Sexta, 29 Mai 2020 21:33

HOSPITAL DE CAMPANHA | Governo doa R$ 666 mil em EPIs, medicamentos e insumos para Área de Proteção e Cuidados Destaque

Escrito por ISAQUE SANTIAGO
Avalie este item
(0 votos)
Os itens foram entregues na sede da Operação Acolhida, na 1ª Brigada de Infantaria de Selva, e serão utilizados na APC quando inaugurada Os itens foram entregues na sede da Operação Acolhida, na 1ª Brigada de Infantaria de Selva, e serão utilizados na APC quando inaugurada Neto Figueiredo

O Governo de Roraima entregou nesta sexta-feira, 29, R$ 666 mil em EPI (Equipamento de Proteção Individual), medicamentos e material médico hospitalar para a Operação Acolhida. Todo o material vai ser utilizado na APC (Área de Proteção e Cuidados), que vai funcionar como um Hospital de Campanha para atender pacientes com COVID-19, desafogando o HGR (Hospital Geral de Roraima).

O coordenador geral da CGAF (Coordenadoria Geral de Assistência Farmacêutica), Armando Santos, informou que a Operação Acolhida solicitou kits de EPI compostos por nove itens como luvas, máscaras, óculos, avental, propés, entre outros. Nos kits doados nesta sexta-feira, 29, os kits doados pelo Governo foram compostos por 12 itens.

“Estamos entregando 12 itens de EPI, embora a solicitação da Operação Acolhida tenha sido de nove itens, nós acrescentemos ainda o macacão impermeável, o protetor facial e o avental impermeável, o que eles pediram foi o descartável normal. Estamos entregando em quantidade suficiente para 30 dias e atender 80 leitos”, disse.

Além dos EPIs, na remessa também foram doados alguns medicamentos, entre eles a Cloroquina, recomendada pelo Ministério da Saúde no tratamento contra a COVID-19. “Também doamos medicamentos para hidratação, sedação e transtornos respiratórios. Também estamos entregando materiais médicos hospitalares como compressa de gases, seringa, entre outros”, declarou.

A remessa foi entregue na sede da Operação Acolhida, na 1ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro. O material será utilizado na APC, unidade que deve inaugurar nos próximos dias, vai funcionar como Hospital de Campanha no atendimento a pacientes infectados pelo Coronavírus.

Santos declarou que a CGAF trabalha para manter as unidades de saúde em todo o Estado abastecidas tanto de EPIs, como de medicamentos e insumos. “Já entregamos mais de 7 toneladas de material nas unidades da Capital, entre elas; Hospital das Clínicas, Clínica Especializada Coronel Mota, Hospital Materno Infantil, Pronto Atendimento Cosme e Silva e Hospital Geral de Roraima”, disse ao lembrar que a Coordenadoria também está mantendo as unidades do interior do Estado.

O coordenador da CGAF ressaltou ainda a importância do abastecimento dessas unidades. “Todo esse material é mais do que necessário nesse momento de enfrentamento à pandemia. Os EPIs mantêm os profissionais da saúde mais seguros, os medicamentos auxiliam no tratamento da doença e os insumos viabilizam o atendimento médico”, pontuou.

Ler 475 vezes Última modificação em Sexta, 29 Mai 2020 21:58