Quinta, 08 Agosto 2019 17:57

BRASIL E GUIANA | Reunião Bilateral busca soluções para transporte de mercadorias e passageiros entre países Destaque

Escrito por BRUNA ALVES
A IV Reunião Técnica Bilateral do Acordo de Transporte Rodoviário Internacional de Passageiros e Cargas entre Brasil e Guiana ocorre nesta quinta-feira, 8, e sexta-feira, 9 A IV Reunião Técnica Bilateral do Acordo de Transporte Rodoviário Internacional de Passageiros e Cargas entre Brasil e Guiana ocorre nesta quinta-feira, 8, e sexta-feira, 9 Fernando Oliveira/Secom

A IV Reunião Técnica Bilateral do Acordo de Transporte Rodoviário Internacional de Passageiros e Cargas entre Brasil e Guiana ocorre nesta quinta-feira, 8, e sexta-feira, 9, a fim de resolver os entraves do setor. As discussões estão concentradas no Palácio Senador Hélio Campos, sede do Governo de Roraima.

Existem, atualmente, duas pendências entre os dois países do setor de transporte, conforme explicou a secretária de Articulação Municipal e Política Urbana, Ilaine Henz, que está interina de Relações Internacionais.

"O primeiro deles é o seguro. Caminhão ou ônibus transportando passageiros não podem adentrar outro país sem seguro. Para resolver esta questão, associações de seguros de ambos países estão presentes no evento para firmar o acordo", explicou.

Outro ponto se refere à questão aduaneira da Receita Federal, que é a liberação de mercadoria entre países.

"Vamos definir qual documentação será necessário e qual o formato do procedimento de motoristas de veículos com cargas destinadas aos países. Atualmente, essa passagem não é possível", afirmou a secretária.

As discussões ocorrem durante os dois dias e ao fim, serão apresentados os itens definidos para resolver a questão de transporte internacional, tanto de mercadorias, quanto de passageiros.

Além do transporte de cargas e de passageiros, serão discutidos outros assuntos como a Inspeção Técnica Veicular, uso do cinto de segurança e tacógrafo, e questões relacionadas à habilitação do condutor, bem como viagem ocasional em circuito fechado sobre a troca de informações referente às autoridades de transporte (nome, cargo, correio eletrônico e telefones) para futuras comunicações.

O titular da Seplan (Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento), Marcos Jorge, na condição de representante do governador Antonio Denarium, pontuou a importância dessa discussão para que o Brasil e a Guiana possam regularizar o acordo de transportes.

"Roraima tem um enorme potencial para escoamento de produção e alinhar o que ainda falta trará vantagens para os dois países", ressaltou.

Mas não só o transporte de mercadorias é o foco dessa regularização. O setor turístico deve ganhar engajamento com a facilidade de transportar pessoas, é o que espera a empresária do ramo do turismo na Guiana, Rosineide Thomas.

"Como agência de turismo, nossa grande meta é atrair a visitação de brasileiros e guianenses entre os dois países. No momento, a maior dificuldade é a falta de pontos via terrestre e  aéreos, então acredito que com as decisões oriundas desse encontro, vamos fomentar o turismo nos dois lados", complementou.