40ª EXPOFERR – Modalidade de Apartação de Bezerros é atração da noite nos rodeios

67
Competidores disputam com o objetivo de colocar os garrotes no curral

 

Competidores disputam com o objetivo de colocar os garrotes no curral

ELIAS VENÂNCIO
Foto: Fernando Oliveira

A movimentação na arena de rodeios foi intensa na noite desta segunda-feira, 9. Homens e mulheres participaram da prova de apartação de bezerro, modalidade originária dos EUA, onde é conhecida como Team Pennig. No Brasil chegou há pouco tempo, mas segundo os organizadores já está sendo realizada em todo território nacional.

Três competidores entram na arena com o objetivo de separar três animais escolhidos pela a organização do evento. A Prova torna-se difícil, porque os participantes têm que colocar os animais selecionados dentro de um pequeno curral. Quase sempre os garrotes acabam escapando, tornando o trabalho difícil.

O organizador da prova, Rogério Polizeli, destacou que esta dificuldade em colocar os animais dentro do curral no tempo de 2 minutos, faz a modalidade ser bastante competitiva.” Num lote de 30 animais, eles têm que separar três animais com o mesmo número. Separar e prender. Isso pode aparentemente ser fácil, mas não é”.

ALTAS PREMIAÇÕES – Polizeli disse que a Team Pennig chegou forte no Brasil. A competição tem ocorrido com frequência em vários rodeios com disputas acirradas e premiações de valores altos. “Nossa expectativa era que a modalidade crescesse, mas ela explodiu de uma forma que espalhou fácil.”

Participando pela primeira vez da competição, Alan Torres disse que achou a modalidade muito difícil. “A gente pensa que é fácil, mas não é. O garrote é animal arisco, rápido e não deixar ser apanhado fácil. Na prova não podemos fazer nada, além de tanger os animais.”