Quinta, 20 Agosto 2020 14:04

SETOR PRODUTIVO | Novo complexo de silos terá capacidade de armazenagem de 13 mil toneladas Destaque

Escrito por Wesley da Luz
Governador Antonio Denarium fazendo visita na propriedade do empresário Jorge Fukuda e família Governador Antonio Denarium fazendo visita na propriedade do empresário Jorge Fukuda e família Willian Roth

O apoio ao setor produtivo em Roraima tem sido prioridade do Governo de Roraima. O governador Antonio Denarium visitou a obra de construção dos silos da família Fukuda, localizado há 35 km de Boa Vista sentido Alto Alegre. O empreendimento, que é particular, está recebendo investimento de cerca de R$ 15 milhões.

O governador disse que a obra gera pelo menos 70 empregos diretos e terá capacidade para armazenamento de 13 mil toneladas de grãos, ou seja, mais de 250 mil sacas de soja e milho.

Denarium ressaltou que o Governo do Estado tem atraído investidores de todos os estados do Brasil, de forma a fortalecer a economia, gerar emprego e renda.

“É o Governo do Estado valorizando os empreendedores que aqui estão e atraindo novos investidores. Roraima tem um potencial produtivo muito grande, somos o único Estado que produz na entressafra do Brasil e com isso temos atraídos investidores de todos os estados do Brasil, gerando emprego, renda, mais desenvolvimento e mais oportunidades para todos”, enfatizou o governador.

Durante a visita o governador Antonio Denarium conversou com o dono da propriedade, Jorge Fukuda que explicou sobre os motivos pelo qual escolheu o Estado de Roraima para fazer os investimentos no setor produtivo. “Quero dizer que o que me fez acreditar em Roraima foi a retaguarda do Governo, que nos deu segurança para investir na região”, declarou Fukuda.

Segundo ele toda equipe de secretários do Governo de Roraima tem prestando apoio para dar celeridade no andamento da construção. “Juntamente com o governador os secretários têm apoiado quem investe. Então eles têm buscado o mais rápido possível resolver o processo burocrático e isso também nos atrai, além do clima da região, a topografia”, afirmou Fukuda.