Segunda, 10 Junho 2019 18:40

ABASTECIMENTO DE ÁGUA | Centro de Reservação e Distribuição do Cidade Satélite será concluído até novembro Destaque

Escrito por GILVAN COSTA
  Ordem de Serviço foi assinada na manhã desta sexta-feira, 7, pelo governador Antonio Denarium. Ordem de Serviço foi assinada na manhã desta sexta-feira, 7, pelo governador Antonio Denarium. Elinaldo Santos | Secom-RR

O governador anunciou também para a próxima semana as assinaturas das ordens de serviço para conclusão das obras de abastecimento de água do Pedra Pintada e do João de Barro

Após sete anos de espera, os moradores do Cidade Satélite terão o abastecimento de água normalizado. Na manhã desta sexta-feira, 7, o governador Antonio Denarium assinou a Ordem de Serviço para conclusão da obra do Centro de Reservação e Distribuição (CRD) da rede de abastecimento de água do bairro, que também vai atender ao residencial Vila Jardim. A previsão de conclusão é em novembro deste ano.

O governador Antonio Denarium lembrou que assumiu o Governo com mais de 100 obras paralisadas e essa era uma das mais antigas nessa situação.

"Já foram gastos mais de R$ 8 milhões e a obra não foi entregue à sociedade. É um prejuízo muito grande e quem perde é a população, porque o benefício não chega. Isso demonstra a falta de gestão, a má gestão, corrupção e também falha na hora de aplicar os recursos públicos", afirmou Denarium, adiantando que na próxima semana também deverá dar a Ordem de Serviço para a conclusão do sistema de abastecimento de água dos bairros Pedra Pintada e João de Barro.

O secretário estadual de Infraestrutura, Edilson Lima, lembrou que a obra foi paralisada com cerca de 80% dos serviços executados e, após uma auditoria, a Seinf (Secretaria Estadual de Infraestrutura) realizou uma nova licitação para conclusão da obra, no valor de R$ 1.321.811,78, que foi vencida pela empresa LB Construções.

"Essa obra possui dois reservatórios, um apoiado e outro elevado, que somam uma capacidade de dois milhões e cem mil litros de água, que vão atender a aproximadamente 10 mil residências e 40 mil pessoas", explicou.

O diretor-presidente da Caer, James Serrador, explicou que, na área operacional, essa é uma obra de vital importância para essa região, pois a água que abastece os domicílios vem do CRD localizado no bairro Caranã, além de quatro poços artesianos que complementam o abastecimento.

"A retomada dessa obra é crucial para a operacionalização de um bom serviço aqui, pois vai dar estabilidade ao sistema. Você vai ter um reservatório de grande capacidade, que vai permitir, por exemplo, a expansão dessa região e vai nos reduzir muitos problemas e garantir que nós tenhamos um serviço de qualidade para a população", conta.

Fábio Oliveira, presidente da Associação dos Moradores do Cidade Satélite, disse que a população têm sofrido com a falta de água, porque são abastecidos com um poço artesiano, e devido a demanda de moradores ter aumentado com a chegada do pessoal do Vila Jardim e de outros residenciais que tem no bairro.

"Há seis anos nós enviamos ofícios pedindo para terminar essa obra, mas nunca fomos atendidos. Até que enfim essa vai ser finalizada. Os moradores do Cidade Satélite agradecem a iniciativa do Governo, que foi uma promessa de campanha, e aproveitamos para fazer mais um pedido, que é a construção de uma escola estadual aqui no bairro", comemora.

"Essa obra está sendo retomada hoje, por conta do empenho do governador Denarium, que apesar do pouco tempo de mandato, demonstrou que, quando nós temos decisão política, quando nós temos firmeza de propósito, é possível realizar", destacou o superintende regional da Caixa em Roraima, Paulo Sérgio.

VILA JARDIM - Recentemente, o Governo do Estado, em parceria com o Exército Brasileiro, perfurou um poço artesiano com capacidade de produção para garantir a pressão da água e abastecer todos os prédios do residencial Vila Jardim, localizado no bairro Cidade Satélite, que tem quase 15 mil moradores residentes em 2.992 apartamentos, divididos em 180 blocos.

O Vila Jardim utiliza o sistema que foi planejado para atender as demandas do bairro Cidade Satélite e com isto, o abastecimento para os moradores fica comprometido.