Terça, 27 Agosto 2019 21:13

EM DOIS MESES | Laboratório para Análise Rápida de Tuberculose será instalado para atender Sistema Prisional Destaque

Escrito por BRUNA ALVES
Unidade local apontará em até duas horas se interno examinado está doente ou não e assim diminuirá o risco de propagação da doença Unidade local apontará em até duas horas se interno examinado está doente ou não e assim diminuirá o risco de propagação da doença Raimundo Lima/Secom-RR

Um Laboratório para Análise Rápida de Tuberculose será instalado no Estado para atender os internos do Sistema Prisional de Roraima.

A previsão, conforme disse o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, é que em até dois meses a unidade esteja funcionando.

Atualmente, quando presos e novos internos passam por triagem, os exames para averiguar se há doenças infectocontagiosas é enviado para fora do Estado para análise, o que demora dias. Com o laboratório local, esses exames ficarão prontos em até duas horas.

“Dessa forma, teremos uma resposta rápida e será possível separar o interno logo quando ele chega à unidade, diminuindo o risco de propagar a doença para outros presos. Com isso, esperamos diminuir o índice de tuberculose no Sistema Prisional”, explicou o secretário.

A Sejuc já toma medidas para evitar contaminações. Os presos com enfermidades são separados dos que não tem problemas de saúde, para evitar a propagação de doenças. Atualmente, 62 internos da Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo) têm doenças infectocontagiosas.

Desses, 30 passam por tratamento de tuberculose, 4 têm hepatite C, 10 têm hepatite B e 18 são portadores de HIV. Todos são atendidos pela UBS (Unidade Básica de Saúde) instalada na Pamc, que oferece serviços de assistência social, psicológico, farmacêutico, enfermagem e de atendimento com médicos.

“Os atendimentos ocorrem por demanda e quando são identificados quaisquer problemas, já é elaborado um cronograma interno de atendimento. Aqueles que têm doenças infectocontagiosas serão atendidos por um infectologista que fará o acompanhamento da situação”, acrescentou André.

No mês de setembro, todos os detentos passarão por consulta com médico especialista em um mutirão de saúde que está sendo programado em parceria com a Sesau (Secretaria de Saúde).