Terça, 02 Junho 2020 18:32

INFLUENZA | Vacinação contra a Gripe continua até 30 de junho Destaque

Escrito por LIDIANE OLIVEIRA
Em Roraima, todos os municípios receberam as vacinas contra a gripe Em Roraima, todos os municípios receberam as vacinas contra a gripe Ascom/Sesau

As pessoas que fazem parte do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza devem ficar atentas. A campanha foi prorrogada até o dia 30 deste mês e, com isso, ainda é possível procurar uma UBS (Unidade Básica de Saúde) em todos os municípios do Estado e atualizar a caderneta de vacinação. A Sesau (Secretaria de Saúde), por meio do Nepni (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), recebeu do MS (Ministério da Saúde) 231 mil doses da vacina contra a influenza e fez o repasse para todos os municípios.

Até o momento, o grupo dos idosos já superou a meta de cobertura vacinal estabelecida pelo MS, com 111,07%. Mas outros grupos prioritários precisam melhorar os índices de vacinação. Segundo a gerente do Nepni, Alice Dantas, é fundamental que os outros grupos atualizem a caderneta de vacinação. “É importante esclarecer que a vacina não é válida para o Coronavírus, no entanto, garante imunidade contra o vírus da influenza, que merece toda a atenção”, esclareceu. De acordo com o Nepni, os outros grupos que apresentam necessidade de reforço na cobertura estão os profissionais de saúde (87,34%), gestantes (30,45%), puérperas (39,20%), indígenas (10,24%), adultos entre 55 e 59 anos (30,17%) e crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (23,27%). Quem pertence a um desses grupos deve ir até uma UBS para receber a vacina.

Doentes crônicos e pessoas com deficiência, profissionais de segurança e forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte público, pessoas privadas de liberdade e adolescentes sob medida socioeducativa, funcionários do sistema prisional e professores, que também integram o público-alvo, são avaliados por número de doses aplicadas, devido às limitações de estimativa populacional desses grupos.

Vale ressaltar que, mesmo tendo atingido a meta de imunização, os idosos que ainda não se vacinaram devem procurar as UBS's para receber a vacina.

CENÁRIO NACIONAL - De acordo com o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. Com a prorrogação, a expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas em todo o Brasil.