Sexta, 31 Julho 2020 15:16

GRANJA MARIANA Abatedouro de aves do sul de Roraima faz primeiro teste Destaque

Escrito por ELIAS VENÂNCIO

Um abate-teste foi feito na terça-feira, 28, na Granja Mariana, localizada no município de Rorainópolis, pela equipe da Gpoa (Gerência de Inspeção de Produtos de Origem Animal) da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima). O objetivo da ação foi capacitar o abatedouro a trabalhar obedecendo às normas sanitárias, a fim de oferecer para os consumidores um produto saudável.

A equipe treinada trabalhará na linha de abate, atuando de forma sanitariamente correta para garantir a qualidade do produto. Este será o primeiro abatedouro de aves do sul do Estado. Terá a capacidade de abater 130 aves por dia, gerando emprego e renda na cadeia produtiva da avicultura de corte. "É a realização de um sonho. Nunca imaginei chegar até aqui", destacou a proprietária, Raquel Feitosa.

A Granja Mariana

Segundo os técnicos da Gpoa, a procura pela legalização da granja começou há pouco mais de um ano, após a apreensão de aves abatidas clandestinamente no local. Antes, o abate era feito sem preocupações sanitárias e sem seleção de aves. Não havia o cuidado com a qualidade nutricional do produto.

Este fato e a vigilância constante fez despertar o interesse da proprietária em legalizar sua empresa para poder comercializar sua produção. Ao longo do período das obras, ela recebeu apoio do Governo do Estado, por meio da Aderr, Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Desenvolve-RR (Agência de Fomento do Estado de Roraima).

O empreendimento será inaugurado em breve, iniciando um novo ciclo no consumo de aves no Sul do Estado, fortalecendo o sistema de inspeção e garantindo a segurança alimentar dos consumidores. “Em Boa Vista existe um abatedouro agrofamiliar. Agora o Estado ganha mais um”, destacou o gerente da Gpoa, Diego Costa.