Sexta, 03 Julho 2020 18:52

VITÓRIA CONTRA COVID-19 Mais três pacientes recebem alta e deixam o HGR Destaque

Escrito por ASCOM SESAU
As três pacientes estavam em tratamento para o Coronavírus (COVID-19); agora, seguem para a recuperação em casa As três pacientes estavam em tratamento para o Coronavírus (COVID-19); agora, seguem para a recuperação em casa Ascom Sesau

Em um momento onde boas notícias devem ser compartilhadas, a equipe do HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) teve um momento especial esta semana, de energia positiva fundamental para continuar a batalha contra o Coronavírus (COVID-19). Três pacientes receberam a notícia da alta hospitalar, após evolução para o tratamento contra a doença.

Antes de voltar para casa, as pacientes Rosa Leite Pereira (73 anos), Edna Orlando (78 anos) e Nazaré de Sousa Barros (64 anos) receberam o carinho da equipe que atua no hospital. Após quatro, seis e sete dias de internação, respectivamente, elas seguem com a recuperação em casa, conforme as recomendações de isolamento social.

Segundo a coordenadora do Paar (Pronto Atendimento Airton Rocha), Talita Araújo, a recuperação dos pacientes traz otimismo para a equipe da unidade. “Cada alta representa muito para nós. A cada paciente recuperado, vem uma sensação de dever cumprido e a certeza de que estamos indo pelo caminho certo. Toda a equipe do Pronto Atendimento, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem vibra com esses momentos que são nosso combustível para continuar nessa luta”, contou Talita.

Atualmente, o Estado de Roraima possui 4.430 recuperados da COVID-19. Os registros da doença podem ser acompanhados pelo Boletim Epidemiológico elaborado pelo Cievs (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde), divulgado pela Sesau.

O boletim é a única fonte oficial de informação sobre a situação epidemiológica relacionada ao Coronavírus em Roraima e está disponível no site da Sesau, no endereço www.sesau.rr.gov.br e na plataforma roraimacontraocorona.rr.gov.br, onde as pessoas podem ter acesso a informações importantes sobre a doença. "É fundamental que as pessoas busquem informações oficiais e estejam bem informadas e que também atendam às medidas de enfrentamento dessa doença”, reforçou a coordenadora.