Quarta, 05 Agosto 2020 17:03

SAFRA 2020 | Silos voltam a armazenar grãos sob administração do Governo de Roraima Destaque

Escrito por ASCOM SEAPA
Os silos estão prontos para receberem a safra 2020, prevista para iniciar até 14 de agosto. Eles têm capacidade de armazenar até 27 mil toneladas de grãos Os silos estão prontos para receberem a safra 2020, prevista para iniciar até 14 de agosto. Eles têm capacidade de armazenar até 27 mil toneladas de grãos Ascom Seapa

Um novo momento para a cultura de grãos se inicia no Estado de Roraima. Com a retomada pela Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) do Complexo Agroindustrial de Beneficiamento e Armazenamento de Grãos, os  silos da região de Monte Cristo, zona rural de Boa Vista, os produtores de grãos agora têm uma nova opção. 

Os silos são fundamentais dentro da cadeia produtiva, pois possibilitam a limpeza, classificação e secagem dos grãos, garantindo que mantenham a qualidade durante o armazenamento. 

Segundo o titular da Seapa, Emerson Baú, o Governo de Roraima retomou a administração, em maio deste ano, para que essa importante estrutura de armazenamento e apoio a logística da produção agrícola possa atender um número maior de produtores. “Já temos uma política de preços e condições de funcionamento já definidas por meio de portaria, temos uma tabela de preços e a forma como nós vamos trabalhar”, frisou Baú.

A Portaria Nº 124, publicada dia 31 de julho, apresenta todo o regulamento técnico de armazenagem dos Silos, onde entre vários pontos, o produtor é informado quanto aos preços das taxas de armazenamento, os padrões de umidade e os custos operacionais.

Ainda de acordo com Emerson, os valores das mercadorias depositadas, serão estipulados pela própria Seapa, com base na Tabela de Tarifas para Unidades Armazenadoras de Ambiente Natural da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Não haverá liquidação e ou movimentação financeira nos Silos não sendo permitidos quaisquer pagamentos em espécie pelos serviços de padronização e armazenagem dos grãos.

FUNCIONAMENTO E TAXAS – O horário para carga e descarga dos grãos para a soja e feijão, será das 08h às 19h e para o milho, das 19h30 às 22h. Os produtos deverão conter os seguintes padrões de umidade para os serviços de padronização: milho, no máximo 25% e a soja, no máximo 20% de umidade. Os Valores serão calculados por saco de 60 quilos.

“Não haverá pagamento de movimentação financeira dentro do Silos, ou seja, não tem pagamento de recebimento de valores monetários. Também não serão feitas retiradas em sacas de soja, somente a granel. São trabalhos que estamos fazendo para tentar justamente organizar o sistema e trabalhar para poder definir como é que vamos funcionar”, explicou Baú.

O pagamento será convertido em sacas de soja, ou seja, ao final da safra uma parte dos grãos será o pagamento pelo serviço de armazenamento prestado. “Em relação ao cálculo das taxas, são variados, pois depende de fatores como, o teor de umidade do grão, o grau de sujeira e o tempo de armazenamento, ou seja, não é uma conta simples de se fazer e precisamos ter muito controle. O governador Antonio Denarium preza pela transparência, essa nova era para a administração dos Silos,visa garantir ao produtor um local seguro para armazenar a produção” pontuou Baú.