Sexta, 21 Agosto 2020 19:39

ELETROCARDIOGRAMA | Parceria na saúde garante ampliação do serviço de telediagnóstico em Boa Vista Destaque

Escrito por Laís Muniz
ELETROCARDIOGRAMA | Parceria na saúde garante ampliação do serviço de telediagnóstico em Boa Vista Ascom/Sesau

Com foco na melhoria do atendimento de saúde prestado para a população, o Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), tem fortalecido o trabalho integrado junto aos municípios. O esforço conjunto tem garantido a ampliação do serviço de telediagnóstico em eletrocardiograma na capital e no interior. Nesta sexta-feira, 21, o serviço foi implantado na UBS (unidade básica de saúde) do bairro Tancredo Neves, a quarta unidade da capital atendida esta semana pela Sesau.

Ao todo, 24 UBSs da capital foram beneficiadas com o projeto, que foi implantado em Roraima em 2018 e abrange outros sete municípios. Somente em Boa Vista, já foram realizados 4.090 exames desde a implantação do serviço. De acordo com o secretário de saúde, Marcelo Lopes, a ação é executada pela CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica), por meio do Núcleo de Telessaúde, responsável pelo cadastramento, capacitação e orientação dos profissionais da Atenção Básica para a realização do exame, atendendo a PNTD (Plataforma Nacional de Telediagnóstico), criada pelo Ministério da Saúde.

“Hoje alcançamos mais uma etapa desse projeto grandioso que tem sido concretizado na prática graças ao esforço de todos os gestores e profissionais de saúde, que têm trabalhado juntos em prol do mesmo objetivo, que é melhorar a prestação do serviço. Essa é a orientação do governador Antonio Denarium e quem ganha é a população”, esclareceu o secretário. Conforme o coordenador Geral de Atenção Básica, Helder Fernandes Amorim, o serviço consiste na realização do eletrocardiograma na UBS, análise online, por profissionais de Minas Gerais que integram a plataforma e impressão do laudo na UBS. O processo é rápido e simples: dura em média 20 minutos para que o paciente receba o diagnóstico.

“O paciente é o maior beneficiado com essa ação, pois não precisa pagar pelo exame e, com isso, além do ganho financeiro, ele ainda tem a comodidade de receber o atendimento com o especialista. Só este mês já foram realizados 496 exames de eletrocardiograma na capital e esse é um dos benefícios que o Sistema Único de Saúde tem ofertado à população”, enfatizou o coordenador.

COBERTURA – O serviço de telediagnóstico foi implantado em Roraima há dois anos. O projeto começou pelo município de Bonfim, em outubro de 2018. Até o momento, oito municípios contam com o serviço: Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Caracaraí, Mucajaí, Normandia e Uiramutã. Desde o início das atividades até o momento, foram realizados ao todo 6.367 exames, destes, 2.533 realizados em 2020, distribuídos entre Boa Vista (4.090), Bonfim (1.135), Alto Alegre (418), Normandia (440), Amajari (185), Mucajaí (82), Caracaraí (02) e Uiramutã (15).

Segundo o coordenador do Telessaúde, Edinaldo Silva Araújo, o projeto inclui ainda a oferta da teleconsultoria, onde o médico na UBS, após receber o laudo do exame de eletrocardiograma, pode entrar em contato com o cardiologista da rede estadual de saúde para fechar o diagnóstico médico do paciente. “Ao receber o laudo com o resultado emitido na plataforma, se o médico ainda estiver com alguma dúvida ele pode entrar em contato com o médico especialista que integra o serviço de teleconsultoria da Sesau e obter todos os esclarecimentos para concluir o diagnóstico do paciente e, com isso, já apresentar ao paciente o tratamento que deverá ser feito nos casos em que houver a necessidade de acompanhamento regular”, complementou.