Segunda, 22 Fevereiro 2021 17:24

OPERAÇÃO HÓRUS | PMRR reforça enfrentamento contra o crime organizado na fronteira Destaque

Escrito por Deisy Lamazon
OPERAÇÃO HÓRUS | PMRR reforça enfrentamento contra o crime organizado na fronteira DCS/PMRR

A Polícia Militar de Roraima, por meio de suas unidades especializadas do Comando de Policiamento da Capital e do Comando de Policiamento do Interior, iniciou nesta segunda-feira, 22, a Operação Hórus, com o intuito de resguardar as fronteiras e divisas do Estado de Roraima, intensificando a prevenção e repressão imediata aos crimes ocorridos nessas localidades.

A operação tem caráter permanente e faz parte do Programa VIGIA, através de diversos pontos de bloqueio fixos e móveis nas faixas de fronteiras e divisas estaduais.

Estão sendo realizadas rondas ostensivas motorizadas com ações subsidiadas pelo levantamento de informações relevantes realizadas pelo Departamento de Inteligência e Informação da PMRR e colaboração de outros órgãos da Segurança Pública.

O foco da atuação policial será as organizações criminosas nacionais e internacionais, através da repressão ao tráfico de drogas e de armas, contrabando, descaminho e crimes ambientais.

O comandante da PMRR, coronel Francisco Xavier explica que Roraima e Amapá ainda não tinham sido inseridos na Operação Hórus, que faz parte das estratégias do Programa VIGIA. “A expectativa da PMRR é que sejam coibidos os delitos transfronteiriços, e que a fiscalização na área de fronteira tenha reflexo direto na diminuição da criminalidade, pois pretendemos intensificar as apreensões de drogas, armas, de foragidos da justiça e recuperação de veículos roubados”.

PROGRAMA VIGIA

O Programa VIGIA é uma estratégia do Ministério da Justiça e Segurança Pública, coordenado pela Secretaria de Operações Integradas. O objetivo do programa é fortalecer a segurança das fronteiras do país por meio de uma ação integrada entre as instituições e aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições.

As ações do programa foram implementadas em 2019 nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná e posteriormente estendidos para o Acre, Amazonas e Rondônia, Tocantins e Goiás.

Posteriormente os estados do Amapá, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará, e Roraima passaram a compor o VIGIA.

Entre as linhas de atuação do programa estão operações integradas, aquisição de equipamentos, capacitações e bases operacionais com integração de sistemas.