Quinta, 21 Mai 2020 22:01

COMBATE AO CORONAVÍRUS | Polícia Civil de Roraima realiza desinfecção de delegacias Destaque

Escrito por ASCOM/PCRR
Todas as unidades passarão por processo de desinfecção, como ação de prevenção e enfrentamento ao Coronavírus   Todas as unidades passarão por processo de desinfecção, como ação de prevenção e enfrentamento ao Coronavírus ASCOM/PCRR

Desde o primeiro momento em que um agente foi diagnosticado com o Coronavírus (COVID-19), a Delegacia Geral da PCRR (Polícia Civil de Roraima) determinou a desinfecção de todas as unidades policiais na capital e no interior. A ação teve início na semana passada e a prioridade é para as unidades em que servidores testaram positivos para a doença.

De acordo com o delegado geral, Herbert de Amorim Cardoso, como o serviço da Polícia Civil é considerado essencial, não tem como suspender os trabalhos. Entretanto, medidas administrativas foram adotadas para levar mais segurança aos policiais neste período de pandemia. "Uma das medidas é esse serviço de desinfecção das unidades policiais. O foco principal é fazer a desinfecção nas delegacias em que policiais foram testados positivo, como ação de prevenção e enfrentamento ao Coronavírus", disse.

O trabalho de desinfecção já ocorreu na Corregepol (Corregedoria Geral de Polícia), na DRFVAT (Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores Terrestre), no 3º DP, no DA (Departamento Administrativo), que agrega o DPJC (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), DPJI (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) e 1º DP. Nesta sexta-feira, 22, o trabalho vai acontecer na sede do 2º DP, que atende também a Custódia, Central de Flagrantes e 5º DP.

  Medidas preventivas

Desde o mês de março, a Delegacia Geral vem adotando medidas administrativas para atender aos policiais civis nesse período de pandemia. Uma delas, foi permitir o trabalho home office aos policiais em situação de risco. A segunda medida foi restringir o atendimento presencial nas delegacias, ampliar o registro de BO (Boletim de Ocorrência) pela Delegacia Online e também o registro de BO por Telefone.

Os atendimentos presenciais são realizados para os casos considerados graves. Outra medida adotada foi a implantação do Gabinete Interno de Gerenciamento de Crise, para monitorar casos de policiais e familiares que residem na mesma casa com a suspeita da doença, agendar atendimento para o teste rápido da COVID-19 e orientar os policiais civis.

“Estamos viabilizando a entrega dos Equipamentos de Proteção Individual nas unidades policiais, afastando provisoriamente os policiais que se enquadram nos grupos de risco e verificando a situação funcional desses servidores, inclusive os que contraíram a doença. Criamos o gabinete com policiais civis voluntários, buscamos treinamento para a equipe que faz desde o agendamento de casos suspeitos, à aplicação do teste rápido para detectar a doença. São medidas que visam dar mais proteção aos nossos policiais”, disse o delegado geral.

 

--