Terça, 03 Dezembro 2019 17:50

UNIÃO | Governo de Roraima realiza casamento coletivo para 45 servidores estaduais Destaque

Escrito por RICARDO GOMES
A segunda edição do projeto é destinada aos servidores públicos e a cerimônia será na quarta-feira, no Palácio da Cultura A segunda edição do projeto é destinada aos servidores públicos e a cerimônia será na quarta-feira, no Palácio da Cultura Charles Bruno

A iniciativa do Governo do Estado, por meio da Setrabes (Secretaria de Estado do Trabalho e Bem-Estar Social) em parceria com o TJ/RR (Tribunal de Justiça de Roraima) através da Vara de Justiça Itinerante em parceria com o cartório Loureiro, vai possibilitar a segunda edição do Casamento Coletivo, voltado aos servidores públicos, na quarta-feira 4, no Palácio da Cultura Nenê Macaggi, as17h.

Estão participando desta edição 45 servidores que passaram por cinco oficinas, desde a preparação dos buquês, ensaio do casamento, workshop de beleza, encontro de casais e a oficina de bolos e salgados. Os preparativos iniciais aconteceram durante todo o mês de outubro e novembro com a inscrição dos servidores, seleção dos casais e a homologação por parte da Justiça e do cartório Loureiro.

Nesta segunda edição a coordenação contou com mais de 200 inscrições, as quais foram selecionadas de forma presencial com a avaliação de toda a documentação dos casais com a comprovação da renda, conforme estabelecido no edital, segundo informou a diretora do DPSB (Departamento de Proteção Social Básica) Leila Mendes.

“São casais que vivem juntos há anos, porém, não têm recursos financeiros para oficializar a união. Apesar de ser um ato que garante os direitos civis é, também, uma maneira de fortalecer os laços afetivos do casal e consequentemente da família”, ressaltou.

A titular da Setrabes, Tânia Soares, enfatizou que esta segunda edição voltada especialmente para os servidores públicos, atende uma demanda sugerida na primeira edição que ocorreu no mês de junho, onde reuniu mais de 100 casais e no momento foi apresentado por um grupo de servidores a possibilidade da inclusão desta proposta.

“Esta iniciativa contempla a segurança jurídica aos casais, além de ser um momento de extrema alegria para todos, com a ideia principal de realizarmos sonhos e compartilharmos esse momento especial. Tivemos a oportunidade de vivenciar suas histórias em cada fase que eles participaram, e o quanto é importante a celebração da união para estes casais”, complementou.