Sexta, 06 Setembro 2019 17:58

ROTA DO AGRONEGÓCIO | Secretarias que atuam junto ao setor produtivo se unem para auxiliar o homem do campo Destaque

Escrito por ISAQUE SANTIAGO
Seapa, Seplan, Femarh, Iteraima, Aderr e DesenvolveRR se unem na Rota do Agronegócio, espaço onde o agricultor pode esclarecer dúvidas sobre o setor Seapa, Seplan, Femarh, Iteraima, Aderr e DesenvolveRR se unem na Rota do Agronegócio, espaço onde o agricultor pode esclarecer dúvidas sobre o setor Fernando Oliveira

Uma das estruturas do Governo do Estado na Roraima Agroshow é a “Rota do Agronegócio”. Neste espaço, toda as pastas que trabalham junto ao setor produtivo, seja ele indígena, familiar ou empresarial, estão juntas para atender ao homem do campo com esclarecimentos e orientações sobre assistência técnica, regularização fundiária e ambiental, defesa agropecuária e financiamentos.

Localizada logo na entrada do Parque de Exposições Dandãezinho, a Rota do Agronegócio inicia na Fazendinha Agro em Campo, um espaço onde os visitantes registram a presença e seguem a “Rota”, passando por todos os espaços. “Logo no início reservamos esse espaço para as famílias, onde as crianças podem se divertir e conhecer um pouco mais sobre os animais expostos”, disse o titular da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Emerson Baú.

A primeira secretaria na Rota do Agronegócio é a Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento). Neste espaço o agricultor pode conhecer um pouco mais sobre Roraima com dados estatísticos referentes ao setor produtivo, logística, em que áreas investir, leis de incentivo, entre outros benefícios.

Na etapa seguinte estão Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima) e Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos) com esclarecimentos sobre regularização fundiária e ambiental. Por fim, o produtor passa pela Seapa, onde pode tirar dúvidas sobre assistência técnica, emissão de DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) e em seguida é encaminhado para a DsenvolveRR para conhecer as linhas de crédito disponíveis para o setor.

Ainda na Rota do Agronegócio também estão o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), UFRR (Universidade Federal de Roraima) com cursos agrícolas, e a Roraifrutas. No final do percurso, logo após um tanque de piscicultura, há um espaço chamado “Dedo de Prosa”, onde ocorrem conversas e bate-papo sobre agricultura, fruticultura e diversos temas sobre o setor.

“Nós fazemos em 20 minutos um debate de um determinado tema com um especialista, como irrigação, piscicultura, avicultura e diversos temas”, disse Baú.