Escola do Atleta celebra um ano em Rorainópolis

92
Repórter: João Paulo Pires | Edição: Johann Barbosa | Foto: Fernando Oliveira
Repórter: João Paulo Pires | Edição: Johann Barbosa | Foto: Fernando Oliveira

Os integrantes do programa social Escola do Atleta, projeto do Governo do Estado executado pela Setrabes (Secretaria Estadual do Trabalho e Bem-Estar Social), comemoraram um ano de atividades no município neste fim de semana.

 

Na mesma ocasião, ocorreu ainda o encerramento da 1ª oficina de bolos artesanais realizada entre os dias 1º a 4 de agosto, para 65 mulheres participantes do Clube de Mães de Rorainópolis.

 

Durante a programação, a governadora Suely afirmou que aquele era um momento de se comemorar também os resultados positivos que a Escola do Atleta trouxe a Rorainópolis.

 

“Os meninos evoluíram e inclusive mostraram que estão estudando mais, têm disciplina e bom comportamento em sala de aula. O esporte tem um potencial imenso de transformar para melhor o ambiente das pessoas envolvidas, e é esse exemplo que queremos expandir cada vez mais nos municípios de Roraima”, disse.

 

KARATÊ – Foram realizadas atividades recreativas, sorteios de brindes e entrega de medalhas aos jovens atletas. Além disso, foi ainda o primeiro contato com os 45 alunos de Karatê da Escola do Atleta, modalidade anunciada pela governadora em março deste ano. As aulas terão início no mês de agosto.

 

A estudante Vitória Gonçalves tem 11 anos e está inscrita nas modalidades Ginástica Rítmica e Karatê. Sem praticar algum esporte antes da Escola do Atleta, ela viu a rotina mudar quando viu a oportunidade de praticar uma atividade física.

 

“A ginástica me ajuda a ter flexibilidade e o karatê é mais ‘duro’, mas eu consigo desenvolver a resistência e ainda pratico defesa pessoal. Então acaba que um complementa o outro. Aprendi a fazer abertura, ponte e manter a postura reta. No karatê eu comecei a aprender alguns golpes”, relatou, ao lembrar que, para ela, as duas modalidades esportivas são complementares.

 

A Escola do Atleta em Rorainópolis teve início no dia 27 de agosto. A primeira modalidade disponibilizada no município foi o futebol, que conta com 152 crianças e adolescentes.

 

Em 2017 tiveram início as aulas da ginástica rítmica com 30 meninas. Atualmente, são 182 crianças e adolescentes integrantes do programa, além dos 45 novos alunos do Karatê. Em Boa Vista, são 548 alunos, sendo 386 do futebol e 162 da ginástica rítmica.

 

OFICINA BOLOS ARTESANAIS – Na mesma ocasião ocorreu o encerramento da oficina de bolos artesanais realizada entre os dias 1º a 4 de agosto, para 65 mulheres participantes do Clube de Mães de Rorainópolis.

 

A dona de casa Geane Ribeiro dos Santos tem 28 anos e mora na Vicinal 10, que fica a 16 quilômetros da sede de Rorainópolis. Apesar da distância e de já possuir noções de panificação, Geane não se impediu de participar da oficina.

 

“Já trabalhei algum tempo com a minha mãe quando ela vendia lanches. Eu já sabia algumas coisas, mas aproveitei para tirar dúvidas. O melhor é que além de bolos nós aprendemos a fazer pães e aprendemos como manusear essa produção do ponto de vista comercial. Foi muito proveitoso para todas e estamos esperando mais cursos virem para desenvolver esse potencial que nós todas temos para explorar”, ressaltou.

 

O agricultor Jocelio Pereira também participou da oficina. Ele conta que conheceu o Clube de Mães por meio da mãe dele, que sempre participa das atividades do local.

 

“Ela me fez o convite para participar e eu vim meio curioso, só para ver como era. Então eu acabei me inscrevendo mesmo. A experiência foi muito boa e deu para aprender muito com o que foi repassado. Nós pudemos ter uma boa noção de como lidar com a cozinha industrial. Não tem distinção para quem tem vontade de aprender algo novo e construtivo”, disse.

 

A titular da Setrabes, Emília Campos, declarou que a equipe está muito satisfeita tanto com o Clube de Mães quanto com a Escola do Atleta em Rorainópolis.

 

“Só neste ano foram feitas mais de 20 oficinas e 562 mulheres foram capacitadas aqui. Elas passaram por cursos de artesanato e culinária e por conta disso muitas puderam ampliar a própria renda. O Clube é um espaço que proporciona a socialização entre as mulheres e dá condições para que elas aprendam atividades produtivas e gerem renda para si mesmas. É uma forma de reforçar a economia local e investir no capital humano, na nossa população”, ressaltou.

 

As atividades do Clube de Mães em Rorainópolis tiveram início em 10 de junho de 2016 e já atenderam 562 mulheres nas oficinas de artesanato e culinária.