SUS DE QUALIDADE – Conferência abre para a população discussão sobre vigilância em saúde

122
Com representantes de todo o Estado, conferência debate melhorias para ações de prevenção e promoção da saúde

ASCOM/SESAU

Foto: Neto Figueiredo/Secom-RR

 Iniciada nesta segunda-feira (30), a 1ª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde de Roraima reúne representantes da saúde dos municípios, movimentos sociais, conselhos de classes e profissionais de saúde para a formulação da Política Nacional de Vigilância em Saúde e o fortalecimento das ações de prevenção e promoção da saúde.

O evento é aberto ao público e segue até esta terça-feira (31) na Etsus (Escola Técnica de Saúde do SUS), das 8h às 18 horas, com o tema Vigilância em Saúde: Direito, Conquista e Defesa de um SUS (Sistema Único de Saúde) Público de Qualidade, a conferência vai resultar em propostas a serem votadas na etapa nacional.

 A coordenadora geral de Vigilância em Saúde, Daniela Souza, explicou que a conferência é um encontro importante para a discussão e conhecimento dos avanços necessários na área em nível estadual.

 “A conferência é essencialmente para dar espaço à população, para que esta possa discutir o que ela quer em avanço de vigilância e quais são as propostas que nós do Estado necessitamos”, disse.

 Desde agosto foram realizadas conferências municipais em todo o Estado, nas quais os representantes locais puderam elaborar propostas com base no que observam na prática.

 Estas indicações serão apresentadas na Conferência Estadual e após isso, as ações escolhidas serão levadas para a Conferência Nacional de Vigilância em Saúde, em Brasília, de 28 de novembro a 1º de dezembro.

 A conselheira estadual em saúde, Valdirene Oliveira, informou que no segundo dia da conferência haverá a discussão das propostas sugeridas pelos municípios.

 “Depois que as propostas entrarem em votação e alçarem 75% de aprovação, vão para plenária final para aprovação. Nós temos que mandar 12 propostas de relevância nacional, e as que são de relevância estadual ficam para discussão e incorporação no Plano Estadual de Saúde”, explicou.

 VIGILÂNCIA – Em Roraima, a CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde) é o órgão responsável por supervisionar e apoiar as atividades executadas pelos municípios para promover a saúde da população para fortalecer as ações de prevenção e proteção à saúde da população.

 A Vigilância em Saúde é a área que exerce ações para reduzir a morbidade e mortalidade por doenças e agravos transmissíveis e não transmissíveis. Isso é feito por meio da prevenção, controle e redução de riscos e danos ambientais, sanitários e ocupacionais que interferem na saúde da população.