Segunda, 17 Agosto 2020 14:38

Ambulatório garante assistência continuada a bebês prematuros até os dois anos de vida Destaque

Escrito por José Magno
   O Centro de Referência é a única unidade ambulatorial de referência para o serviço de PNAR (Pré-Natal de Alto Risco) em todo o Estado. O Centro de Referência é a única unidade ambulatorial de referência para o serviço de PNAR (Pré-Natal de Alto Risco) em todo o Estado. Ascom Sesau

O acompanhamento médico é fundamental nos primeiros dois anos de vida, ainda mais para a saúde de bebês prematuros. Para reforçar essa prática, a Sesau (Secretaria de Saúde) criou o ambulatório Follow-Up – termo da língua inglesa que significa acompanhamento –, um serviço de atendimento ao recém-nascido prematuro em situação de risco.

O trabalho é realizado no Centro de Referência na Saúde da Mulher Maria Luíza Castro Perin em parceria com o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth. As atividades estão sendo retomado de forma gradativa por conta da pandemia causada pelo Coronavírus (COVID-19). Durante o mês de agosto, os bebês atendidos pelo serviço passarão por reavaliação médica e, de acordo com a necessidade, retornarão em setembro para os tratamentos específicos, como fisioterapia.

No ambulatório Follow-up, o médico dá continuidade no cuidado do bebê prematuro após a alta hospitalar, visando garantir a intervenção imediata, caso seja necessária. De acordo com a coordenadora do projeto, a neonatologista Ana Carolina Brito, os bebês são acompanhados por uma equipe multiprofissional composta por pediatra, neuropediatra, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, nutricionista e médicos especialistas para as peculiaridades de cada caso.

“O acompanhamento é uma estratégia para minimizar as consequências neurológicas e motoras de complicações e enfermidades como a prematuridade, síndrome genética, cardiopatia congênita, pós-operatório de má-formação congênita e bebês que sofreram anoxia perinatal, que é a ausência ou diminuição de oxigênio no cérebro durante o nascimento”, esclareceu.

A médica ressalta que o foco é fazer com que esses bebês atinjam suas potencialidades motoras e neurológicas para realizar atividades como comer e respirar da maneira mais saudável possível, podendo levar uma vida mais próxima da normalidade.

“O espaço também incentiva a manutenção da rede social de apoio, corrigindo as situações de risco que o bebê possa estar passando como ganho inadequado de peso, sinais de refluxo, infecção e apneias. As profissionais também orientam e acompanham tratamentos especializados, além do esquema adequado de imunizações”, complementa.

Segundo a diretora do Centro de Referência na Saúde da Mulher, a médica Marília Pinto, graças à parceria com a Maternidade, atualmente cerca de 300 bebês recebem o acompanhamento na Unidade por meio das consultas semanais.

“Fizemos uma avaliação e percebemos que diante da crescente demanda pelo atendimento no Centro e pela necessidade de readaptação dos espaços da Maternidade, seria necessário fazer a mudança e graças ao empenho de toda a equipe a medida deu certo. Hoje o trabalho que realizamos complementa a atuação da Maternidade, uma vez que a gestação de muitos bebês egressos da UTI [Unidade de Terapia Intensiva] neonatal foi acompanhada pela equipe obstétrica e a equipe multiprofissional do pré-natal de alto risco do Centro de Referência”, disse a diretora.

Marília enfatiza que atualmente há o espaço onde são realizadas atividades de fisioterapia e dois consultórios para o atendimento dos bebês e que futuramente, com a ampliação da Unidade, haverá mais salas e um espaço de fisioterapia projetado especialmente para o atendimento de bebês com equipamentos direcionados e decoração lúdica.

“Antes trabalhávamos com os bebês durante a gestação e agora com eles vindo para a unidade, nosso serviço se torna mais feliz, completo e verdadeiro”, disse a diretora.

COBERTURA – Além do Follow-Up, o Centro de Referência oferece outros serviços na linha materno-infantil como exames de ultrassonografia de suporte diagnóstico ao Pré-natal de Alto Risco, incluindo a ultrassonografia morfológica de primeiro e segundo trimestre, ultrassonografia obstétrica, ultrassonografia Doppler de artéria uterina, ecocardiografia fetal, consultas obstétricas, de endocrinologia, cardiologia, medicina fetal (má-formação fetal), consultas da enfermagem obstétrica para a estratificação de risco e muitos outros.

O Centro de Referência é a única unidade ambulatorial de referência para o serviço de PNAR (Pré-Natal de Alto Risco) em todo o Estado. A Unidade funciona das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira. Para mais informações sobre os serviços, consultas e procedimentos oferecidos, os números (95) 9-8405-4411 e (95) 9-8405-4912 estão à disposição do público.