Quarta, 22 Janeiro 2020 21:46

VISITA DE VERIFICAÇÃO | Secretário de Saúde inspeciona ambientes da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo Destaque

Escrito por ASCOM/SESAU
A ação desta quarta-feira, dia 22, contou com a participação do adjunto, Rodrigo Santana, e da juíza titular da Vara de Execução Penal, Joana Sarmento A ação desta quarta-feira, dia 22, contou com a participação do adjunto, Rodrigo Santana, e da juíza titular da Vara de Execução Penal, Joana Sarmento Ascom/Sesau

O secretário estadual de Saúde, Allan Garcês, realizou na manhã desta quarta-feira, dia 22, uma visita à Pamc (Penitenciária Agrícola de Monte Cristo). A ação atende a uma expectativa do MPRR (Ministério Público de Roraima) e da Vara de Execução Penal sobre a situação de saúde dos presos daquela unidade, que é considerada a maior de todo o Estado.

Acompanhado pelo secretário adjunto, Rodrigo Santana, e pela juíza titular da Vara de Execução Penal, Joana Sarmento, o secretário conheceu um pouco do funcionamento da unidade básica de atendimento, dos consultórios médicos e odontológico e da farmácia da Pamc. Ele também inspecionou a condição de higiene de ambientes que abrigam os detentos.

“Após finalizarmos a nossa ação aqui na Pamc, vou levar à excelentíssima juíza para uma visita ao HGR (Hospital Geral de Roraima), onde irei apresentar a estratégia que será implementada aos detentos que se encontram internados no hospital”, declarou Garcês.

 PACTO POR MELHORIAS – Em face dos últimos ocorridos, a Sesau firmou um compromisso com a Vara de Execução Penal para promover uma série de melhorias no atendimento aos detentos da Pamc.

Entre as medidas já definidas estão a destinação de um espaço no HGR para tratamento especializado fora da unidade prisional; disposição de equipe médica nos horários da manhã e tarde; e realização de ações de saúde, em conjunto com a equipe de perícia judicial, para coleta de materiais, exames e protocolo de tratamento específico.

Vale ressaltar ainda que análise laboratorial realizada nos presos encaminhados recentemente para o HGR descartou a existência de uma bactéria de origem desconhecida na Pamc, mas por determinação do secretário Allan Garcês, a CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde) continuará monitorando a situação de saúde na unidade.