma facilitada", explica Triani.

O Instituto de Identificação Odílio Cruz dispõe também de um posto avançado na Casa do Cidadão, localizada no bairro Senador Hélio Campos, em Boa Vista. E, nos municípios de Amajari, Caracaraí e Iracema.

 “O volume maior de atendimento, sem dúvidas ainda é em Boa Vista. Mas, temos o empenho da Delegacia Geral, que está buscando alternativas para ampliar o atendimento na Capital, para, assim, desafogar esse volume de trabalho na sede do Instituto”, destaca Amadeu Triani.

O diretor observa que desde janeiro deste ano, vem sendo realizado um trabalho incansável para que todos os postos avançados de atendimento no Interior funcionem interligados de forma online, com a sede do Instituto de Identificação.

 “O que acontecia antes? Todos os postos do Interior trabalhavam de forma manual. O cidadão ia até esse posto, era atendido, de forma manual. Depois todo esse documento vinha para a sede em Boa Vista, passava por um processo de digitalização, depois confecção desse documento e posteriormente a impressão. Todo esse processo leva uns quatro meses para que o cidadão tivesse acesso ao documento. Era um processo lento demais e prejudicial ao cidadão. Agora, na modalidade online, são apenas 15 dias para que o cidadão tenha acesso ao documento”, explica Triani.

Para o delegado geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso, o documento de identidade do cidadão é um dos mais procurados e sua emissão faz parte do processo de cidadania.

 “Temos uma equipe de excelentes profissionais no Instituto de Identificação, que não tem medido esforços para levar esse trabalho aos postos avançados no Interior. Não somente isso. Essa equipe realiza um trabalho silencioso nos hospitais, auxiliando pessoas doentes que precisam do documento e não têm como se locomover. Atuam nas ações sociais nos mais longínquos lugares de Roraima, no trabalho da Justiça Itinerante, etc. São várias ações que visam atender ao cidadão de Roraima que precisam dos nossos serviços”, disse Cardoso.

Publicado em DESTAQUES

Ao todo, 100 profissionais da Educação passam por capacitação com os professores formadores do Ceforr (Centro Estadual de Formação dos Profissionais da Educação de Roraima). O curso ocorre todas as quartas-feiras das 8h ás 12 e das 14h às 18h na Univirr (Universidade Virtual de Roraima) da Avenida São Sebastião.

A capacitação é fruto de uma parceria entre a Seed (Secretaria de Educação e Desporto) e o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que tem como tema "O contexto da imigração emergencial: interface e abrangências sem fronteiras". 

 O objetivo é proporcionar curso de formação continuada com foco em reflexões críticas e qualificação teórico metodológico possibilitando práticas pedagógicas que favoreçam o diálogo intercultural, multicultural e interfronteiriço entre as escolas do Estado, além de sensibilizar os professores e coordenadores pedagógicos para que tenham mais conhecimentos de como tratar a gestão migratória nas escolas.

 “Essa é uma questão que atinge as nossas escolas e precisamos trabalhar a equipe escolar para que entendam esse contexto e utilizem técnicas de como lidar com a situação nas instituições de ensino”, explicou a coordenadora pedagógica do Ceforr, Maristela Pereira.

O CURSO - Terá carga horária de 120 horas e ocorrerá todas as quartas-feiras, na Univirr da Avenida São Sebastião.

 A certificação será feita pelo Ceforr. A capacitação terá como eixo temático: "A legislação de imigração e as normas curriculares de diretrizes emergenciais; Pedagogia de Emergência; "Inter/Multiculturalidade e Protagonismo Adolescente; resolução de conflitos na escola"; "Didática da Língua", "Elementos do ensino da Língua Portuguesa" e "Metodologias Ativas".

Ao final do final do curso, os coordenadores pedagógicos irão realizar a produção do caderno de experiências. “Essa é uma forma dos cursistas colocarem em prática o que aprenderam na teoria”, complementou a coordenadora pedagógica.

 Além dos assessores da Unicef participam também agências que trabalham com a imigração. Os coordenadores pedagógicos do interior e das escolas indígenas participarão do curso no primeiro semestre do ano que vem.

 No dia 28 de agosto, 18 professores formadores do Ceforr passaram por uma capacitação para ministrar o curso.

Publicado em DESTAQUES

Treze escolas da Rede Estadual de Ensino participam da etapa Estadual da 6° edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, que segue até o dia 02 de outubro.

 Os textos escolhidos dos quatros gêneros textuais, sendo um texto de cada gênero, representarão o Estado na etapa regional, que ocorrerá em novembro.

 As escolas que participam da etapa Estadual são dos municípios de Boa Vista, Cantá, Caracaraí, Iracema, Alto Alegre, Rorainópolis, São João da Baliza, São Luiz, Uiramutã e Bonfim, que concorrerem nas categorias de artigo de opinião, documentário, crônica e memórias literárias.

 “A grande maioria dos municípios de Roraima foi classificado para participar desta etapa. É de suma importância a participação dos alunos na Olimpíada, pois proporciona uma reflexão sobre o local onde vivem, entre outros benefícios”, explicou a coordenadora da Olimpíada Elenice Prado.

 Para finalizar a etapa Estadual, a Comissão Julgadora participará no dia 02 de outubro de um encontro com os técnicos do Cenpec (Centro de estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária). “Durante esse encontro os textos produzidos pelos alunos passarão por uma nova avaliação. Os textos classificados serão enviados para participarem da etapa regional”, destacou Elenice.

 ESCOLAS CLASSIFICADAS -  Foram classificadas para a etapa Estadual, as Escolas Estaduais Mário David Andreazza, Professora Genira Brito Rodrigues, José Vieira de Sales Guerra, Dom Pedro II, Professor Camilo Dias, Maria Francisca da Costa Moraes, Colégio Militar Derly Vieira Borges, Professora Wanda David Aguiar, Raimundo Carlos Mesquita, Padre Eugenio Possamai, Francisco Ricardo Macedo, Diva Alves de Lima e Alan Kardec Dantas Haddad.

 A etapa regional ocorre no dia 23 de outubro quando professores e alunos semifinalistas viajam juntos para uma Capital brasileira e participam de atividadesculturais e formativas. As premiações ocorrem no dia 10 de dezembro.

 OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA- É uma iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com a coordenação técnica do Cenpec.

 Participam da Olimpíada alunos do 5° ano do Ensino Fundamental ao 3° ano do Ensino Médio. As categorias são dividas em cinco gêneros conforme a série dos alunos, ou seja, cada série tem a sua respectiva categoria de competição.

 O tema das produções é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.

Publicado em DESTAQUES

O voleibol roraimense está se destacando na Fase Regional Verde dos Jogos da Juventude em Palmas (TO). Na tarde deste sábado, 14, o time infantil masculino da Escola Estadual Gonçalves Dias venceu a equipe da Escola Nilton Lins (AM) e garantiu a vaga na final da competição.

Realizado na quadra do Colégio Marista, de Palmas (TO), o jogo entre RR e AM foi bastante equilibrado. A equipe da Escola Nilton Lins apresentou um voleibol ofensivo.

A equipe roraimense caprichou nas defesas e também nos ataques, não deixando brecha para a equipe adversária crescer em quadra. Nesse ritmo, fechou o primeiro set em 25x16.

No segundo set, a equipe amazonense começou na frente, abrindo quatro pontos de diferença no placar. Roraima foi buscar o resultado, conseguiu empatar e virar. A partir daí, o jogo se equilibrou e foi disputado ponto a ponto, mas os meninos de Roraima se entrosaram na quadra, armaram boas jogadas e fecharam o segundo set em 25x22.

 “Nossa trajetória tem sido de muito sucesso aqui em Palmas. Esse resultado é fruto de muito treinamento lá em Boa Vista e muita dedicação. Temos muito respeito e admiração pelo voleibol amazonense; é um voleibol refinado. Sempre vem com boas equipes. Mas conseguimos passar e garantir a vaga na final”, destacou o técnico da equipe, Lucas Guilherme.

Para o jogador central Alexandre, o jogo contra Nilton Lins foi muito bom e agora é partir para a final com confiança. “Sentimos uma energia muito boa em quadra. Estamos entrosados e vamos confiantes para ganhar essa final”, disse o aluno atleta do Gonçalves Dias.

A Escola Gonçalves Dias enfrentará na final o Colégio Ideal, do Pará (PA). O técnico roraimense destacou que não será um jogo fácil, porque o Pará também tem tradição na Região Norte.

 “O voleibol do Pará é uma das melhores escolas de voleibol do Norte. Sabemos que será uma grande final. Mas quem se sacrifica, quem se doa está preparado para um grande jogo, e os meninos de Roraima estão sim preparados. Que vença quem estiver mais preparado e merecer”, finalizou o técnico Lucas.

A Fase Regional Verde dos Jogos da Juventude segue até domingo, 15, e reúne atletas das modalidades coletivas (basquetebol, voleibol, futsal, handebol) de todos os Estados da Região Norte, mais o Distrito Federal e Mato Grosso.

As demais modalidades que disputaram as semifinais, basquetebol do IBR (Instituto Batista de Roraima), futsal do IFRR (Instituto Federal de Roraima) e handebol do Reizão, não conseguiram passar para a final e encerraram a participação na competição neste sábado, 14.  

Publicado em Educação

Com o tema ‘A Solidariedade corre em nossas veias’, integrantes do grupo de ciclismo Healthy Forever realizaram, na manhã deste sábado, 14, campanha de doação de sangue no Hemoraima (Centro de Homoterapia e Hematologia de Roraima). Ao todo, 87 pessoas fizeram doação.

A gerente do Hemoraima, Louice Gadelha, falou sobre a importância da ação. “Recebemos uma solicitação da equipe de ciclismo da Healthy Forever para realizar essa campanha extra e, prontamente, atendemos. Para nós, é muito interessante fazermos novas parcerias, fidelizar novos parceiros e novos doadores. Essa equipe Healthy Forever trouxe muitos parceiros, muitos doadores. Precisamos desse ato de solidariedade do próximo”, disse.

Um dos coordenadores da ação e integrante da Healthy Forever, Fábio Morais, explicou que o grupo de ciclismo completou 100 dias de fundação neste dia 14. “A ação partiu porque a maioria dos integrantes do grupo é funcionário da área da saúde. Atuamos no HGR (Hospital Geral de Roraima) e no Hospital da Criança. Com isso, nos sentimos sensíveis para formatar essa ação. Quem é doador de sangue venha contribuir, não só durante as campanhas, mas durante a semana. Tem muita gente precisando. Venha doar, seja um doador e salve vidas”, convidou.

Alunos do curso de Enfermagem da Faculdade Estácio da Amazônia também participaram da ação, realizando aferição de pressão e teste de glicemia.  O estudante Bruno Mendes ressaltou a importância da atividade para os acadêmicos. “Estamos participando desta ação a convite do pessoal do ciclismo Healthy Forever. É importante que as pessoas tenham consciência de vir ao Hemocentro doar sangue, porque o estoque está muito baixo. Nós ganhamos experiência e conscientizamos as pessoas sobre a necessidade da doação de sangue”, afirmou.

A massoterapeuta e doadora de sangue, Lana Araújo, participou da campanha e afirmou a importância de se solidarizar com a ação. “É importante a gente participar, porque uma doação, às vezes, dá até para três pessoas, dependendo do caso.  Uma ação como  esta é boa, porque traz muitas pessoas em um único dia. Eu já fiz a minha parte doando. Faço a doação de três em três meses. É bom saber que pude ajudar uma pessoa que está precisando”, garantiu.

Para quem deseja doar sangue, o Hemoraima está aberto de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 12h e das 13h30 às 18 horas, e fica localizado na Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, próximo ao HGR.

CRITÉRIOS - O candidato a doador voluntário precisa estar bem de saúde, alimentado, ter entre 16 (acompanhado dos pais) e 69 anos (desde que a primeira doação tenha ocorrido até os 60 anos), ter peso superior a 50 quilos, evitar bebidas alcoólicas 12 horas antes e alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação. 

Publicado em DESTAQUES
Página 1 de 56