Sexta, 16 Outubro 2020 23:33

OBRA FINALIZADA | Governo entrega Escola 13 de Setembro completamente revitalizada e com mobiliário novo Destaque

Escrito por Leandro Freitas, Isaque Santiago e Mágida Azulay Khatab
Avalie este item
(1 Votar)
OBRA FINALIZADA | Governo entrega Escola 13 de Setembro completamente revitalizada e com mobiliário novo Fernando Oliveira

Mobiliário novo, salas climatizadas, rede elétrica e hidráulica completamente revitalizadas, uma reconstrução completa, do telhado ao piso. Esse é o novo cenário da Escola Estadual 13 de Setembro, que estava desativada há anos e foi reinaugurada pelo governador Antonio Denarium nesta sexta-feira, dia 16.

"Nosso desafio é reconstruir o estado de Roraima. Estamos trabalhando para isso. Hoje é um grande dia e com muita honra e satisfação inauguro a escola 13 de Setembro, que estava fechada desde 2013, com uma obra inacabada", frisou o governador Antonio Denarium.

Ele também adiantou que pretende construir novas escolas em bairros desassistidos. "Vamos construir dez novas escolas na Capital e interior, cinco só na Capital, em bairros onde não há escola estadual. Solicitamos há mais de um ano a cessão das áreas institucionais para as escolas serem construídas, mas a prefeitura ainda não respondeu à nossa demanda", apontou.

A obra da Escola 13 de Setembro iniciou em 2013 por gestões passadas, chegou a ser paralisada e nunca foi concluída. A unidade conta laboratório de informática, sala de professores com banheiro, biblioteca, cantina, secretaria escolar, área de refeitório e quadra de esportes coberta com vestiário. Os recursos iniciais destinados para a reforma eram da ordem de R$ 1.519.037,22, provenientes do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

Devido ao tempo que a obra ficou paralisada, a atual gestão precisou realizar um aditivo no valor de R$ 773.651,42 para a conclusão dos serviços. Desta forma, o valor final da reforma ficou em R$ 2.292.688,44. A execução foi pela Seinf (Secretaria de Infraestrutura) e os serviços foram concluído sem janeiro deste ano. Devido à pandemia da COVID-19, a reinauguração precisou ser adiada.

A gestão da escola vai ficar na responsabilidade do professor Moisés Gonçalves Dias. “Encaro a gestão como um bom desafio e sei que a comunidade vai dar vida novamente para esta unidade. Vamos organizar documentação, montar a Associação de Pais e Mestres e logo na sequência, no retorno das aulas presenciais, estaremos com as portas abertas”, declarou.

Enquanto a Escola estava fechada, os alunos foram remanejados para outra unidade de ensino. "Fizemos a transferência de todos os alunos para a escola Barão de Parima, para que a documentação da escola 13 de Setembro fosse regularizada para receber os novos alunos em 2021. Trabalhamos para chegar esse dia, o da entrega da unidade totalmente revitalizada para a comunidade escolar. Essa escola vai ter projetos sociais e a juventude da comunidade será atendida com atividades esportivas e de lazer", enfatizou a secretária de Educação, Leila Perussolo.

Presente na cerimônia de reinauguração da Escola, a deputada estadual Aurelina Medeiros ressaltou a importância da unidade de ensino para a comunidade. "Muitas pessoas procuraram os gabinetes da Assembleia Legislativa pedindo para não deixar morrer esse patrimônio da educação. Uma obra iniciada e não concluída e somente agora, nessa gestão de Governo, que a população está recebendo a escola totalmente revitalizada", disse.

MOBILIÁRIO

Além da estrutura física, o Governo entregou novos mobiliários. Ao todo foram 480 carteiras escolares, 20 cadeiras para professor, 10 kits refeitório (cada kit com uma mesa e seis cadeiras) e 20 computadores para o laboratório de informática. Além disso, todas as salas de aula estão climatizadas com centrais de ar novas.

A secretária de Educação explicou que será feito um reordenamento dos estudantes e que a prioridade será para os alunos anteriormente matriculados na instituição de ensino e moradores do bairro 13 de Setembro. “A escola atenderá o Ensino Fundamental Anos Finais [6° ao 9° ano]. A Seed também irá providenciar os atos legais para o recredenciamento da instituição de ensino e as matrículas serão realizadas somente em 2021”, disse Leila Perussolo.

Comunidade comemora reinauguração da escola

A moradora do bairro 13 de Setembro, Jacicléia da Silva Rodrigues participou da Comissão que lutou pela reabertura da escola. “A sensação é de felicidade, de dever cumprido. Lutamos muito por essa escola, montamos uma comissão no bairro, nos manifestamos, chamamos a população, coletamos assinaturas de casa em casa fizemos documentos e ofícios e é muito gratificante ver ela novinha em folha, funcionando”, disse.

Também moradora do bairro 13 de Setembro, Aldeídes da Silva Costa, de 51 anos, comemorou a reabertura da escola. Para ela o significado é especial. “Estudei aqui quando menina e no ano que vem é a vez da minha neta. Estou muito feliz, muito contente em ver essa escola inteira novamente”, declarou.

Outro ex-aluno da unidade que pode celebrar a reinauguração é o médico Elias Carvalho. “Fico feliz em ver esse espaço com vida, pois a escola realmente estava abandonada, estava um caos. Espero que muitos alunos ainda passem por aqui e façam a diferença na sociedade”, disse.  

 

Ler 126 vezes Última modificação em Sexta, 16 Outubro 2020 23:47