Quinta, 28 Mai 2020 19:05

EM NORMANDIA | Seapa cria banco de sementes para distribuir a produtores rurais Destaque

Escrito por ASCOM/SEAPA
Banco de Sementes Crioulas da CPR Normandia faz doações para os produtores rurais que se comprometem a devolver o dobro da quantidade recebida no ano seguinte Banco de Sementes Crioulas da CPR Normandia faz doações para os produtores rurais que se comprometem a devolver o dobro da quantidade recebida no ano seguinte ASCOM/SEAPA

Por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o Governo de Roraima, continua trabalhando para auxiliar os produtores rurais do Estado. Pensando nisso, a CPR (Casa do Produtor Rural) de Normandia, criou o Banco de Sementes Crioulas para os produtores da região. A distribuição de sementes ocorre durante todo o mês de maio. A ideia de criação do banco de sementes surgiu no ano passado, quando a Seapa recebeu sementes de milho e feijão da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), por meio de uma parceria.

Segundo o chefe da CPR de Normandia, Joeldson Habert, a equipe resolveu fazer mais que simplesmente repassar a sementes para os produtores rurais. “A gente decidiu formar um banco de sementes para que todo ano o agricultor, aquele mais humilde, consiga as sementes. A ideia é que, antes das chuvas, ele já tenha a semente e comece a plantar. Assim, nos distribuímos o feijão e o milho para os agricultores”, informou.

No ano passado, foram atendidas 55 famílias pela CPR de Normandia, com um total de 168 quilos de milho e 46 quilos de feijão. Este ano, 17 famílias já garantiram as sementes. Para o secretário de Agricultura, Emerson Baú, esta é uma iniciativa da CPR que deu muito certo.

“Ficamos felizes quando vemos todo o esforço que os nossos técnicos têm em melhorar as condições dos pequenos agricultores, agricultores familiares do Estado. O Banco de Sementes Crioulas, em Normandia, tem tudo para dar certo, pois temos pessoas comprometidas com o seu trabalho”, frisou Emerson Baú.

Banco de Sementes Crioulas

A condição para o produtor rural participar do Banco de Sementes Crioulas é devolver, no ano seguinte, o dobro do que foi recebido no ano anterior. Muitos produtores devolveram este ano, enquanto outros não conseguiram por diversos motivos, mas o que chegou já está sendo distribuído novamente.

Edmundo Melo foi um dos produtores rurais que pegaram semente de feijão no passado. Ele recebeu 5kg de feijão e neste ano devolveu 10kg. “Eu planto de tudo no meu sítio: macaxeira, banana, jerimum e feijão, entre outras culturas. Já soube que tem semente de milho também lá na CPR e assim que der vou pegar para plantar este ano. O feijão deu muito certo e devolvi direitinho”, comentou o produtor rural.

Este ano, cada produtor recebe um litro de semente de milho e um litro de semente de feijão e como as entregas estão sendo realizadas antes das chuvas, o pequeno produtor rural irá conseguir plantar e colher no tempo certo. No momento em que o produtor rural recebe as sementes na CPR de Normandia, ele assina um termo de compromisso para devolver a semente no ponto do plantio, assim que ele colher.

Joeldson Habert acredita na potencialidade do banco de sementes, mesmo que ainda esteja no início. “Nós estamos disponibilizando as sementes que temos para os agricultores e para as famílias da região. Esperamos que o banco de sementes tenha resultados, ou melhor, já está tendo. Outras pessoas estão ajudando também, como é o caso de uma produtora que trouxe para a CPR outro tipo de milho. É uma variedade a mais e, assim, o produtor pode aumentar a diversidade”, informou.