Quarta, 11 Setembro 2019 20:28

SETEMBRO AMARELO | Suicídio é tema de palestra para estudantes Destaque

Escrito por ASCOM/SESAU
Assunto foi discutido com estudantes da Escola Estadual Lobo D'Almada, no Palácio da Cultura Assunto foi discutido com estudantes da Escola Estadual Lobo D'Almada, no Palácio da Cultura Sesau – RR

O mês de Setembro é dedicado à discussão de um tema delicado: o suicídio. Durante a manhã de terça-feira (9), a Sesau (Secretaria Estadual de Saúde), levou o tema para ser discutido com estudantes da Escola Estadual Lobo D’almada, no Palácio da Cultura.

Em 2018, foram registrados 167 casos de suicídios entre jovens, sendo sete entre 10 a 14 anos, também 71 entre indivíduos de 15 a 19 anos e 89 na faixa etária de 20 a 29 anos. Em 2019 foram registrados 210 casos.

Para debater sobre o assunto com os estudantes, a prevenção do suicídio na adolescencia foi discutido num evento organizado pela equipe de apoio da Clínica Especial Coronel Mota. Foram debatidos tópicos relacionados ao tema, como a depressão, possíveis motivações ao suicídio e o bem-estar da saúde mental.

A diretora da Unidade, Danielly Buchner, ressaltou a importância dessas rodas de conversa, principalmente durante o Setembro Amarelo, em que o tema vem à tona, e por conta do considerável índice de suicídio entre os jovens, tanto em Roraima, quanto no Brasil inteiro.

 “É necessário sensibilizar os jovens, sobre a importância de identificar os sinais e sintomas de depressão ou qualquer outro motivo que possa levar uma pessoa a pensar em cometer o suicídio. Também é importante ressaltar que nessa fase, a grande maioria tem vergonha em expor seus sentimentos e levando até eles essa possibilidade de ser ouvido, abrir um caminho para procurar ajuda e assim podermos salvar vidas”, enfatizou.

Para o estudante, Manoel Guilherme, é muito importante falar do assunto. “Muitas pessoas não tem conhecimento ao certo o que é depressão, o que é Setembro Amarelo? Muitos acreditam que o tema é tratado somente neste mês e esquecem que o cuidado com as pessoas que sofrem de depressão o ano inteiro. E que o índice vem crescendo a cada ano entre os jovens. Então, precisamos discutir e alertar os jovens que sobre o assunto”, afirmou.