NOVEMBRO ROXO – Maternidade recebe novos equipamentos para reforço no atendimento

71
Foram investidos R$ 600 mil com apoio de emenda parlamentar

Foto: Ascom/Sesau

No mês voltado para ações contra a prematuridade – uma das principais causas de mortalidade neonatal – o Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth (HMINSN) está recebendo o reforço de novos equipamentos para a estrutura da unidade. A aquisição garante ainda mais segurança para os procedimentos médicos e uma melhor assistência aos pacientes.

A unidade receberá 21 novos monitores multiparamétricos, para monitoramento dos sinais vitais dos pacientes; além de 12 oxímetros portáteis, para aferição do nível de oxigênio no sangue. Os novos itens beneficiarão principalmente o centro-cirúrgico e Utin (Unidade de Terapia Intensiva Neonatal) e foram adquiridos com apoio de emenda parlamentar, com investimento de cerca de R$ 600 mil.

A apoiadora técnica da unidade, Márcia Monteiro, explicou que os monitores multiparamétricos otimizam o tempo e apresentam ao médico, as informações mais importantes sobre o estado do paciente.

Isso permite ao anestesista perceber mais rapidamente se há alguma intercorrência durante o procedimento.  “Com esses novos aparelhos, as pacientes serão melhor monitorados e os médicos estarão mais seguros, principalmente para atuar em casos mais graves”.

Estes itens são frutos de emendas parlamentares do ex-deputado federal Urzeni Rocha, cujo processo estava parado na secretaria desde 2014 e foi retomado pela atual gestão.

 

MAIS EQUIPAMENTOS – Há décadas o governo não investia tanto em equipamentos para a maternidade como atualmente. Desde 2015 a maternidade recebeu investimentos de mais de R$ 3 milhões, que possibilitaram a aquisição de vários equipamentos para substituição dos antigos ou para complementar a estrutura já existente.

Por meio da Rede Cegonha, estratégia do Ministério da Saúde que dá suporte e assistência a mulheres, recém-nascidos e crianças, foram adquiridos mais de 150 itens diferentes, como aparelhos de fototerapia, cardiotocografia (para avaliar o bem-estar do bebê), camas para parto e cadeiras especiais que auxiliam nesse trabalho, detector fetal (para monitorar os batimentos cardíacos do feto) e oxímetros, utilizados para fazer o teste do coração, entre outros.

Outros processos estão em andamento para que, em breve, a unidade receberá mais equipamentos, como por exemplo, os utilizados para o teste da orelhinha.