Sexta, 29 Mai 2020 01:01

ECONOMIA | Roraima fecha 1º quadrimestre do ano com saldo positivo de empregos formais Destaque

Escrito por ASCOM/SEPLAN
Apenas três estados brasileiros conseguiram bom desempenho nos primeiros quatro meses de 2020; Roraima foi o segundo, com maior criação de novos postos de trabalho Apenas três estados brasileiros conseguiram bom desempenho nos primeiros quatro meses de 2020; Roraima foi o segundo, com maior criação de novos postos de trabalho Ascom/Seplan

Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados pelo Ministério da Economia nessa quarta-feira, 27, revelam que Roraima teve saldo positivo na geração de postos de trabalho no 1º quadrimestre do ano, quando foram criados 135 novos empregos formais.
Apenas três estados brasileiros conseguiram fechar os primeiros quatro meses de 2020 com resultado otimista. Em termos relativos, Roraima foi o segundo com maior criação de novos postos.
Gráfico 1 - Saldo na geração de empregos formais por UF

Fonte: Caged, Ministério da Economia; Elaboração: Cgess/Seplan


Nestes primeiros quatro meses, destaca-se a criação de novos postos de trabalho no mês de fevereiro, quando o Estado gerou 661 novos empregos formais, o melhor resultado para um mês de fevereiro em toda a série histórica.
Entretanto, o economista da Cgees (Coordenadoria Geral de Estudos Econômicos e Sociais) da Seplan (Secretaria de Planejamento de Desenvolvimento), Fábio Martinez, esclareceu que em decorrência da crise econômica proveniente da pandemia da COVID-19, que afetou o Brasil como um todo, no mês de abril todas as unidades da Federação apresentaram retração nos seus saldos de empregos formais. “Em Roraima, foram extintos 1.044 postos de trabalho”, ressaltou.
Mesmo com toda essa retração apresentada no mês de abril, o resultado do 1º quadrimestre deste ano foi superior ao resultado registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo tinha sido de -112 postos de trabalho. Logo, foram criados 247 novos postos a mais do que no 1º quadrimestre de 2019.
Gráfico 2 - Saldo de empregos formais por mês em Roraima - 2020 (com ajuste)

Fonte: Caged, Ministério da Economia; Elaboração: Cgees/Seplan


Ao avaliar os números, o secretário de Planejamento, Marcos Jorge, considerou que o resultado positivo o saldo acumulado de empregos está relacionado ao bom desempenho apresentado no 1º trimestre do ano, quando foram criados 1.179 novos postos de trabalho, bem acima do valor registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo ficou negativo em -320 postos.

O titular da Seplan também atribuiu o trabalho realizado pelo Governo de Roraima com ações voltadas para a melhoria do ambiente de negócios e fortalecimento da economia, como fundamental para o alcance do bom resultado.
“O impacto na economia em decorrência do Coronavírus é mundial e em Roraima nós temos amargado os efeitos, é claro. Mas também não podemos deixar de destacar que, mesmo diante de toda a crise instalada, ainda assim nós fomos o segundo Estado que mais gerou empregos formais no Brasil. Isso é fruto de um trabalho que vinha sendo construído desde início da gestão do governador Antonio Denarium, para a retomada econômica e desenvolvimento do nosso Estado”, garantiu.
Todos os agrupamentos de atividades econômicas em Roraima apresentaram retração no mês de abril, com destaque para o recuo no comércio, onde foram extintos 492 postos de trabalho com carteira assinada, seguido pela construção que perdeu 166 postos.
Gráfico 3 - Saldo de empregos formais por grupamento de atividades econômicas em Roraima no mês de abril de 2020 (com ajuste)

Fonte: Caged, Ministério da Economia; Elaboração: Cgees/Seplan


A nível local, seis municípios apresentaram saldos positivos, com destaque para Boa Vista, com 154 novos postos, e São João da Baliza, com 37 postos. São Luiz foi o único a apresentar saldo nulo (0).
Já Bonfim, foi o município roraimense que registrou a maior perda no número de empregos no acumulado de janeiro a abril deste ano, com saldo negativo de -47 postos. Além dele, outros sete municípios também apresentaram saldos negativos:

Mucajaí (-15); Alto Alegre (-12); Normandia (-5); Pacaraima (-5); Cantá (-4); Amajari (-3); e Caroebe (-1).