Sexta, 21 Agosto 2020 18:08

BALANÇA COMERCIAL | Roraima registra mais um recorde e exporta US$ 15,4 milhões em julho Destaque

Escrito por Ascom/Seplan
No acumulado do ano, Roraima já exportou US$ 80,5 milhões No acumulado do ano, Roraima já exportou US$ 80,5 milhões Seplan

Pelo quarto mês seguido, as exportações roraimenses bateram recordes
em Roraima. Os dados são da Seplan (Secretaria Estadual do
Planejamento e Desenvolvimento), com base nas informações do Portal Comex Stat, do Ministério da Economia. 

Em julho deste ano, foram
exportados US$ 15,4 milhões, o que equivale um montante aproximado
de R$ 84 milhões – o maior valor no ano.

De acordo com o secretário da Seplan, Diego Prandino, o Estado vem
mantendo percentuais positivos desde abril. Este foi o quarto mês
seguido de aumento nas exportações, e o segundo mês acima da casa
dos US$ 15 milhões. Conforme Diego, comparando com o mesmo
período do ano passado, houve um crescimento de 30,2%. 

“No acumulado do ano, Roraima já exportou 80,5 milhões de dólares. Só
para se ter ideia, esse número é 8 vezes superior ao que foi exportado
em todo ano de 2018, quando Roraima exportou 10 milhões de dólares”,
ressaltou. Novamente, quase a totalidade (97%) das exportações teve destinação à
Venezuela, que adquiriu no mês passado cerca de US$ 15 milhões, na
maioria de produtos alimentícios, com destaque para açúcar (US$ 3,8
milhões), preparações alimentícias de farinhas (US$ 2,7 milhões), óleo
de soja (US$ 1,8 milhões), margarina (US$ 1,7 milhões) e enchidos de
carne e miudezas (US$ 1,5 milhões). 

A Guiana também foi o destino de parte das exportações roraimenses. O
país vizinho adquiriu aproximadamente US$ 267 mil em produtos, com
destaque para carnes de galos/galinhas congelada (US$ 34 mil),
alimento para animais (US$ 33 mil) e cimento (US$ 28 mil) recipientes
para gases comprimidos ou liquefeitos (US$ 26 mil) e enchidos de carne
e miudezas (US$ 25 mil).

Estado adquire R$ 4,4 milhões em importações
Quanto Às importações, o titular da Seplan pontuou que, no mês de
julho, Roraima adquiriu do resto do mundo cerca de 813 mil dólares, o
que representa uma queda de cerca de 65% do valor registrado no mês
anterior. “Podemos afirmar que em grande parte essa redução se deve à
pandemia da Covid-19”, explicou Diego. 

A Guiana também foi o destino de parte das exportações roraimenses. O
país vizinho adquiriu aproximadamente US$ 267 mil em produtos, com
destaque para carnes de galos/galinhas congelada (US$ 34 mil),
alimento para animais (US$ 33 mil) e cimento (US$ 28 mil) recipientes
para gases comprimidos ou liquefeitos (US$ 26 mil) e enchidos de carne
e miudezas (US$ 25 mil).

Estado adquire R$ 4,4 milhões em importações
Quanto Às importações, o titular da Seplan pontuou que, no mês de
julho, Roraima adquiriu do resto do mundo cerca de 813 mil dólares, o
que representa uma queda de cerca de 65% do valor registrado no mês
anterior. “Podemos afirmar que em grande parte essa redução se deve à
pandemia da Covid-19”, Em relação ao saldo da balança comercial, observou-se um resultado
superavitário no mês de julho, no montante de US$ 14,6 milhões. No
acumulado do ano, esse saldo eleva-se para US$ 54,9 milhões, maior
resultado ja obtido, crescendo 18,5% na comparação com o mesmo
período de 2019.explicou Diego. 

A corrente de comércio – indicador expresso pela soma dos valores
exportados e importados no mesmo período e que demonstra também o
impacto total do comércio exterior na economia local – foi de US$ 16,2

milhões no mês de julho e de US$ 106,1 milhões no acumulado do ano,
maior resultado já registrado no período, crescendo 82,5% na
comparação com o ano anterior.